terça-feira, janeiro 30, 2007

A COBARDIA DOS TERRORISTAS

Imagem do funeral realizado hoje de uma das vítimas do atentado de Eilat

Para que ninguém tenha dúvidas sobre a verdadeira natureza dos autores do terrorismo e seus apoiantes, a notícia de que os pais do terrorista que ontem fez explodir uma bomba numa padaria de Eilat causando a morte de 3 pessoas consideram o seu filho um herói não surpreende: antes pelo contrário, apenas confirma aquilo que há muito se conhece: a verdadeira natureza deshumana e cruel dos instigadores e executantes destes actos horrendos e injustificáveis.
A família do criminoso revelou grande alegria ao saber que o "herói" que fizera explodir a bomba era afinal o seu filho: "Nós sabíamos que ele aguardava e rezava por este dia. Ele sempre dizia: "Se eu um dia pudesse ser um shahid (um mártir), se eu pudesse conduzir um ataque..." E então Alá deu-lhe essa oportunidade - acrescentou o seu irmão Naim.
O "herói" Mohammad estava activamente envolvido na luta contra Israel nos campos de refugiados de Jabalya e Beit Hanoun, na faixa de Gaza. Era casado e o seu único filho morreu há três semanas.
"Ele aguardava por este momento. A verdade é que nós sabíamos que em qualquer momento ele seria morto num confronto com os israelitas e tornar-se-ia num shahid. E é por causa disso que estamos felizes por "Deus" lhe ter dado o que ele desejava (aspas no nome "Deus", visto não se tratar do verdadeiro Deus).
A idéia do suicida era também chamar a atenção das facções palestinianas que se degladiam entre si, que o verdadeiro inimigo a enfrentar é o povo de Israel.
De facto, um imbecil que mata indescriminadamente deve ser considerado um herói por aqueles que têm uma visão tão errada da vida. Actos destes não são actos de valentia, mas de verdadeira cobardia, pois não resolvem coisa nenhuma e muito menos levarão Israel a ceder nos seus direitos de viver em paz e em segurança.
Shalom, Israel!


2 comentários:

Eduardo disse...

Não concordando obviamente com atentados suicidas, para mim é tão cobarde quem os faz, neste caso os extremistas islãmicos, como são cobardes os israelitas. E são cobardes porque roubam e ocupam territórios que não lhes pertencem à quase 4 desenas de anos... e são cobardes porque no seculo XXI têm um muro, que outrora envergonhou o ocidente e o dividiu... e são cobardes porque ainda em 2007 utilizam nomes como COLONOS e Colonatos, nomes esses já abolidos ora em Zimbabwes ingleses, ora na vergonha quase em anos 80 das colónias portuguesas... e são cobardes porque Supremo Tribunal de Israel, tribunal esse duma nação democrática, pluralista, livre, acente em valores humanos fundamentais como é a israelita, aceita, defende e protege os chamados Assassinatos Selectivos, não olhando a meios para destruir, matar os seus inimigos, descendendo ao nivel deles. E são cobardes fundamentalmente porque sem uns EUA nas suas costas já teriam sido apagados literalmente do mapa... um país como Israel, naquela zona do globo deveria pautar-se não pelas guerras preventivas,não pelas ocupações mas sim pelo diálogo,pela paz, pela democracia, que felizmente no seu interior tem, mas que infelizmente não a aplica nem a defende! s

Saudações democraticas

Anónimo disse...

Gostava que se fizesse um pequeno debate democrático neste blog... mas pelo que me parece isso é impossivel, pois o meu comment de ontem n aparece...

Saudaçoes democráticas (sem censura)