terça-feira, dezembro 06, 2016

ACTIVISTA DO BDS ASSOCIADA AO CONSELHO MUNDIAL DAS IGREJAS PROIBIDA DE ENTRAR EM ISRAEL

Isabel Phiri, activista anti-Israel oriunda do Malawi, pensava que Israel era uma "república de bananas", pelo que, decidiu-se a entrar num avião rumo a Israel para fazer valer as suas aberrações em pleno território israelita. 
Só que enganou-se...
Ao tentar entrar ontem em território de Israel pelo aeroporto internacional Ben Gurion, a activista foi barrada devido à sua filiação ao famigerado movimento BDS.
Esta é a primeira vez que as autoridades israelitas tomam uma iniciativa desta natureza, apesar de desde há muito terem avisado que o fariam.
Os porta-vozes dos ministérios do Interior e da Segurança Pública informaram terem barrado a entrada de Isabel Phiri devido à sua longa filiação ao movimento anti-israelita BDS -"Movimento de Boicote, Desinvestimento e de Sanções."

Israel diz que o objectivo final deste movimento é a destruição do país, tendo-o identificado como uma séria ameaça. O movimento BDS alega travar uma luta não-violenta contra a "ocupação."
O ministro para a Segurança Pública Gilad Erdan, afirmou que o lugar dos boicotadores "é fora de Israel", e "continuaremos a fazer todo o possível para impedir que eles entrem no nosso país."
Esta activista do Malawi trabalhou no passado com o "Conselho Mundial das Igrejas", uma organização que reúne várias denominações protestantes e que tem apoiado o movimento BDS desde 2002, promovendo também "um futuro no qual cesse a ocupação da Palestina."

Israel está de parabéns!
Shalom, Israel!

segunda-feira, dezembro 05, 2016

NOVO EMBAIXADOR DE ISRAEL NA TURQUIA APRESENTA CREDENCIAIS AO PRESIDENTE TURCO

Ao fim de vários anos de relações políticas interrompidas devido ao conflito com a "flotilha" turca impedida de entrar em águas territoriais israelitas, Jerusalém apresentou ao governo de Erdogan o seu novo embaixador para a Turquia, tendo a cerimónia da entrega das credenciais sido acompanhada pela interpretação do hino nacional israelita por uma banda militar turca.
O novo embaixador israelita na Turquia chama-se Eitan Na'eh, e chegou hoje à capital turca Ancara para apresentar as suas credenciais ao presidente turco Erdogan, no seu palácio da capital.
As relações entre os dois países foram agora reatadas depois de 7 anos de conflitos políticos causados pela abordagem de comandos navais israelitas ao barco turco "Marmara" onde vários activistas turcos e não só queriam a toda a força forçar a entrada em águas israelitas para levar uma alegada ajuda humanitária aos residentes da Faixa de Gaza.

Shalom, Israel!

sexta-feira, dezembro 02, 2016

REINO UNIDO VOTA CONTRA ISRAEL NA ONU

Nesta passada Quarta-Feira a Assembleia Geral das Nações Unidas adoptou 6 resoluções anti-Israel, incluindo uma apoiada pelo próprio Reino Unido.
Este país europeu votou a favor de uma resolução que classifica Israel como "ocupando Jerusalém", propondo ainda que todas as acções de Israel na Cidade de Jerusalém são "ilegais", "nulas e esvaziadas", "sem qualquer tipo de validade."
Somente 7 países votaram contra esta resolução. São eles: os EUA, Israel, o Canadá, a Micronésia, as Ilhas Marshall, Nauru, e Palau. Abstiveram-se estes 8 países: Austrália, Camarões, Guatemala, Honduras, Panamá, Papua Nova Guiné, Paraguai e Vanuatu.
Aquilo que esta resolução "determina" é que quaisquer acções do governo de Israel na sua eterna capital Jerusalém são "ilegais" e "nulas."
Estas decisões da desacreditada ONU só comprovam a tendência para defender a causa dos terroristas palestinianos inimigos de Israel e tentar retirar à nação judaica todo o seu estatuto e direitos sobre a sua própria capital, Jerusalém.
Israel rejeitou de imediato estas pérfidas resoluções. Nas palavras do embaixador israelita para a ONU, "As resoluções hoje tomadas são mais um claro exemplo das injustiças sofridas por Israel nas Nações Unidas."

O lamentável é ver países que foram fundamentais para o estabelecimento do moderno estado de Israel serem agora os seus principais adversários. Tal é o caso do Reino Unido, cada vez mais entregue à influência islâmica e anti-semita. 

Jerusalém torna-se cada vez mais um "cálice de tontear" para as nações do mundo. E todas as que se atreverem a "beber desse vinho" ficarão certamente embriagadas, e mais tarde ou mais cedo ruirão. 

Shalom, Israel!

quinta-feira, dezembro 01, 2016

PRIMEIRAS FORTES CHUVADAS CAIEM EM ISRAEL

Finalmente, e após uma longa espera com tempo quente e seco, chegaram as tão desejadas chuvas sobre o território israelita!
Ontem à noite começaram a cair chuvadas grossas sobre o Norte de Israel, que se têm vindo a estender para a região central do país.
Espera-se que as fortes chuvas possam também atingir a região do deserto do Negueve.
Prevêem-se enchentes nos centros das maiores cidades, como resultado da queda de chuva, granizo e das fortes trovoadas que se fazem sentir. Vários rios irão transbordar, e os ventos têm vindo a atingir 80-90 kms por hora.
Nestas últimas 12 horas tem estado a cair chuva abundante nos Montes Golan, na região do Mar da Galiléia, na Alta Galiléia, no Vale de Jezreel, nos Montes Carmelo e na região do vale de Sharon.
Os montes Hermon começam também já a receber as primeiras "visitas" de neve.

