sexta-feira, outubro 18, 2019

A VERDADEIRA LOCALIZAÇÃO DO MONTE SINAI PODERÁ SER NA ARÁBIA SAUDITA



Desde há vários anos que acredito que a verdadeira localização do Monte Sinai é na actual Arábia Saudita, e não no Egipto, como tradicionalmente se supõe. 
Todas as evidências demonstradas neste video apontam para isso.
Vale a pena ver e ouvir - legendas em português (cheio de erros, mas dá para entender...)

Shalom, Israel!

quinta-feira, outubro 17, 2019

MAIS UM CAPÍTULO DA INTERMINÁVEL NOVELA "NOVO GOVERNO DE ISRAEL"

Já se passaram várias semanas desde o início desta interminável saga da formação de um novo governo de coligação em Israel. Tudo leva a crer que o impasse actual acabe por conduzir a novas eleições, já em Dezembro - as terceiras num só ano...!

PROPOSTA DE NETANYAHU
O primeiro-ministro em exercício apresentou hoje ao seu rival Benny Gantz uma nova proposta com 5 pontos visando um novo governo de "unidade nacional" formado pelo partido Likud e Azul e Branco, que ambos respectivamente lideram, acabando a mesma por ser rejeitada pelo partido "Azul e Branco." Ou seja: tudo continua na mesma...
Netanyahu apresentou a sua proposta com estas palavras: "Este governo será baseado num amplo consenso nacional, possibilitando-o a se dirigir aos urgentes desafios económicos e de segurança que se estão erguendo à nossa volta. Todos os partidos terão de fazer algumas concessões de forma a se alcançar um consenso."
A reacção de Gantz foi de recusa, alegando que Netanyahu não procura um governo liberal - tal como foi a escolha da maioria da população israelita votante - mas continua agarrado aos extremistas religiosos da extrema direita.

Esperemos pelas cenas do próximo capítulo...

Shalom, Israel!

quarta-feira, outubro 16, 2019

DESCULPANDO-SE DA TRAIÇÃO AOS ALIADOS CURDOS, TRUMP ACUSA-OS DE "NÃO SEREM ANJOS..."

O presidente norte-americano Donald Trump traiu os aliados curdos, de quem se serviu para atacar e alegadamente destruir os terroristas do Daesh, abandonando-os à sua sorte e aos desmandos cruéis do sanguinário ditador turco Erdogan, mesmo sabendo que a retirada das forças norte-americanas do Norte da Síria levaria a um massacre das populações curdas às mãos do presidente turco.
O presidente Trump tem estado debaixo de uma intensa chuva de críticas vindas de todo o mundo, incluindo do seu próprio partido republicano.
E a realidade prevista e anunciada está aí: apesar das prometidas sanções económicas norte-americanas à Turquia, o presidente Erdogan já declarou não se incomodar com as mesmas, continuando a sua saga de dizimar os curdos, sob a alegação de querer criar uma zona "tampão" para onde espera levar várias centenas de milhares de árabes muçulmanos.
Trump não sabe mais o que dizer para se desculpar da sua lamentável atitude em relação aos curdos, que perderam 11 mil combatentes para ajudar os norte-americanos a se gabarem de uma grande vitória conseguida à custa do sangue curdo. Atacado por todos os lados, Trump veio agora alegar diante dos repórteres na Casa Branca que "os curdos estão muito bem protegidos", e que "não são nenhuns anjos."
Para além disso, e apesar de ter estado na Síria a atacar o Daesh, Donald Trump afirmou agora que "a Síria não é problema nosso."

TUDO UMA QUESTÃO DE INTERESSES FINANCEIROS
Mas o mesmo Trump que traiu os aliados curdos, retirando as tropas norte-americanas daquilo que ele denominou como uma "vasta quantidade de areia", está agora a ponderar enviar mais tropas para os "amigos" da Arábia Saudita, alegando que estará ajudando esse país a defender-se do Irão.
E o descarado presidente não tem papas na língua, alegando que está enviando aos sauditas mísseis e "grandes forças", porque "eles pagam para isso."
Está tudo dito...

Shalom, Israel!

terça-feira, outubro 15, 2019

RAIO TERÁ ATINGIDO A MESQUITA DE AL AQSA, NO MONTE DO TEMPLO

A meio das intensas trovoadas que se têm feito sentir em Israel e em toda a região - uma situação bastante anormal para a época - um fotógrafo conseguiu captar a queda de um raio sobre a torre do minarete da mesquita de Al Aqsa, no Monte do Templo, algo suficientemente estranho e inédito, podendo até servir para alimentar especulações e previsões de foro escatológico...

A verdade é que não foi só este espaço sagrado a ser atingido por raios. O mesmo aconteceu com a torre da Universidade Hebraica, no Monte Scopus, também atingida por um raio.
As belas imagens produzidas nos céus por estas fortes descargas eléctricas têm levado muitos a tirar belas fotos e até filmes com imagens impressionantes.

A forte trovoada começou ontem à noite, acompanhada de chuvas esporádicas, naquela que foi a segunda noite da Festa dos Tabernáculos - que normalmente sempre decorre numa época de seca.
O clima em Israel tem estado anormal, com calor acima da média para esta época, chuvadas e ventos fortes. Apesar de já estar no Outono, Israel tem tido temperaturas de 37 graus em Haifa, 31 em Tel Aviv, e 33 em Jerusalém. Mesmo durante a noite, a temperatura tem estado acima dos 20 graus.
Segundo os metereologistas israelitas, a razão desta situação anormal deve-se um "raro fenómeno atmosférico."

