quinta-feira, julho 28, 2022

PESQUISADORES ISRAELITAS DESCOBRIRAM FORMA DE ANTEVER SISMOS COM UMA PRECISÃO DE 80%

Sempre na linha da frente das grandes descobertas que acabam por abençoar o mundo, cientistas israelitas descobriram um método de prever até 48 horas antes a ocorrência de terramotos, através do estudo da ionosfera, e com uma precisão de 80%!

Através do estudo das alterações na ionosfera da terra, a lasca da atmosfera que toca no vácuo do espaço, a Universidade de Ariel e o centro de pesquisa e de desenvolvimento conseguiu calcular potenciais precursores de vários grandes terramotos que ocorreram nos últimos 20 anos. 

O método desenvolvido pela equipa levou-os a implementarem uma técnica de suporte mecânico aplicado à informação dada por um mapa de GPS relativo ao conteúdo total ionosférico  de forma a calcular a densidade da sua carga de electrões. Através dessa técnica eles descobriram a possibilidade de se antever um terramoto com uma precisão de 80%.

Shalom, Israel!

sábado, julho 23, 2022

DESCOBERTAS AS MAIS ANTIGAS REPRESENTAÇÕES DE PERSONAGENS BÍBLICAS

Uma equipa de arqueólogos da Universidade norte-americana da Carolina do Norte descobriu nas escavações de uma antiga sinagoga em Israel aquelas que são até agora consideradas as mais antigas representações de figuras bíblicas, neste caso de Débora e de Jael. 

Calcula-se que estes mosaicos tenham cerca de 1.600 anos. Segundo o responsável pela equipa de arqueólogos, "esta é a primeira representação deste episódio (do Livro de Juízes), e é a primeira vez que vemos uma representação de heroínas bíblicas na arte judaica antiga."

"Olhando para o capítulo 19 de Juízes, podemos ver como a história deverá ter tido uma ressonância especial entre a comunidade judaica de Huqoq, uma vez que se desenrolou nessa mesma região geográfica, o território das tribos de Naftali e de Zebulom."

A sinagoga onde agora foram descobertos estes antigos mosaicos situa-se em Huqoq, na Baixa Galiléia, e terá sido construída em finais do século 4º ou início do século 5º d.C.

Os painéis com os mosaicos agora descobertos são feitos com pedras da região da Galiléia. O mosaico está dividido em três secções. Uma delas mostra Débora sentada debaixo de uma palmeira olhando para o comandante Baraque. A pequena parte no centro parece retratar Sísera sentado, e a terceira parte exibe Sísera deitado morto no chão, derramando sangue da cabeça à medida que Jael vai enterrando a estaca na sua fonte.

Shalom, Israel!

sexta-feira, julho 22, 2022

DESCOBERTO EM JERUSALÉM TANQUE DE BANHOS RITUAIS DO 1º SÉCULO

Um trabalho de escavação próximo ao Monte do Templo pelo Instituto de Arqueologia da Universidade Hebraica de Jerusalém trouxe à luz do dia um "mikvé" - tanque para rituais de purificação - datado da época do Templo de Herodes e que foi citado nos escritos do famoso historiador judeu Flávio Josefo. Este tanque foi descoberto na parte da Cidade então denominada "Cidade Alta."

Ora, essa "Cidade Alta" citada por Josefo estava directamente relacionada com o período ao qual Jesus Se referiu quando da destruição completa da Cidade de Jerusalém. Essa parte da Cidade construída pelo rei Herodes era habitada pela elite judaica. Este "mikvé" foi achado dentro de uma "villa" privada e foi escavado na própria pedra, tendo um tecto decorado ao estilo herodiano. 

Perto da "villa" foi uma cisterna de água e que se julga ter sido utilizada até ao tempo da destruição do segundo Templo, tendo-se ali encontrado os restos de cerca de 40 peças para cozinhar, algumas ainda intactas. Pensa-se que este "mikvé" pode ter sido usado pela família dos sacerdotes.


CENTENAS DE TANQUES PARA BANHOS RITUAIS EM JERUSALÉM

Centenas de "mikvés" existiam na antiga Jerusalém nos dias de Jesus, não apenas para a população local, mas também para servir os peregrinos que se encaminhavam para o Templo, muitos dos quais paravam para mergulharem nos tanques durante a subida da "via dos peregrinos", a qual tinha uma extensão de cerca de um quilómetro, desde o tanque de Siloé até ao Monte do Templo. 

Ainda hoje os judeus religiosos fazem o banho ritual de purificação antes de ascenderem ao Monte do Templo e as mulheres observadoras da lei de Moisés mergulham todos os meses nestes banhos após o período da menstruação. Os judeus hassídicos têm por costume banhar-se antes do Shabat e dos feriados religiosos. 

Têm sido encontrados inúmeros tanques para os rituais de purificação por todo o território de Israel, inclusivamente na Jordânia actual, onde os arqueólogos descobriram um monumental tanque de banhos rituais no palácio de Herodes em Machaerus. 

