quarta-feira, dezembro 31, 2008

FORÇAS DE ISRAEL ARRASAM MESQUITA USADA COMO ARMAZÉM DE FOGUETES



Tal como aconteceu com a última guerra no Líbano contra os terroristas do Hezbollah em 2006, os terroristas do Hamas utilizam a mesma estratégia cobarde e dissimuladora de esconder as suas armas e munições em locais que deveriam ser respeitados por eles próprios como locais de culto e paz. Mas isso para eles não faz sentido desde que sirva os seus pérfidos interesses destrutivos...


Hoje mesmo a Força Aérea de Israel bombardeou e arrasou por completo uma mesquita que estava sendo utilizada por células terroristas do Hamas para o armazenamento e lançamento de foguetes visando as comunidades israelitas do sul do país. Fontes médicas informaram que várias pessoas ficaram feridas no local.


Além de servir de depósito de armas e foguetes, o local e imediações era utilizado para o lançamento de rockets contra Israel.


Pouco depois do ataque da Força Aérea eram ouvidas diversas explosões, certamente resultado da deflagração das bombas ali armazenadas pelos terroristas.


Nestes últimos dias o exército tinha aquela mesquita debaixo de vigilância, descobrindo que ela era refúgio para militantes do Hamas que dali mesmo faziam os disparos dos foguetes explosivos contra Israel.


Horas antes, durante uma visita a uma escola israelita em Bersheva atacada pelos foguetes do Hamas, a ministra dos Negócios Estrangeiros de Israel, Tzipi Livni deixou bem claro que enquanto Israel cuida dos seus cidadãos, os líderes do Hamas não respeitam as vidas dos palestinianos: "Eles usam o seu povo para disparar contra Israel, e farão tudo para espalhar uma ideologia de terror, ódio e violência. Nós não iremos permitir que o Médio Oriente se torne num feudo onde estas bestas possam reinar". - afirmou.


E sobre a desumanidade palestiniana comparada com a "brutalidade" israelita, ela acrescentou, já na cidade-mártir de Sderot: "Precisamos de entender que eles (os terroristas) produzem mísseis dentro de casas de civis que estão bem conscientes disso. Antes de cada ataque nós avisamos do mesmo através dos meios de comunicação deles e pedimos ao civis que fujam. Lançámos também prospectos do ar e fizemos mais de 19.000 telefonemas a residentes da região. "
Mesmo assim, todos desejam que o conflito termine rapidamente.
Alguns bem intencionados desejam que o terrorismo sofra um golpe mortal naquela região.
Que assim seja!
Shalom, Israel!

segunda-feira, dezembro 29, 2008

"ESTA É UMA GUERRA TOTAL CONTRA O HAMAS"


Na sua intervenção de hoje no parlamento de Israel, o ministro da defesa Ehud Barak afirmou que "esta operação será estendida e aprofundada à medida que virmos essa necessidade. O nosso alvo é atacar o Hamas e acabar com os ataques a Israel... Gostaria de lembrar ao mundo que Israel retirou totalmente de Gaza há mais de 3 anos. Demos a chance para uma nova realidade mas tudo o que vimos foi o Hamas atacar Israel com rockets e atingir os seus cidadãos com os foguetes. O nosso alvo não é atacar civis, mas a liderança do Hamas".

Hoje mesmo mais de 40 foguetes atingiram o sul de Israel, numa altura em que Israel diminui os ataques aéreos, num possível sinal de que a incursão por terra está para breve.

Os palestinianos aumentaram o disparo de foguetes explosivos, fazendo soar de dia e de noite as sirenes de alerta na cidade de Asqelon.

Entretanto, o mundo continua na sua habitual condenação a Israel. A Autoridade Palestiniana suspendeu as suas negociações com Israel até "posteriores notícias".

Do Ministro dos Negócios Estrangeiros do Senegal chega entretanto a informação de que o líder do Hamas Khaled Mashaal estaria disposto a assinar um acordo de cessar fogo para Gaza que envolveria Israel acabar com os ataques e o bloqueio ao território.

Mas, segundo a informação prestada hoje pelo brigadeiro-general Dan Harel aos líderes das comunidades alvejadas pelo Hamas: "O pior ainda está para vir". Nas suas palavras, "esta operação ainda está no seu início, e depois desta operação nenhum edifício do Hamas ficará de pé na Faixa de Gaza".

"Esta operação é diferente das demais. Colcámos um alvo elevado que esperamos alcançar. Não estamos atingindo só os terroristas e os lançadores de foguetes mas todo o governo do Hamas e suas alas. Estamos atingindo edifícios do governo, fábricas de produção, lugares de segurança e muito mais. Estamos exigindo responsabilidades ao Hamas e não estamos a diferenciar as várias alas. Depois desta operação não restará de pé um único edifício do Hamas. Queremos mudar as regras do jogo."

Esperamos que desta vez o movimento terrorista do Hamas sofra uma ferida mortal e deixe Israel viver em paz, possibilitando acordos de paz com aqueles que entendem que é isso que Israel realmente deseja, mas que muitos querem impedir.

Shalom, Israel!

sábado, dezembro 27, 2008

ISRAEL CONCENTRA FORÇAS PARA POSSÍVEL INCURSÃO MILITAR


Israel encontra-se neste momento concentrando forças junto da Faixa de Gaza para uma possível incursão militar por terra, em complemento ao ataque aéreo realizado esta manhã e que provocou até agora mais de 200 mortos entre os palestinianios.

O ministro da Defesa, Ehud Barak e o responsável militar General Gabi Askenazi encontram-se neste momento a debater qual o próximo passo a dar nesta tentativa de acabar com os ataques terroristas de foguetes que diariamente têm sido disparados da Faixa de Gaza e destruir os túneis que têm servido de passagem para o contrabando de armas e bombas.

Calcula-se que o Hamas seja capaz de disparar entre 150 a 200 mísseis por dia contra o sul de Israel, pelo que esta incursão só peca por tardia, uma vez que Israel esgotou todas as possibilidades para que o Hamas respeitasse as tréguas acordadas há seis meses atrás.

Barak afirmou esta manhã numa conferência de imprensa que "...há um tempo para tréguas e um tempo para lutar, e agora é o tempo de lutar". Adiantou ainda que "Tanto as forças de segurança como o exército de Israel têm estado a preparar esta operação há meses. Os tempos que aí virão não serão fáceis. Não quero enganar ninguém. Não será nem fácil nem rápido, mas será decisivo. Durante semanas o Hamas e seus corregilionários fizeram chover mísseis e morteiros contra Israel. Decidimos que isso não iria mais continuar." - acrescentou o ministro esta manhã.
Ninguém em Israel quer a violência, mas esta operação já tardava, uma vez que a única linguagem que os terroristas entendem é exactamente esta. Esperamos que Israel consiga desta vez ter uma acção bem sucedida e de curta duração. O mal tem de ser extirpado e rapidamente.
Claro que agora surgirão os "humanistas" (alguns até ditos evangélicos...) com todas as críticas a Israel pelo "excesso de violência" e essa ladaínha toda... Israel já se habituou a esses "defensores dos direitos dos terroristas" que protestam em alta voz quando Israel age em legítima defesa mas que nunca abrem a boca quando Israel sofre diariamente os ataques perpretados por esses bandidos que só conhecem a linguagem do terror e da destruição de vidas e bens...
Shalom, Israel!


sábado, dezembro 20, 2008

2 MOEDAS ANTIGAS DESCOBERTAS NO MONTE DO TEMPLO


Duas moedas antigas, uma de meio shekel utilizada para pagar a "taxa do Templo" e uma outra ligada a uma figura central relacionada com a história do Hanukkah foram descobertas no meio do lixo que tem sido removido do Monte do Templo e despejado num local próximo ao Monte das Oliveiras.

