sábado, julho 11, 2015

ISRAEL REUNIFICA AS SUAS FORÇAS DE ELITE PARA COMBATER O "ISIS"

O inimigo agora chama-se: "estado islâmico", mais conhecido como "ISIS". E já está às portas de Israel. Aliás, já a própria bandeira deste movimento terrorista islâmico foi vista no próprio Monte do Templo, em Jerusalém, a capital de Israel. 
Os recentes confrontos no Sinai, perto da fronteira com Gaza e Israel, em que as forças do "ISIS" mataram várias dezenas de polícias egípcios, demonstram o quão ávidos estão os militantes do "estado islâmico" em tomar o controle de Gaza, combatendo o próprio Hamas naquele território, para mais tarde avançarem para dentro do território israelita e, segundo propagam, chegar até Jerusalém.
No passado dia 3 de Julho, forças do "estado islâmico" já presentes em Gaza dispararam 3 mísseis "Grad" contra o território israelita, levando a que várias zonas no sul de Israel tenham já sido declaradas como "áreas militares restritas."
O "ISIS" e seus párias estão a todo o custo a tentar roubar território aos vizinhos de Israel para estabelecerem o califado, o "estado islâmico", já uma realidade em grandes partes da Síria e do Iraque. E não negam a intenção de entrar em Israel pelas várias fronteiras do país. Esta ameaça já foi confirmada pelas Forças de Defesa de Israel.
Na passada Segunda-Feira, um dos mais importantes generais israelitas revelou a resposta que o seu país está preparando para confrontar a ameaça terrorista do "ISIS." Trata-se da organização de uma força conjunta militar de comandos, especialmente treinada para combater o "ISIS", algo que os norte-americanos têm andado a evitar fazer na Síria e no Iraque, mas que Israel tem que obrigatoriamente organizar, uma vez que está em causa a paz e a segurança das suas populações.
Esta nova brigada de comandos está sendo treinada para acções ousadas, contudo ocultas, contra grupos terroristas em operação e que ameaçam a estabilidade egípcia no Sinai e a fronteira Sul de Israel. Estas acções serão coordenadas conjuntamente pelo Egipto e Israel.
Este temível grupo de elite agora em formação em Israel usará métodos usados pelos próprios terroristas no terreno, indo ainda mais longe do que aquilo a que estamos habituados a ver na TV...

Shalom, Israel!

5 comentários:

Olga disse...

Que o Senhor esteja com Israel, com o Egito e com todas as nações que efetivamente queiram vencer o mal e propagar os verdadeiros direitos humanos, aliás, o direito a vida é um deles, e o ISIS como sabemos é um exército de morte. Não respeita a vida nem dos seus...
Infelizmente, a maioria das nações está cega para este perigo. O caminho do ISIS não poderia ser outro senão Israel, mas assim como Deus concedeu vitória em 1967 de forma sobrenatural assim será agora e sempre! Eu creio!
Shalom Israel!
Shalom Jerusalém!
Shalom Igreja!
Olga

Renato Almeida disse...

A minha pergunta é:Quem pode com o
Povo de Deus?
Minha resposta:ninguém,jamais!aleluia!

Anónimo disse...

Maranata !!!!VENHA JESUS ESTAMOS ESPERANDO A SUA VOLTA SENHOR.....

Benaiah Cabral Ben Avraham Leiehouah יהוה The Liger disse...

Para combater o Isis é necessário sua imediata aniquilação.

Ton K disse...

Deixa eles colocarem seus pés imundos na Terra Santa que será o fim deles. Israel fará um favor ao mundo.