Shalom, Israel!

quarta-feira, novembro 30, 2016

PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL DA ONU ENVERGA CACHECOL PALESTINIANO EM REUNIÃO PÚBLICA

Num vergonhoso e condenável acto de provocação, o presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas envergou um cachecol com a bandeira da "Palestina" durante uma reunião especial realizada ontem celebrando o "Dia Internacional de Solidariedade com o povo da Palestina".
Esta é uma ignóbil atitude de completa colagem de alguém que deveria preservar uma imagem pública de neutralidade mas que, num verdadeiro atentado contra tudo o que se esperaria de alguém que ocupa tão alto cargo, mostrou não só falta de isenção, como uma provocação aos que certamente não se revêm naquela posição hostil contra o povo e a nação de Israel.
Danny Danon, embaixador israelita para as Nações Unidas, protestou veementemente esta postura, com as seguintes palavras: "É inaceitável que o presidente da Assembleia Geral da ONU, cuja posição é um símbolo de neutralidade, se faça envergar com a bandeira palestiniana, participando ainda num evento cujo único propósito é atacar o estado de Israel. Esta é uma prova viva e inequívoca do preconceito e da calúnia pública contra Israel."

Shalom, Israel!

segunda-feira, novembro 28, 2016

ISRAEL VAI COMPRAR MAIS 17 AVIÕES DE COMBATE F-35

Considerado o avião de combate da próxima geração, o F-35 não tem rival à sua altura. E isso em todo o sentido. 
O governo de Israel anunciou ontem a compra de mais 17 destas temíveis máquinas de guerra, permitindo assim aumentar para 50 o número total de aviões deste calibre disponíveis na Força Aérea israelita.
A aquisição destes novos aviões permitirá a Israel manter a sua supremacia aérea por vários anos em toda aquela região infestada de inimigos.
O avião F-35 é o programa de equipamento militar mais caro do Pentágono, com um custo aproximado de 400 biliões de dólares. Israel está entre um pequeno número de aliados designado para receber o avião, prevendo-se que o primeiro destes aviões chegue a Israel daqui a 3 semanas.
Um oficial de alta patente das FAI descreveu a chegada dos F-35 como um avanço estratégico que dará a Israel "uma ferramenta forte e eficaz" para lidar com os desafios da região.
Segundo este perito, a capacidade deste avião em "integrar vários sistemas de ponta" preservará a disponibilidade de Israel em agir livremente em espaços aéreos hostis. Para tal, efeito, ele mencionou o longo alcance que estes aviões conseguem alcançar, o sistema rápido de informações aos pilotos em tempo real e um sistema de "invisibilidade" que lhe permite escapar ou atrasar a detecção pelos sistemas de radar mais avançados do mundo.
Segundo este oficial, apesar de os treinos se irem iniciar de imediato, os aviões só ficarão operacionais alguns meses depois.

Vivam as Forças Aéreas de Israel!
Shalom, Israel! 

sexta-feira, novembro 25, 2016

INCÊNDIOS ALASTRAM EM ISRAEL

A região montanhosa de Beit Meir, nas redondezas de Jerusalém foi duramente atingida pelas chamas, deixando 10 casas destruídas e outras afectadas, tendo os seus habitantes sido previamente evacuados. Na autoestrada Nº 1 os bombeiros fizeram tudo o que podiam para proteger uma estação de serviço rodeada pelas chamas, evitando uma tragédia de contornos imprevisíveis.
Centenas de bombeiros têm estado a combater os fogos até à exaustão.
Durante esta tarde outros fogos foram iniciados junto a moshaves, no Norte do pais, tendo várias centenas de pessoas sido evacuadas.
As chamas à volta da cidade de Haifa continuam a ser combatidas por equipas de bombeiros israelitas também apoiados por equipas palestinianas.
Tanto o Egipto como a Jordânia ofereceram ajuda prontamente aceite pelo governo de Jerusalém. O Egipto estará enviado 2 helicópteros de combate a incêndios, enquanto que a Jordânia estará disponibilizando camiões de apoio.
Só na cidade de Haifa arderam dezenas de casas e edifícios públicos, tendo 75.000 pessoas sido evacuadas, não se sabendo contudo quando poderão retornar às suas habitações.
Cerca de 150 pessoas foram conduzidas a hospitais por problemas causados com a inalação de fumos.
Mais de uma dezena de indivíduos suspeitos de aterem fogos foram entretanto detidos.
 
MAIOR AVIÃO SUPERTANQUE DO MUNDO CHEGA A ISRAEL
Aterrou entretanto em Israel o maior avião de combate a incêndios do mundo inteiro, o "Supertanker", capaz de carregar 74 toneladas de água ou de líquido retardador.
Apesar de cansados depois de uma viagem de 13 horas que trouxe o mega-avião dos EUA até Israel, o comandante afirmou à chegada: "Estamos aqui para ajudar da melhor forma que pudermos."
 
Shalom, Israel!