A primeira moeda, um meio shekel em prata, foi aparentemente moldada no próprio Monte do Templo pelas autoridades do Templo durante o primeiro ano da "Grande Revolta contra os Romanos" no ano 66-67 d.C.

A Bíblia ordena a cada judeu que contribua com um meio shekel para a manutenção do Templo em Jerusalém. A segunda moeda tem a imagem do governador grego Antíoco Epifâneo IV (175 - 163 a.C.) que suprimiu a prática do Judaísmo até que a revolta dos Macabeus restaurou a soberania judaica e purificou o Templo.

Mais um presente para a arqueologia bíblica!

Shalom, Israel!

quinta-feira, dezembro 18, 2008

NETANYAHU APROXIMA-SE DE SARKOZY...


Sempre temos olhado para Sarkozy com desconfiança, tanto mais que o papel que ele vem exercendo como líder mundial cresce na sua influência e sucesso, deixando antever um "homem forte" capaz de pegar nas rédeas do governo mundial num tempo de desgoverno, intranquilidade e crise a todos os níveis...
A actual visita (hoje) do candidato a primeiro-ministro de Israel ao actual presidente francês e ainda presidente da União Europeia demonstra como este líder tem conseguido alcançar um estatuto de "amigo de Israel". Netanyahu irá apresentar a Sarkozy os seus pontos de vista e planos para o futuro, tendo em vista a sua provável retumbante vitória nas eleições de Fevereiro de 2009.
"A França é um muito importante país líder europeu, e ele quer esclarecer de forma clara quais são as suas políticas" - afirmou Ron Dermer, porta voz do partido Likud.
É natural que Netanyahu venha a reiterar a mensagem que apresentou aos embaixadores da União Europeia na semana passada, na qual afirmou querer continuar com o processo de paz de Annapolis com os palestinianos, mas desta vez com novas limitações. Estas incluirão um limitar das capacidades militares de um futuro estado palestiniano, e Israel mantendo o controle do vale do Jordão e do espaço aéreo. Além disso, o ex-primeiro ministro e agora candidato disse que Jerusalém deve continuar sendo a capital unificada de Israel e permanecer debaixo do controle do estado judaico.
No ano passado, Netanyahu disse que tanto ele como Sarkozy viam muitas coisas "olhos nos olhos". Ambos já se conhecem há sete anos e diz-se que desfrutam de um bom relacionamento.
Parece-nos que o quadro profético está a encaminhar-se para um envolvimento cada vez maior da Europa com Israel, podendo sair da mesma o "homem forte" que fará uma "aliança (macabra) com muitos" durante 7 anos. Assim falou o profeta Daniel há mais de 2500 anos. Poderá estar para breve...
2009 será certamente um ano de grande acontecimentos:
- início da presidência de Barack HUSSEIN Obama;
- eleições em Israel;
- visita do Papa a Israel, provavelmente em Maio...
Shalom, Israel!

segunda-feira, dezembro 15, 2008

ISRAEL LIBERTA 224 PRISIONEIROS PALESTINIANOS


Num novo gesto de boa vontade para com o presidente da Autoridade Palestiniana, Israel acaba de libertar um grupo de 224 militantes palestinianos, na sua maioria afiliados à Fatah, que foram hoje mesmo recebidos por Mahmoud Abbas na cidade palestiniana de Ramallah.
Apesar de receber tantos "camaradas", o presidente da AP ainda não está contente: "A alegria não estará completa até que Israel liberte todos os prisioneiros palestinianos".
Ao chegarem nos autocarros lotados, os prisioneiros foram recebidos como heróis e beijados um a um pelo presidente Abbas.
Apesar de uma parte destes "bons rapazes" estarem acusados de atentados contra Israel, mesmo assim a "boa vontade" ou a "economia" israelita falou mais alto, esquecendo-se mais uma vez que estes indivíduos são incorrigíveis e diante de circunstâncias idênticas voltarão a fazer o mesmo ou ainda pior.
Mas, a política fala mais alto... e Israel continua a sofrer com estes maus dirigentes!
De qualquer forma, é um gesto de grande coragem que esperamos tenha algum efeito. Esperamos, é verdade, mas não acreditamos...!
Shalom, Israel!

sábado, dezembro 13, 2008

DEUS DE ISRAEL

GAZA ENVIA MÍSSEIS, ISRAEL ENVIA DINHEIRO...


O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, foi ontem confrontado por outros membros do governo por causa da sua decisão de permitir a transferência de 25 milhões de dólares da Autoridade Palestiniana na Samaria para o regime do Hamas na Faixa de Gaza.
Outros ministros do governo alegaram que a decisão não faz qualquer sentido, à luz dos crescentes disparos terroristas de mísseis a partir de Gaza para comunidades no sul de Israel.
Barak tem estado "debaixo de fogo" por ter falhado numa resposta militar "esmagadora" que ele sempre utiliza como discurso de ameaça de cada vez que uma barragem de mísseis é disparada de Gaza.
O Canal 2 da TV israelita anunciou por seu lado que a Força Aérea de Israel alterou as rotas aéreas para os aviões de passageiros que passam perto de Gaza por receio de mísseis anti-aéreos que se supõe estarem nas mãos dos terroristas na Faixa de Gaza.
O aeroporto internacional Ben Gurion fica a apenas uns 80 kms da Faixa de Gaza e os aviões que levantam e pousam passam por vezes bastante mais perto.
Shalom, Israel!

terça-feira, dezembro 09, 2008

VICE-PRESIDENTE IRANIANO APELA À DESTRUIÇÃO DE ISRAEL


Seguindo o exemplo do seu "mestre", o vice-presidente do Irão, Esfandyar Rahim Mashaei, o mesmo que recentemente causou grande agitação ao dizer que o Irão era "amigo de Israel", decide agora reiterar o apelo do presidente Ahmadinejad para a obliteração do sionismo: "O regime corrupto sionista está a prejudicar o mundo islâmico, toda a humanidade" - afirma o vice-presidente.
Segundo informações prestadas pela agência noticiosa oficial iraniana IRNA, o vice-presidente iraniano acredita que a destruição de Israel deve tornar-se num objectivo internacional e numa exigência global.
A agência cita Rahim, que há meses atrás chamou ao seu país "amigo de Israel", por acusar o "regime sionista" pelos males do mundo.
Actualmente em Meca para a peregrinação muçulmana - hajj - o vice-presidente encontrou-se com o presidente do Sudão, Omar Hassan Ahmad al-Bashir, e disse-lhe: "O corrupto e criminoso regime sionista está prejudicando não só o mundo árabe e islâmico, mas a humanidade inteira".
E acrescentou: "...de forma a salvar a humanidade das suas diversas crises, não existe outro caminho que não seja o de limitar a influência sionista na sociedade humana, pois que a raiz e origem da maioria dos problemas do mundo de hoje estão relacionados com o sionismo."
Muitos acreditam que o vice-presidente está-se retraindo das suas alegações de "amizade" para com Israel, talvez por pressão, por interesse próprio - a sua filha casou com o filho do presidente - ou talvez apenas para manter o seu lugar no governo.
O discurso iraniano é sempre o mesmo e só uma intervenção séria e decisiva conseguirá travar tais macabros intentos.
Shalom, Israel!

segunda-feira, dezembro 08, 2008

NOVA PRESIDÊNCIA EUROPEIA DEVERÁ APROFUNDAR OS LAÇOS DE AMIZADE COM ISRAEL


Mantendo certamente os seus tradicionais laços históricos com Israel, a República Checa - próxima nação a assumir a presidência dos 27 estados da União Européia a partir de Janeiro - informou hoje que iria encorajar os 27 membros a fortalecerem as relações entre o bloco europeu e Israel.
O ministro dos Negócios Estrangeiros checo, Karel Schwarzenberg, falou aos repórteres que apesar de nem todos os membros da UE estarem de acordo com o alargamento das relações com Israel, como desejáveis ou necessárias, "isto é um clube de 27. É nossa intenção começar o debate."
Desde Junho passado Israel e a UE têm estado a explorar idéias para garantir a Israel um melhor acesso ao vasto mercado da UE e atribuir-lhe um papel de conselheiro numa série de painéis da UE. Mas para que haja um aprofundamento nas trocas de informação no campo político e na segurança será necessária a aprovação unânime dos 27 membros, e a Autoridade Palestiniana tem estado a pressionar a UE contra o plano de alargar as relações com Israel nas esferas política, económica, científica, da segurança e da saúde.
No entanto, Schwarzenberg argumentou que o aprofundamento dos laços entre Israel e a UE seria também benéfico para os palestinianos.
Shalom, Israel!