DIA DO PENTECOSTE

Várias pessoas têm-me perguntado como foi possível no dia de Pentecoste, após a pregação de Pedro e a conversão de 3 mil pessoas, baptizar toda aquela gente num só dia e numa Cidade onde não passa qualquer rio... A resposta é óbvia: não faltavam tanques para os rituais de purificação! Só em Jerusalém já foram escavadas dezenas deles, pelo que não seria de todo impossível realizar os baptismos de todos aqueles novos crentes num só dia...

Shalom, Israel!

segunda-feira, julho 18, 2022

CHEFE PALESTINIANO VAI REUNIR-SE COM MACRON PARA TENTAR REATAR O "PROCESSO DE PAZ"...

O chefe da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, vai viajar esta semana para Paris para se encontrar com o presidente francês Emanuel Macron, visando o reatamento do "processo de paz" e abordando ainda as eleições palestinianas que têm vindo a ser adiadas vezes sem conta.

O encontro entre a raposa palestiniana e o chefe da Europa irá ter lugar no próximo dia 20. Segundo os palestinianos, um dos objectivos é "pressionar Israel para que providencie uma atmosfera adequada para a realização de eleições palestinianas, especialmente na cidade de Jerusalém."

É um absurdo que o líder palestiniano vá a Paris tratar de assuntos que poderia resolver directamente com as autoridades israelitas, em Jerusalém... A verdade é que desde 2014 que não se têm realizado conversações "para a paz" entre israelitas e palestinianos. 

MACRON...SEMPRE MACRON...

Na passada semana foi o líder israelita Yair Lapid que na sua primeira visita oficial como primeiro-ministro se deslocou a Paris para se reunir com Macron, o qual afirmou "não haver alternativa ao retomar do diálogo político entre os israelitas e os palestinianos."

Shalom, Israel!

sexta-feira, julho 15, 2022

INÉDITO! ARÁBIA SAUDITA ABRE O SEU ESPAÇO AÉREO ÀS COMPANHIAS ISRAELITAS

O Médio Oriente poderá estar num ponto de viragem nunca imaginado ainda há poucos anos. Os "Acordos de Abraão" iniciados pelo ex-presidente norte-americano Donald Trump abriram a porta a novos relacionamentos entre o estado judaico e vários países árabes, com benefícios para ambas as partes. Neste momento, e com a visita a iniciar hoje à Arábia Saudita pelo presidente Joe Biden, o estado saudita mostrou um gesto de boa vontade, um sinal de pequena abertura face aos outros países, com a abertura do seu espaço aéreo a todas as companhias aéreas, incluindo as israelitas.

A partir desta Sexta-Feira os aviões israelitas podem já penetrar e atravessar o espaço aéreo saudita, o que significará uma poupança de milhões de dólares em combustível, uma vez que as rotas aéreas para muitos destinos se tornarão mais curtas. Neste momento, e a partir de ontem, as companhias aéreas israelitas já podem trazer peregrinos muçulmanos directamente de Israel para Meca. 

A grande expectativa agora é a de que Joe Biden venha a anunciar desde a Arábia Saudita a normalização das relações políticas e económicas entre o reino saudita e o estado de Israel.

Esperemos para ver...

quinta-feira, julho 14, 2022

BIDEN E LAPID ASSINARAM A "DECLARAÇÃO DE JERUSALÉM"

O segundo dia da visita do presidente norte-americano ao estado de Israel foi marcado pela assinatura de um acordo estratégico entre os EUA e Israel denominado "Declaração de Jerusalém", no qual os EUA se comprometem em usar "todos os elementos no seu poder nacional" para impedir que o Irão consiga alcançar armas nucleares. 

"Os Estados Unidos sublinham que parte integral deste acordo é o compromisso de nunca permitir que o Irão adquira uma arma nuclear e que estão preparados para utilizar todos os elementos do seu poder nacional para assegurar tal resultado" - reza o texto da "Declaração de Jerusalém."

"Os Estados Unidos mais afirmam o compromisso de trabalhar conjuntamente com outros parceiros para confrontar a agressão e actividades de desestabilização por parte do Irão realizadas quer directamente ou através de párias e organizações terroristas como o Hezbollah, o Hamas e a Jihad Islâmica Palestiniana" - afirma o comunicado. 

Sobre a questão israelo-palestiniana, ambos os países "comprometeram-se em continuar a discutir os desafios e as oportunidades nas relações israelo-palestinianas", condenando ainda o Hamas e os recentes ataques terroristas.

No entanto, é de assinalar que só Biden é que "afirma o seu contínuo e consistente apoio a uma solução dois estados e ao avanço na direcção de uma realidade na qual tanto israelitas como palestinianos possam desfrutar de medidas iguais de segurança, liberdade e prosperidade."

Apesar do actual primeiro-ministro Lapid ser favorável a uma solução 2 estados, ele lidera actualmente um governo de transição que inclui partidos de direita que se opõem à existência de um estado palestiniano, pelo que, sabiamente, ele evitou dar voz a qualquer apoio a tal proposta. 

De qualquer modo, ambos os países concordaram em ajudar no fortalecimento da economia palestiniana e na melhoria da qualidade de vida dos palestinianos. Biden deverá reunir-se amanhã com Mahmoud Abbas, o actual presidente da Autoridade Palestiniana. 

Shalom, Israel!