Shalom, Israel!

segunda-feira, outubro 14, 2019

ISRAEL CELEBRA A FESTA DOS TABERNÁCULOS

No início do pôr do sol de ontem começou um novo dia judaico, mais propriamente um dia especial, um dia de festa, o começo dos 7 dias da "Festa das Cabanas" - Sucote - ou Tabernáculos, em que o povo de Israel lembra os 40 anos de peregrinação pelo deserto, em que habitou em tendas, ou cabanas.
Muitos israelitas constroem pequenas cabanas, ou montam tendas nos terraços das suas casas ou nos quintais, chegando a dormir no interior das mesmas, como celebração dos dias vividos pelos seus antepassados na tormentosa e demorada travessia do deserto. 
Era uma das 7 festas bíblicas ordenadas pelo Eterno ao Seu povo, um tempo de alegria e regozijo pela presença d'Ele no meio do Seu povo, mesmo quando atravessando o deserto - Deuteronómio 16:13-17.

Shalom, Israel!


sábado, outubro 12, 2019

A DESCOBERTA DA BÍBLICA EDOM PROVA QUE A NARRATIVA BÍBLICA NÃO É MITO, MAS SIM HISTÓRIA

No Salmo 60, o salmista descreve a totalidade da vitória de Deus sobre os inimigos de Israel, ao proclamar: "Moabe é a Minha bacia de lavar; sobre Edom atirarei a Minha sandália..." 
Esta é apenas uma entre as mais de 100 referências a Edom no Antigo Testamento. Os edomitas eram descendentes de Esaú, o irmão mais velho de Jacob. O relato de Génesis sobre os turbulentos gémeos descreve Esaú como "ruivo". A Bíblia relata que Esaú vendeu o seu direito de primogenitura por um prato de lentilhas guisadas. O nome Edom significa "vermelho" no hebraico. Daí os descendentes de Esaú serem denominados "edomitas."

DÚVIDAS INÚTEIS
Muitos estudiosos têm ao longo dos tempos duvidado da própria existência dos edomitas, muito menos acreditando nos relatos bíblicos acerca dos mesmos. Esses "entendidos" olham para a descrição do reino edomita no Pentateuco como algo unicamente mítico. Segundo eles, o verdadeiro reino edomita só emergiu três ou quatro séculos depois, durante a última parte da já dividida monarquia israelita.

PERITOS MAIS UMA VEZ ENGANADOS
Tal como sempre acontece, a descoberta de ruínas arqueológicas em Israel acaba por confirmar a veracidade dos relatos bíblicos e a insensatez das conclusões divulgadas pelos "peritos", tantas vezes iludidos pela falta de evidências, mas posteriormente conformados pela realidade.
E mais uma vez assim aconteceu. Uma equipa de arqueólogos que recentemente escavou na região do vale de Timna encontrou evidências de "uma sociedade florescente e rica" datada já do 12º século antes de Cristo. Mas, que tipo de evidências? Nada mais nada menos que uma extensa rede de antigas instalações para a fundição de cobre descobertas nos territórios dos actuais Israel e Jordânia, correspondendo à região da Edom bíblica.
Na opinião do líder da equipa Ezra Ben-Yosef, "a fundição do cobre era essencialmente a alta tecnologia daquela época." Dada a complexidade desse processo, qualquer grupo social responsável por tais instalações deveria tecnologicamente sofisticado e bem organizado politicamente.
Segundo Ben-Yosef, "(estes) novos achados contradizem a visão de muitos arqueólogos que (a região associada à Edom bíblica) era habitada por um bando de tribos." Pelo contrário, "eles são consistentes com a história bíblica de que existia aqui um reino edomita."

MAIS UMA VEZ...A BÍBLIA TEM RAZÃO
Apesar do descrédito alimentado pelos habituais céticos, as recentes descobertas comprovam cada vez mais a veracidade dos relatos históricos bíblicos. Assim aconteceu recentemente com a comprovação dos filisteus a Asquelon, os achados no Monte Sião comprovando a destruição de Jerusalém pelos babilónios, e muito mais.
Mas, tal como reza o ditado: "Não há pior cego do que aquele que não quer ver."

Shalom, Israel!

quarta-feira, outubro 09, 2019

ATENTADO TERRORISTA NO DIA DE YOM KIPPUR PROVOCA 2 MORTOS E VARIOS FERIDOS NUMA SINAGOGA ALEMÃ

O ódio antissemita não conhece limites nem fronteiras. Aliás, o antissemitismo não tem qualquer tipo de contemplações quando se trata de atingir os seus projectos macabros.
O Dia do Perdão, ou o dia de Yom Kippur, porventura o mais sagrado para o judaísmo, deveria ser respeitado e preservado como um dia de contrição e reflexão, mas não na mente dos terroristas que, ávidos de ver derramar o sangue de inocentes fiéis, escolheram uma sinagoga na cidade alemã de Halle para perpetrar os seus hediondos massacres. Na altura dos atentados reuniam-se na sinagoga umas 70 a 80 pessoas.
As duas vítimas mortais dos atentados foram uma mulher que se encontrava perto da sinagoga, e um homem que estava num restaurante kebab turco junto ao mesmo local. 
Várias pessoas ficaram feridas nos atentados, encontrando-se duas em estado considerado grave.
Segundo Max Privorotzki, que lidera a comunidade judaica em Halle, Alemanha oriental, os perpetradores deverão ter tentado entrar na sinagoga, mas as medidas de segurança estacionadas no local impediram-nos de concretizar os seus planos.
Segundo a polícia, os dois suspeitos teriam fugido de carro, embora mais tarde se confirmasse que um deles já foi detido.

Esperemos que seja feita justiça..

Shalom, Israel!