sexta-feira, dezembro 05, 2008

85% DOS ISRAELITAS NÃO QUEREM JERUSALÉM DIVIDIDA


Numa sondagem recente, 85 % dos israelitas revelaram não querer que a Cidade Santa de Jerusalém seja dividida entre Judeus e Palestinianos.
Assim seja!
Shalom, Israel!

quinta-feira, dezembro 04, 2008

COMEÇOU O "FESTIVAL DE JERUSALEM"


Começou hoje na capital de Israel o 4º Festival Hamshushalaim, que perdurará por 3 fins de semana seguidos. Os eventos incluem visitas à cidade, mostras gastronómicas, feiras de música e arte e entrada em atracções turísticas.
Este é o quarto ano em que se realiza este festival patrocinado pelo município de Jerusalém, iniciando-se nas noites de Quintas até às noites dos Sábados.
Todas as Quintas-Feiras à noite, entre as 21 e as 2 da manhã os visitantes podem gozar da entrada gratuita ou a um preço simbólico em dezenas de instituições culturais e turísticas.
Dentre as instituições que participam no evento estão o Museu de Israel, o Museu da Arte Islâmica, a Cidade de David e outras.
Actividades especiais têm também lugar às Sextas-Feiras num número de lugares, incluindo uma feira de arte, música e comida no bairro da colónia alemã. Sinagogas em toda a cidade receberão também visitantes para experimentarem o espírito do "Shabbat" na Cidade Santa.
As noites de sábado incluirão danças, músicas do mundo e representações teatrais.
Shalom, Israel!

ISTO É ISRAEL!

sábado, novembro 29, 2008

PARLAMENTO ISRAELITA EMPREGA 15 DEFICIENTES


Numa cerimónia repleta de sorrisos e lágrimas, 15 pessoas com incapacidades foram absorvidas em diferentes áreas de serviço no parlamento israelita. Estes novos funcionários terão os mesmos direitos e deveres que os outros e ocuparão diferentes cargos, desde telefonistas a bibliotecários, de controladores de entrada a arrumadores, funções que desempenharão a partir desta semana.
Os formandos foram escrutinados pelo Ministério da Indústria, Comércio e Trabalho de forma a que se confirmassem as suas capacidades. Foram depois absorvidos pelo Knesset através de contratos de trabalho e os seus salários corresponderão às suas capacidades de trabalho, além de bónus pagos pelo Knesset.
"Quando o Eliezer nasceu, um médico disse-nos que ele não chegaria a atingir a idade mental de seis anos. Hoje prova-se que esse médico estava errado." - afirmou orgulhosamente Tova Haitovich, mãe de um dos novos funcionários.
A responsável por este projecto de inserção, Shosh Turgeman, expressou a sua satisfação por esta realização: "Sinto-me contente que esta cerimónia está tendo lugar aqui hoje e que a conscientização da possibilidade de se absorverem trabalhadores com necessidades especiais tem se levantado entre os responsáveis do governo e outros grupos privados."
"Eles recebem aqui um excelente tratamento. É realmente tudo feito de coração, sem sentimentos de comiseração. Eles são bons trabalhadores e são bem tratados. Isso é reconfortante" - acrescentou Shosh.
Um bom exemplo que Israel está dando ao mundo. Um bom exemplo para Portugal... e não só!
Shalom, Israel!

sexta-feira, novembro 28, 2008

RABI E MULHER ASSASSINADOS A SANGUE FRIO EM BOMBAIM


Um dos 10 locais atacados pelos terroristas nestes últimos dias em Munbai, Índia, foi o centro religioso judaico Chabad-Lubavitch. Entre os vários reféns e mortos israelitas, foram hoje assassinados a sangue frio com tiros na cabeça o rabi Gavriel Noach Holtzberg e sua esposa Rivka, que eram os responsáveis pela direcção deste centro.
O bébé deste casal, Moshe Holtzberg, foi tirado para fora do centro por um empregado e foi entregue aos seus avós.
Calcula-se que o número de judeus mortos sejam seis, mas existe ainda uma quantidade de desaparecidos.
Uma grande explosão tinha eclodido no centro Chabad, estourando as janelas dos edifícios mais próximos. Seguiram-se outras pequenas explosões e contínuos tiroteios.
Um avião da EL AL chegou entretanto a Tel Aviv vindo de Mumbai com um grupo de 300 israelitas.
Tzipi Livni, ministra dos Negócios Estrangeiros de Israel comentou que "Este é um aviso para o mundo. Nós somos o alvo, e não é só apenas Israel mas todo o mundo ocidental. Pelo que entendemos, eles (os terroristas) andavam procurando visitantes com cidadania americana, britânica e israelita".
Claramente um ataque contra o mundo livre e civilizado. O terrorismo islâmico visa não só a destruição de Israel como das nações que dão algum tipo de apoio ao estado judaico.
Inacreditável é haver ainda quem queira dialogar e quiçá negociar com esse tipo de animais selvagens, que não conhecem fronteiras para os seus hediondos actos.
Que Deus possa consolar os familiares de todos aqueles inocentes (judeus e outros) que perderam as suas vidas numa causa tão injusta como é o terrorismo.
Shalom, Israel!

CELEBRAÇÃO A ISRAEL NO PORTO


Se mora no Norte de Portugal, venha estar connosco num reunião especial de homenagem a Israel com a presença do sr. Embaixador de Israel em Portugal. Presença também do cantor e músico Roy Kendall, fundador da Escola de Adoração em Jerusalém. Entrada livre.
Shalom!

terça-feira, novembro 25, 2008

ISRAEL FECHA PASSAGENS PARA GAZA APÓS ATAQUE COM ROCKET


Israel encerrou as passagens de carga para Gaza durante o dia de hoje, após o disparo de rockets de Gaza para o Neguev, um dia apenas depois de Israel ter permitido a passagens de bens humanitários vitais.
As Forças de Defesa de Israel (IDF) informaram que palestinianos dispararam ontem um foguete contra Israel e outro hoje, e como resultado Israel fechou as passagens para o território.
O fogo dos disparos de foguetes e o bloqueio israelita são sinais de que o cessar-fogo de 5 meses deve ter chegado ao fim.
Apesar de as passagens terem estado abertas para permitir ontem a entrada de 42 camiões carregados de ajuda humanitária, os correspondentes estrangeiros ainda não tiveram permissão para entrar em Gaza. Há mais de 2 semanas que os jornalistas não têm permissão para entrar em Gaza.
Questionado em Washington sobre a razão deste impedimento, Ehud Olmert informou que "...a razão porque as passagens estão fechadas tem a ver com questões de segurança... não quisemos responsabilizar-nos pela segurança dos jornalistas que queriam entrar."
A tensão provocada pelo Hamas em Gaza não pára de aumentar. Claramente foi do lado de lá que as tréguas foram rompidas. Desde há várias semanas que têm estado a chover rockets no sul de Israel. Poderá Israel ficar indiferente? É claro que não.
Prevê-se para breve uma intervenção em Gaza. Conforme já dissemos antes, Olmert poderá querer "limpar" a sua imagem tão decaída com um "acto de bravura" sobre Gaza. E ainda que sejam os militares a arriscar a pele, será ele a receber a honra...
Shalom, Israel!

