segunda-feira, setembro 14, 2009

OBAMA QUER PROMOVER-SE À CUSTA DE UM TRÁGICO DESTINO

Durante este fim de semana intensificaram-se as conversas entre os EUA, Israel e o Egipto, à medida que os principais líderes tentam alcançar um consenso que permita a Hussein Obama - presidente dos EUA - anunciar na próxima semana, durante a assembleia geral da ONU, que as negociações de paz entre israelitas e palestinianos serão retomadas.
Interessante é que 2 acontecimentos interromperam as conversações com os 2 líderes israelitas, o presidente Shimon Peres e o primeiro-ministro Netanyahu: o primeiro sofreu um colapso no sábado è noite e o segundo não pôde estar na reunião desta manhã devido à trágica morte do piloto Asaf Ramon, filho do primeiro astronauta israelita.
Serão estes sinais/avisos de Deus aos líderes israelitas? Não entenderão eles o caminho trágico que Hussein Obama os quer forçar a percorrer?
Shalom, Israel!

1 comentário:

Ruben MANUEL PEREIRA Fontoura e Celeste Maria Morais Gonçalves Fontoura. disse...

Os acontecimentos que envolvem Israel continuam a ser de particular importância. Nada acontece desligado da Bíblia e é isso que muitos governantes desconhecem ou, conhecendo, tentam decidir à sua maneira. Mas não será assim... O senhor Presidente dos EUA deveria ler mais a Palavra de Deus para acertar a sua linha de conduta diante da Nação Judaica. Um dos primeiros passos seria a instalação da Embaixada Americana em Jerusalém. Isto seria um excelente indicador para um governo abençoado do Senhor Obama.
Quanto a Benjamin Netanyahu, não acredito que ele se deixe levar.