segunda-feira, novembro 24, 2008

IMPRESSIONANTE CRESCIMENTO DO TURISMO EM BELÉM E JERICÓ


O melhoramento dos sistemas de segurança tem feito disparar o turismo nas cidades situadas nos territórios autónomos palestinianos, como é o caso de Belém e Jericó.
Segundo informações prestadas pela Administração Civil da "Cisjordânia", o número de turistas que visitaram aquela região nos primeiros nove meses deste ano ultrapassou os 1.123.000.
Estes números espantosos representam no caso de Belém um aumento de 96,5% em relação ao ano passado e de 42,3% no caso de Jericó.
Este "fenómeno" tem tudo a ver com as condições de segurança e à facilidade de deslocação dos turistas entre Israel e os territórios sob autonomia palestiniana. Já se pode entrar em Belém com os autocarros israelitas, mudando apenas de guia.
O ministro do Turismo palestiniano, Ruhama Avraham-Balila disse que "devemos trabalhar juntos para promover os destinos turísticos em Israel e na Autoridade Palestiniana como atraentes e apelativos para o bem das duas nações." O ministro salientou ainda a necessidade de se facilitar aos turistas o acesso às travessias das fronteiras e assegurar que os visitantes são recebidos com cortesia pelo pessoal de segurança.
A Administração Civil espera um ainda maior aumento no turismo receptivo às cidades palestinianas na época de Natal.
Shalom, Israel!

quinta-feira, novembro 20, 2008

DESCOBERTO SARCÓFAGO DA FAMÍLIA DO REI HERODES


Um ano e meio depois da descoberta do túmulo do rei Herodes no topo do monte da Judéia chamado Herodium, um arqueólogo israelita acaba de anunciar que na continuidade das escavações no local foram trazidos à luz mais dois sarcófagos que deverão naturalmente pertencer a familiares de Herodes.
Herodes o Grande, rei da Judéia indicado por Roma entre 37 a.C. e 4 a.C. tornou-se conhecido pelos seus muitos projectos de construção monumentais que incluíram a reconstrução do templo de Jerusalém, o palácio de Masada, a cidade e o porto de Cesaréia marítima e o complexo palaciano em Herodium, a 15 kms a sul da capital.
A escavação no local, que está sendo dirigida pelo professor universitário Ehud Netzer, determinou que o mausoléu onde o sarcófago de Herodes foi desenterrado era uma construção ampla, com 2 andares e com cerca de 25 metros de altura. com um tecto côncavo e em forma cónica apropriado para alguém com os gostos e status de Herodes.
As escavações trouxeram à luz outros dois sarcófagos que deverão ter pertencido a familiares de Herodes - acrescentou Netzer.
"Parece que Herodes não foi a única pessoa a ser sepultada aqui" - afirmou Netzer na conferência de imprensa onde os últimos achados foram apresentados.
"Qual dos 3 sarcófagos é o de Herodes e quem são as outras 2 pessoas aqui sepultadas permanece uma incógnita" - disse Netzer.
As últimas escavações revelaram também os restos de um pequeno teatro um pouco abaixo e a oeste do mausoléu, que acomodava uns 650 - 750 espectadores e uma sala VIP no topo.
Netzer disse que Herodes escolheu o local do mausoléu porque dali podia avistar-se Jerusalém, e acrescentou que Herodes tinha determinado torná-lo na coroa de glória da sua impressionante carreira de construtor.
O local alberga na sua totalidade um enorme complexo palacial, um teatro e um "clube de campo" de há 2 mil anos e que incluía uma grande piscina, banhos e jardins, para além do mausoléu.
O palácio era o maior do género em todo o império romano daquela época e poderia atrair anualmente centenas senão milhares de visitantes - disse Netzer.
No próximo Domingo à noite o canal "National Geographic" irá apresentar em todo o mundo um filme documentário sobre a histórica descoberta em 2007 do túmulo do rei Herodes.
Shalom, Israel!

terça-feira, novembro 18, 2008

ISRAEL CONTINUA A SUBIR NA CLASSIFICAÇÃO


Em continuação ao nosso apelo feito ontem para a votação nas 2 maravilhas naturais de Israel, e talvez devido à sua participação, os 2 locais seleccionados subiram um ponto na classificação!
O Mar Vermelho (na foto) subiu para o 13º lugar e o Mar Morto para o 14º lugar. Isto entre 77 classificados como os lugares mais maravilhosos do mundo.
Com um pouco mais de esforço conseguiremos colocar um destes belos locais de Israel entre os 7 melhores classificados. Faça então a sua parte e comunique este desafio a todos os seus amigos, para que tenhamos a alegria de ver Israel entre as 7 maravilhas do mundo actual!
Israel merece todo o nosso apoio!
Shalom, Israel!

segunda-feira, novembro 17, 2008

ISRAEL COM 2 MARAVILHAS DO MUNDO ACTUAL


Depois do sucesso obtido em 2007 com a nomeação das "7 maravilhas do mundo actual", o promotor Bernard Weber decidiu enviar uma equipa para fotografar "candidatos" à lista das novas maravilhas mundiais. Os mares de Israel - Mar Morto (na foto ) e Mar Vermelho - estão classificados respectivamente em 15º e 14º lugares.
O projecto das novas maravilhas mundiais segue-se ao sucesso global conquistado por Bernard Weber, que fundou no ano passado a associação que elegeu as "Novas 7 Maravilhas do Mundo".
Mais de 100 milhões de pessoas pelo mundo fora participaram na votação, substituindo assim a lista antiga das "7 maravilhas do mundo", a maior parte das quais já desaparecidas.
Em 7 de Julho de 2007 (7/7/07) as novas 7 maravilhas foram anunciadas em Lisboa, Portugal, mas a votação para as "7 novas maravilhas do mundo" ainda prossegue, oferecendo aos votantes uma possibilidade de escolha através do web site: www.New7Wonders.com. Há actualmente 77 locais à escolha para eleger, e destes vai ser feita uma selecção de 21 no dia 21 de Julho de 2009. Começará então a votação para os 7 finais.
A equipa de Warner já anda pelo mundo fotografando estes locais magníficos e já escolheu tanto o Mar Vermelho (actualmente classificado em 14º) e o Mar Morto (15º lugar). Estes 2 lugares em Israel estão a competir com grandes belezas naturais como o Grand Canyon nos EUA e o rio Ganges na Índia.
O Mar Morto foi escolhido pela sua posição como o lugar mais baixo da terra, bem como pela sua rica história, ao mesmo tempo que se procura despertar uma conscientização global para a necessidade da sua preservação. O reef de coral do Mar Vermelho foi escolhido pela sua singular vida marinha.
Se quiser votar a favor da escolha destes 2 mares de Israel, basta acessar o site: www.New7Wonders.com, e escolher "Ásia", e depois os 2 locais referidos.
Certamente Israel tem alguns dos mais fascinantes lugares do mundo! Vote também para que Israel esteja classificado entre as "7 Novas maravilhas do mundo actual"!
Shalom, Israel!

domingo, novembro 16, 2008

HÁ ALTURAS EM QUE ISRAEL TEM DE DIZER: BASTA!


Falando durante a convenção da UJC, Tizpi Livni, ministra dos Negócios Estrangeiros de Israel afirmou: "Gaza é governada pela ideologia do Hamas, a qual não reconhece o nosso direito à existência. Não podemos continuar a suportar as constantes violações ao cessar fogo. Há alturas em que Israel tem de dizer: basta!"
Hoje mesmo, no final da reunião ministerial, o primeiro-ministro Ehud Olmert avisou os inimigos que Israel não irá pactuar com o "preço" que eles querem impôr para a não actuação do exército de Israel.
"Não estamos ansiosos pela guerra, mas também não a tememos." - afirmou Olmert - "Não é segredo que Israel não entrou entusiasticamente no acordo de cessar-fogo, mas mantive-lo até agora. A responsabilidade pelo rompimento das tréguas e pela criação de uma situação contínua de violência no sul pertence unicamente ao Hamas e às outras organizações terroristas em Gaza. Ninguém se pode queixar do governo de Israel".
O primeiro-ministro acrescentou ainda que tinha instruído os chefes dos departamentos de segurança para lhe apresentarem "o mais rápido possível" as suas sugestões para um plano de acção caso as tréguas não perdurem.
Claramente uma intervenção militar à vista. O Hamas nunca aprende. Pode ser que desta vez Israel acabe de vez com os mentores do permanente terrorismo que tanto afecta o sul de Israel e que não leva a lado nenhum. Israel fez a sua parte. Mas há um tempo para todas as coisas debaixo do sol. E Israel não pode continuar parado esperando as boas intenções do mundo e muito menos dos palestinianos...
Shalom, Israel!


sexta-feira, novembro 14, 2008

ISRAEL INTERVIRÁ EM GAZA?


"Israel não irá tolerar a continuação do lançamento de foguetes explosivos - rockets - contra Israel" - afirmou hoje o primeiro-ministro Olmert após uma reunião de emergência realizada para debater a questão dos foguetes disparados da Faixa de Gaza, e que no dia de hoje contam mais de 15, tendo ferido um habitante de Sderot.
"O governo israelita vê o disparo de mísseis e os ataques de Gaza como uma violação básica da compreensão do nosso acordo de cessar fogo e não iremos tolerá-lo" - afirmou Ehud Olmert depois da reunião.
E acrescentou: "É inaceitável que a população de Israel, especialmente nas comunidades vizinhas de Gaza tenham de estar sujeitas a uma situação de tal incerteza como aquela de há meses atrás, antes do acordo de cessar fogo."
Olmert anunciou um aumento da presença militar na fronteira de Gaza e junto às comunidades vizinhas, além de pressões maiores sobre o Hamas em forma de imposições nas travessias.
A idéia dos generais israelitas é que ainda não se chegou a um ponto sem retorno, pelo que se o Hamas parar com os ataques, manter-se-á o cessar fogo. Caso contrário, o Hamas poderá pagar um elevado preço.
Ehud Barak, ministro da Defesa, foi mais longe, afirmando que Israel não pode tolerar esses constantes ataques vindos da Faixa de Gaza, pelo que o uso da força poderá ser uma das opções.
O Hamas já avisou que não irá renovar o acordo de paz que supostamente termina a 19 de Dezembro, ameaçando até Israel da possibilidade de novos ataques com homens-bomba.
Claramente o Hamas a aproveitar-se do "desgoverno" de Israel, e da incapacidade dos dirigentes de esquerda que governam a nação de darem uma resposta dura ao movimento terrorista. É contudo provável que para terminar em glória o seu mandato Olmert venha a permitir uma acção de força em Gaza. Não duvido muito que tal venha a acontecer. E só pecará por tardio...
Shalom, Israel!

quinta-feira, novembro 13, 2008

LIVNI ENCONTRA-SE COM MOON NA ONU


Durante o "encontro inter-religioso" a decorrer em Nova Iorque, a ministra dos Negócios Estrangeiros de Israel, Tizpi Livni, reuniu-se ontem à noite com o actual secretário-geral das Nações Unidas, o coreano Ban Ki-Moon, expressando-lhe que apesar da preocupação deste com a crise humanitária na Faixa de Gaza, é o crescente contrabando de armas de Damasco para o Hezbollah que põe em perigo toda aquela região. Livni demonstrou ainda preocupação com o retomar diário do lançamento de foguetes explosivos contra o sul de Israel a partie de Gaza, num claro rompimento com o acordo anteriormente estabelecido.
Livni exigiu das Nações Unidas que respondam à violação das resoluções da ONU impondo um desarmamento do movimento terrorista Hezbollah e o cessar do fornecimento de armas ao mesmo por parte da Síria.
"O contínuo contrabando de armas constitui uma clara violação das resoluções do Conselho de Segurança. A Síria, que deseja ter aceitação mundial, deve ter da parte do Conselho de Segurança uma clara afirmação tornando-a responsável pelo contrabando contínuo de armas" - afirmou Livni ao secretário-geral.
Confrontando a "preocupação" com a situação de Gaza expressa por Moon ao presidente israelita Shimon Peres, Livni afirmou que cabe ao lado palestiniano a inteira responsabilidade pelo problema: "Se perguntarmos quem é responsável pela situação em Gaza, a resposta é óbvia: o Hamas. O Hamas é o responsável por aquilo que se passa em Gaza, o terrorismo vindo de Gaza continua, e nós não devemos tomar qualquer iniciativa ou acção que possa nem de perto nem de longe legitimar o regime ou a actividade do Hamas" - afirmou Livni.
A ONU continua de olhos fechados à situação explosiva no Líbano, e é completamente ineficaz no desarmamento do Hezbollah. Será mera ineficácia ou desinteresse? O que é que as forças de paz da ONU andam de facto a fazer no Líbano? Parece-nos, a julgar pelas tropas portuguesas ali estacionadas, que não fazem outra coisa senão passear...
Shalom, Israel!

terça-feira, novembro 11, 2008

segunda-feira, novembro 10, 2008

KRISTALLNACHT LEMBRADA TAMBÉM POR ESTADOS ISLÂMICOS


Um grupo inesperado de representantes de países muçulmanos estará hoje presente num evento organizado para hoje pelo Parlamento Europeu, em memória da diabólica "Noite de Cristal" que há precisamente 70 anos manchou a Europa num dos mais hediondos actos de barbárie contra os judeus e seus bens materiais. O evento organizado para hoje e denominado "Evento Especial para a Promoção da Tolerância em todo o continente Europeu" contará com a presença inédita de representantes da Líbia, Qatar, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Egipto, Paquistão, Marrocos, Turquia e Malásia.
Este evento está sendo organizado conjuntamente pelo Congresso Judaico Europeu e pela presidência do Parlamento Europeu. É o primeiro evento desta dimensão alguma vez organizado na Europa a incluir uma participação islâmica tão significativa.
Nas palavras do vice-presidente do Congresso Judaico Mundial, Maram Stern, e em referência à quase certeza de que estes representantes virão com o aval dos seus respectivos países, "isto é um grande sucesso".
O aniversário da "Noite de Cristal" é uma ocasião apropriada para se discutir a tolerância. E isso inclui a tolerância do mal. E os planos nucleares do Irão estão dentro desse problema sério.
Nas palavras de Kantor: "O líder de um país muito problemático vai agora à Assembleia Geral das Nações Unidas e anuncia uma fórmula criminosa: a destruição de Israel, a morte dos judeus".
"No entanto, ninguém saiu daquela sala. Estamos na mesma situação do tempo da Kristallnacht, quando o mundo desprezou os refugiados judeus e ignorou os perigos" - adiantou.
Enquanto luta contra a intolerância, o mundo não pode ser "criminalmente tolerante com aquilo que se passa no Irão" - afirmou Kantor.
Informou ainda que existem actualmente 5.000 empresas europeias negociando abertamente com o Irão, com algumas "contribuindo para a criação de engenhos nucleares através da venda de tecnologias de duplo uso."
Certamente que a Europa tem sido profícua não só nas tragédias como nas boas intenções para que estes males não mais se repitam. Mas quando o negócio é conveniente, parece que todos estes valores morais ficam esquecidos, e que a História acaba por se repetir.
Tal como está registado na frase que sobressai num dos mais impressionantes monumentos ao Holocausto em Israel: "Aqueles que ignoram a História estão condenados a repetir os seus erros."
Shalom, Israel!

sábado, novembro 08, 2008

PETRÓLEO NA JUDÉIA?


A Comissão dos Parques Nacionais e das Reservas Naturais acabou de garantir à empresa Delek Energy e à Ginko a permissão definitiva para procurar petróleo numa faixa de cerca de 5 kms no deserto da Judéia. Contudo, a Sociedade para a Protecção da Natureza opõe-se, alegando que as prospecções falham na justificação dos possíveis estragos causados ao frágil eco-sistema.
A decisão permitirá que dois grupos israelitas - o "Delek Energy Systems" e o "Ginko" - possam perfurar até cerca de 2.000 metros de profundidade nas areias do deserto, numa tentativa de encontrar o ouro negro.
O local escolhido para as perfurações fica numa reserva natural um pouco a norte do Mar Morto. O sítio pode conter um reservatório de petróleo que poderá potencialmente produzir cerca de 6,5 milhões de barris, em valores de centenas de milhões de dólares.
No caso de se encontrar petróleo em quantidade suficiente - já se encontrou até agora uma pequena quantidade - e por exigência da comissão, será construído um pipeline diagonal que conduzirá a uma instalação situada fora da reserva.
Ainda que a possibilidade de descobrir e produzir petróleo não consiga suprir as necessidades energéticas do país, o retorno financeiro seria mesmo assim significativo para a economia do país.
A profecia bíblica afirma que nos últimos dias o deserto iria florescer. Talvez a expressão "florescer" possa referir-se não só às flores, frutos e plantas que o deserto hoje produz em quantidades assombrosas mas também a outras riquezas tão valiosas nos dias de hoje, como é o caso do petróleo.
Shalom, Israel!

sexta-feira, novembro 07, 2008

OBAMA E ISRAEL


Após a euforia mundial - não de todos - pela vitória de Barack Hussein Obama nas eleições presidenciais norte-americanas, é tempo de reflectirmos se essa eleição será benéfica para as relações entre os EUA e Israel.
Certamente que não se irão notar grandes alterações no relacionamento entre as 2 nações, uma vez que os EUA são e serão um forte aliado do estado hebraico. Basta lembrar os muitos amigos que Israel tem no Capitólio, a forte e próspera comunidade judaica nos EUA e o poderoso lobby económica que eles representam na América.
A grande preocupação tem a ver com o Irão e o plano de Obama de dialogar com esse regime liderado por um homem que apela à aniquilação total do estado judaico. Não é de estranhar que o presidente do Irão tenha sido o primeiro desde a Revolução Islâmica de 1979 a saudar e a congratular o presidente americano, desejando que ele "consiga usar a oportunidade para servir o povo americano e deixar um bom nome para a História" durante o seu tempo de serviço à nação.
Os EUA e o Irão não têm relações diplomáticas desde 1979, depois do drama dos 52 reféns americanos presos pelos militantes iranianos por 444 dias.
Tzipi Livni, actual ministra dos Negócios Estrangeiros de Israel já aconselhou Obama a não dialogar com o Irão, pelo menos "por enquanto".
Esta será a grande preocupação em Israel: até que ponto Obama irá bloquear a possibilidade de Israel atacar as centrais nucleares iranianas, mesmo que isso signifique "apenas" uma não colaboração nessa operação? Até que ponto Obama irá dialogar com Ahmadinejad, fazendo "visto grossa" ao perigo que ele representa para Israel?
O próximo passo importante serão obviamente as eleições em Israel e o tipo de governo que o povo elegerá.
Obama poderá ser a grande desilusão para os americanos e para o mundo, mas ainda pior, o falso "amigo" que Israel não precisa nada de ter daquele lado do Atlântico...
Só o tempo o dirá...
Shalom, Israel!

segunda-feira, novembro 03, 2008

NETANYAHU AFIRMA QUE JERUSALÉM NÃO É NEGOCIÁVEL


Falando na sessão de abertura da sessão outonal do Knesset (parlamento israelita), o líder do partido da oposição Likud Benjamin Netanyahu afirmou que Jerusalém não será incluída nas negociações de paz, caso ele seja eleito primeiro-ministro.
O rompimento claro de Netanyahu com as políticas de Tzipi Livni e do Kadima provocaram uma resposta comedida mas enfática do líder palestiniano para as negociações, Ahmed Qureia: "Não haverá paz sem Jerusalém"...
A afirmação de Qureia é mais uma prova de que o governo do Kadima tem andado a negociar Jerusalém e que o futuro de Jerusalém está no epicentro das próximas eleições gerais em Israel.
Toda a evidência aponta para uma divisão de Jerusalém que cederá o Monte do Templo aos palestinianos no caso de Livni e o Kadima vencerem e para uma Jerusalém unida se Netanyahu vencer as eleições.
É por isto que se torna urgente e crucial que oremos pela vitória de Netanyahu nestas eleições que poderá definir o rumo de Israel: ou a paz ou a tragédia.
Shalom, Israel!

quinta-feira, outubro 30, 2008

AMANHÃ NA TV - RTP2

É já amanhã que irá para o ar a nossa entrevista para o programa de TV evangélico da Aliança Evangélica Portuguesa "A Luz das Nações".
Se quiser acompanhar os 7 minutos de emissão, ela deverá começar pelas 18H30 na RTP 2, amanhã, sexta-feira, dia 31 de Outubro.
Abordaremos simplesmente a singularidade de Israel e os propósitos de Deus para essa nação.
Shalom, Israel!

quarta-feira, outubro 29, 2008

REI DA ARÁBIA SAUDITA CONVIDA ISRAEL PARA CONFERÊNCIA INTER-RELIGIOSA


Num gesto inesperado e até há bem pouco tempo atrás inimaginável, o rei Abdullah incluiu Israel na lista dos países convidados a participarem numa conferência inter-religiosa a realizar nas Nações Unidas, em Nova Iorque, no próximo mês, afirmando: "Nada pode purificar a reputação do Islão senão o estender das mãos dos muçulmanos aos seus irmãos em outras religiões."
O rei saudita deu assim luz verde a Israel para que possa participar nesta conferência promovida pelo reino saudita, sendo a primeira vez que Israel é convidado a participar. Prevê-se que o presidente Peres e a indigitada primeira-ministra Livni participem neste evento.
O plano saudita para a paz no Médio Oriente foi também anexado a este convite que abrange 192 países.
O rei Abdullah, líder de um país onde os praticantes de outras religiões não podem abertamente exercer os seus cultos apela agora à tolerância religiosa e diz que este tipo de diálogo é o dever de todo o ser humano. O rei instigou também os muçulmanos a dialogarem com os não muçulmanos de forma a demonstrarem que o Islão não é uma religião de violência: "O diálogo surge numa altura em que o mundo está criticando o Islão. É lamentável que alguns dos nossos filhos tenham sido tentados por Satanás ou por irmãos de Satanás." - acrescentou o rei, referindo-se aos militantes islâmicos que têm realizado ataques pelo mundo fora. - "Nada pode purificar (a reputação do Islão) senão o estender das mãos muçulmanas aos irmãos de outras religiões." - acrescentou.
Talvez fosse boa idéia ele começar na própria casa dele, onde cristãos têm ao longo dos anos sido perseguidos e martirizados pela sua fé, colocando a Arábia Saudita no topo dos países onde a repressão religiosa atinge os níveis mais elevados...
Mas tudo isto não passará de retórica política e de "boas" intenções...
Shalom, Israel!

segunda-feira, outubro 27, 2008

2008 SERÁ UM ANO RECORDE PARA O TURISMO EM ISRAEL


Cerca de 2,3 milhões de turistas entraram em Israel entre Janeiro e Setembro deste ano. Um oficial do Ministério do Turismo acredita que até ao final do ano se conseguirá alcançar a meta dos 2,8 milhões.
Este optimismo do Ministério do Turismo é suportado pelos factos: o turismo teve este ano um crescimento de 38% em comparação com o mesmo período do ano passado.
Se tudo "correr bem", o número de turistas entrados no final do ano poderá até chegar aos 3 milhões - segundo as expectativas mais optimistas.
Outubro ainda não terminou, pelo que não foi ainda considerado nas estatísticas. É no entanto um mês repleto de festas, pelo que se espera um elevado número de entradas.
O director geral da Associação dos Hotéis de Israel (IHA), Shmuel Zurel, disse em função dos dados: "É importante lembrar que em Setembro de 2008 o mundo já estava no meio da crise financeira, o que felizmente não se expressou nas visitas a Israel. Não há dúvida de que a contribuição da indústria do turismo para o aumento do crescimento da economia israelita num ano tão problemático como 2008 será extremamente significativo.
O Ministério do Turismo apresentou também dados encorajadores sobre o turismo em Eilat (sul de Israel) para a próxima época de Inverno. Um total de 18 voos semanais directos a Eilat serão operados a partir de países europeus ocidentais e orientais, incluindo a Alemanha, França, Inglaterra, Rússia, Polónia e Finlândia. Calcula-se que estes voos tragam a Eilat cerca de 80,000 turistas durante o Inverno.
Israel oferece condições únicas para o turismo religioso, cultural, de negócios e de lazer. Bom clima, boa comida, locais paradisíacos, milhares de anos de História. Quem resistirá?
Shalom, Israel!

sábado, outubro 25, 2008

ELEIÇÕES GERAIS EM ISRAEL


Depois de diversas tentativas falhadas, Tzipi Livni, actual ministra dos Negócios Estrangeiros de Israel e candidata pelo partido Kadima a primeira-ministra irá amanhã apresentar ao presidente Shimon Peres os resultados falhados para formar um novo governo, informando-o de que vai convocar eleições gerais antecipadas.
Esta decisão foi tomada depois de intensas consultas realizadas esta tarde na casa da ministra, em Tel Aviv, tendo ainda há poucas horas conversado pessoalmente com o ministro Shaul Mofaz.
Livni tentou várias hipóteses de coligações partidárias, mas nada funcionou.
E não podia mesmo funcionar! Israel tem de decidir o seu futuro, e certamente tirar o destino da nação e do seu território das mãos dos loucos que a têm governado recentemente. Esperamos que o bom senso predomine e que o povo saiba escolher aqueles que lhes possam garantia a paz sem terem de andar a ceder terras ou a fazer o jogo dos terroristas...
Shalom, Israel!

sexta-feira, outubro 24, 2008

PRESIDENTE DO IRÃO MUITO DOENTE...


Segundo websites noticiosos iranianos, a saúde do presidente do Irão, Mahmoud Ahmadinejad tem-se deteriorado ao ponto de ter cancelado diversos compromissos recentes, incluindo uma reunião rotineira do gabinete presidencial.
As notícias não são claras sobre o tipo de doença que o louco estará sofrendo, mas algumas das fontes informadoras citam que o presidente estará enfrentando sérios problemas de saúde.
Ao ser questionado por jornalistas, um elemento importante próximo de Ahmadinejad informou simplesmente que ele estava "indisposto"...
Fontes ligadas ao regime sugeriram posteriormente que elementos da oposição estavam espalhando rumores sobre a saúde do presidente de forma a influenciar a eleição presidencial do próximo ano a seu favor. Não explicaram contudo porque é que Ahamadinejad tem faltado a tantos compromissos importantes...
Cara de doente ele sempre teve... e a sua loucura mental levá-lo-á obviamente à desgraça, pois quem se levanta contra o povo eleito de Deus sofrerá graves consequências....
Shalom, Israel!

quinta-feira, outubro 23, 2008

PERES E MUBARAK ENCONTRAM-SE NO CAIRO


O presidente de Israel Shimon Peres irá amanhã deslocar-se ao Egipto para se encontrar com o presidente egípcio Hosni Mubarak, segundo se crê para reactivar o "plano de paz saudita".
A "iniciativa árabe para a paz", inicialmente proposta pelo rei saudita Abdullah e mais tarde adoptada pela Liga Árabe numa reunião em Beirute já em Março de 2002, tem recebido atenção redobrada nestes últimos dias ao pensar-se que será o tópico das conversações entre Peres e Mubarak para amanhã.
A proposta árabe obriga Israel a sair de todos os territórios tomados na guerra de 1967, incluindo Jerusalém oriental. Estipula também que Israel tem de concordar com uma "solução justa" para o problema dos refugiados palestinianos baseada nas resoluções da ONU, as quais têm sido interpretadas pelos estados árabes como o "direito de retorno" a Israel. A única compensação árabe seria a normalização das relações dos países árabes com Israel.
Estas conversações não produzirão qualquer efeito, uma vez que ninguém sabe quem irá constituir o novo governo de Israel. Ao mesmo tempo a escolha de um novo presidente norte-americano e o não reconhecimento de Abbas por parte do Hamas como presidente da Autoridade Palestiniana criam um espaço de incertezas que impedem a concretização de qualquer acordo.
Esperemos que o novo governo de Israel seja bem mais firme do que o actual e que não caia na patetice em que alguns caíram de entregar terra para obter uma "paz" que nunca foi nem será alcançada dessa forma.
Shalom, Israel!

terça-feira, outubro 21, 2008

FESTIVAL DE TEATRO ITALIANO HOMENAGEIA OS 60 ANOS DE ISRAEL


Várias produções teatrais israelitas vão ser apresentadas no Festival de Teatro Reggio Parma, honrando entre outros o escritor israelita A.B. Yehoshua.
Este famoso festival ligado às artes terá início a 23 de Outubro e irá incluir várias produções teatrais israelitas provenientes de diversos palcos, tais como o Teatro Gesher e o Teatro Habima, a companhia nacional de teatro israelita.
O festival focalizará diferentes perspectivas israelitas, honrando o 60º aniversário de Israel. As peças seleccionadas incluem "Momick", baseada na novela best-seller de David Grossman e adaptada pelo Teatro Gesher e ainda a peça do escritor sueco Lars Noren "Guerra", dirigida por Ilan Ronen.
"Pchuta", o show de uma-mulher-só interpretado por Miki Peleg-Rothstein, que ganhou o primeiro lugar no Festival de Teatro de Acre, está também no programa.
O Teatro Habima irá introduzir um trabalho em curso entitulado "A Terceira Geração", por Amit Epstein e Irena Zadoroch, bem como "Kolot" (Vozes), uma opera audio-visual que reúne um conjunto de música electrónica e vídeo preparado pelo guitarrista Yuval Avital.
O Teatro italiano Due irá apresentar "A Noite do Director", baseada numa peça escrita pelo autor israelita A.B. Yehoshua, e dirigida por Carmelo Rifici. A peça, que descreve eventos ocorridos numa noite de Maio anterior à Guerra dos Seis Dias foi previamente apresentada pelo Teatro de Haifa.
Yehoshua, cuja escrita tem sido alvo de muitos aplausos italianos, foi seleccionado para assistir à produção, após a qual irá dirigir um worshop onde se encontrará com os seus fãs.
Mais uma vez Israel mostra o seu valor nas artes do espectáculo. Não só o cinema, mas mais ainda o teatro israelita tem ultimamente conseguido uma projecção interessante, que esperemos possa continuar.
Shalom, Israel!

segunda-feira, outubro 20, 2008

MAIORIA DOS JUDEUS AMERICANOS APOIAM BARACK OBAMA


Segundo sondagens realizadas pela Universidade de Nova Iorque e divulgadas hoje, o candidato democrata às eleições presidenciais norte-americanas Barack Obama tem o dobro do apoio dos judeus americanos em comparação com o seu concorrente John McCain.
Estes dados foram recolhidos desde o início de Setembro e revelam que os judeus são o grupo branco não hispânico que mais apoia Obama.
Cerca de 40% dos judeus americanos inquiridos classificaram a "questão de Israel" "muito importante" como factor na escolha do candidato presidencial.
Shalom, Israel!

sábado, outubro 18, 2008

VENHA CONNOSCO A ISRAEL!

Se ama Israel...
Se ora por Israel...
Se está ao lado de Israel...
Chegou a hora de vir a Israel!

Aquilo que vai ver e sentir compensará o investimento.
Não perca esta oportunidade!

Contacte-nos já:
viagens.shalom@clix.pt

Shalom, Israel!

sexta-feira, outubro 17, 2008

MILHARES DE JUDEUS ASSISTEM À BÊNÇÃO SACERDOTAL


Milhares de judeus participaram ontem na bênção sacerdotal, conhecida como Birkat Cohanim, junto ao Muro Ocidental (Muro das Lamentações).
Os Cohanim - Levitas - são segundo se crê descendentes dos sacerdotes que serviam a Deus no primeiro e segundo Templo judaico antes da destruição dos mesmos, e realizam uma cerimónia de bênção anual ao povo judeu durante a Festa dos Tabernáculos (Succot).
Esta bênção surge inicialmente no quarto livro da Torah, o Livro de Números, e compôe-se de três frases, sendo por isso conhecida por "Bênção Tripla".
A Bênção é também o texto bíblico mais antigo encontrado em peças arqueológicas: pêndulos da sorte e camafeus com as três frases inscritas foram encontradas em sepulturas no vale de Hinom, fora da cidade velha de Jerusalém (a palavra hebraica para Inferno, Gehinom, significa literalmente: o "vale de Hinom", em português: o vale da Geena.)
A bênção é recitada todas as manhãs pelos Levitas nas sinagogas em Israel, enquanto que fora de Israel só é recitada nas festas.
Esta é a a bênção sacerdotal, que os cristãos chamam de "aarónica", uma vez que foi Aarão o primeiro sacerdote a proferi-la aos filhos de Israel:
"Assim abençoareis os filhos de Israel, dizendo-lhes:
O Senhor te abençoe e te guarde;
O Senhor faça resplandecer o Seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti;
O Senhor sobre ti levante o Seu rosto, e te dê a paz.
Assim, porão o Meu Nome sobre os filhos de Israel, e Eu os abençoarei." (Números 6:23-27).
Assim seja!
Shalom, Israel!

quarta-feira, outubro 15, 2008

35.000 NA MARCHA POR JERUSALEM


Mais de 35 mil pessoas participaram hoje na marcha anual em Jerusalém, enchendo e alegrando as ruas da Cidade em plena Festa dos Tabernáculos (Sucote).
Apesar das previsões indicarem chuva, mais de 15.000 israelitas vieram à boleia de todas as partes do país por uma das três estradas de acesso à cidade, recreando a atmosfera vivida nas peregrinações no tempo do Templo.
Alguns dos caminhantes mais robustos fizeram uma caminhada de 22 kms., começando no Castelo, o local da batalha da Guerra da Independência, em Mevasseret Zion, enquanto que o caminho mais fácil era uma caminhada de cinco quilómetros a partir da Promenade Sherover.
Outros "peregrinos" vieram de outras partes até à Cidade de Jerusalém, subindo pela floresta e passando pelo Yad Hashem (Museu do Holocausto) até ao centro.
Ao final dos trilhos em Gan Sacher, os participantes juntaram-se a outras 20.000 pessoas que participaram das festividades da Festa, incluindo cerca de 7.000 cristãos amigos de Israel vindos de todo o mundo - incluindo Portugal, Brasil e os EUA - participando na última parte dos eventos do dia: uma parada/desfile passando pelo centro da cidade até à cidade velha.
"Estas pessoas são cristãos do mundo inteiro que responderam ao convite bíblico para se juntarem ao povo judeu durante este festival de alegria" - disse David Parsons, director dos media da Embaixada Cristã Interbacional em Jerusalém, que organiza eventos durante a semana da Festa dos Tabernáculos.
Citando diversos textos das Escrituras partilhados tanto por Judeus como por Cristãos, os organizadores sublinharam que os Tabernáculos são um tempo em que as nações do mundo devem subir a Jerusalém e celebrar com o povo judeu.
Pode-se dizer então que a profecia bíblica cumpriu-se no dia de hoje, quando se viam as bandeiras de países como a Noruega ou o Quénia desfraldadas por cima dos participantes.
Embora se espere que a profecia se venha a cumprir na era Messiânica, quando as várias nações virão oferecer sacrifícios no Templo reconstruído, muitos dos participantes disseram sentir-se abençoados por estar em Jerusalém, e por poderem desfrutar de uma demonstração tão poderosa de irmandade.
Parsons informou ainda que "esta é também uma marcha de solidariedade para demonstrar que estamos ao lado de Israel e contra a ameaça nuclear do Irão."
Os participantes manifestaram opiniões semelhantes.
"Nós somos os melhores amigos de Israel" - afirmou uma participante cristã vinda da Noruega - "Os cristãos sionistas são os melhores amigos de Israel e nós estamos aqui hoje para mostrar que estamos orgulhosos por isso".
Um grupo de participantes chineses, informaram o jornal Jerusalem Post que eram de facto judeus e que tinham vindo de várias tribos perdidas espalhadas pela China.
"Somos das tribos de Judá, Benjamin e Ruben" - informaram através de um intérprete - "e recebemos uma revelaçãode Deus para vir a Israel. Esta é a terra que Deus deu a Israel." - disseram - " e oramos todos os dias por ela".
À medida que os participantes desfilavam, a população presente saudava-os com vozes de alegria e hospitalidade. Nas palavras de Ariel Leshem, um advogado cuja família tem vivido em Jerusalém há sete gerações: "Isto é um cumprimento da profecia de Zacarias 14" - testemunhou - "É espantoso: nós vimos a Israel e vemos a Bíblia a desenrolar-se diante dos nossos olhos. É também o cumprimento de uma outra profecia" - continuou ele - "Ezequiel 37 - ossos secos reviverão. Há 70 anos atrás nós estávamos nas câmaras de gás, há 60 anos voltámos a reviver com a criação do Estado e agora estamos aguardando que o resto da profecia se cumpra, e temos de ser pacientes. Mas quanto mais depressa a cumprirmos, mais depressa o resto do mundo também será abençoado".
Shalom, Israel!

terça-feira, outubro 14, 2008

A CALMA REGRESSOU À CIDADE DE ACRE


Após 4 dias de confrontos entre judeus e árabes na cidade nortenha de Acre, parece ter chegado uma certa acalmia desde Domingo passado.
Os confrontos prontamente divulgados na comunicação social - que não perdeu tempo em responsabilizar os judeus pelo início do conflito - começaram na Quarta-Feira passada quando um motorista árabe desrespeitou os acordos estabelecidos entre ambas as comunidades (judia e árabe) e conduziu o seu carro por um bairro judeu no início da celebração do Yom Kippur. Um grupo de jovens judeus testemunharam que temiam que se tratava de um ataque terrorista, uma vez que o carro se deslocava a grande velocidade, tendo por isso atacado o veículo com pedradas.
Falsos rumores de que o motorista árabe tinha sido morto pelos jovens judeus resultaram em amplas retaliações violentas por parte dos árabes, as quais foram por sua vez "respondidas" pelo população judaica de Acre.
Líderes locais judeus e árabes reuniram-se no Sábado até tarde na noite para tentarem acalmar a situação, tendo os árabes eventualmente concordado em condenar o motorista por estar a dirigir num bairro judeu durante o Yom Kippur, mesmo que ele não tenha tido uma intenção errada.
Apesar do que pareceu ser um final de reunião bem sucedido, foi mesmo assim necessária a presença da polícia até Domingo de manhã para acabar com a confusão.
54 pessoas foram presas e 14 ficaram feridas durante os 4 dias de revolta.
Desta vez pelo menos os árabes assumiram a responsabilidade. Num clima constante de tensão, basta um pequeno descuido destes para que uma fogueira se possa acender...
A realidade de Acre tem sido a de uma coexistência pacífica e próspera entre as duas comunidades. Esperamos que assim possa continuar...
Shalom, Israel!