quinta-feira, junho 28, 2018

CONFIRMANDO AS PROFECIAS, JUDEUS DAS "TRIBOS PERDIDAS" ESTÃO REGRESSANDO A ISRAEL

Desde há 2.500 anos que vem sendo anunciado pelos profetas que nos "últimos dias", os judeus das tribos dispersas de Israel fariam o seu retorno à Terra dos seus ancestrais, a única que lhes foi concedida pelo Senhor Deus de Israel.
"Assim diz o Senhor Deus: Eis que Eu tomarei a vara de José que esteve na mãos de Efraim, e a das tribos de Israel, suas companheiras, e as ajuntarei à vara de Judá, e farei delas uma só vara, e elas se farão uma só na Minha mão" - Profeta Ezequiel 37:16
"Dize-lhes pois: Assim diz o Senhor Deus: Eis que Eu tomarei os filhos de Israel dentre os gentios, para onde eles foram, e os congregarei de todas as partes, e os levarei à sua terra" - Profeta Ezequiel 37:21. (Ênfase minha).

225 JUDEUS DA TRIBO BNEI MANASSÉS FAZEM ALIYAH
Há exactamente 2 semanas atrás, o rabi Michael Freund, líder da organização "Shavei Israel", trouxe para Israel mais 225 membros da tribo Bnei Manassés, em cumprimento às profecias de há milénios atrás que agora se estão cumprindo na nossa geração.
Freund fundou a organização "Shavei Israel" com o intuito de procurar pessoas com raízes judaicas mas que se desconectaram do povo judeu. Desde a fundação da organização, ele já ajudou judeus subbotnik que se converteram sob os czares russos, há cerca de 200 anos atrás, polacos entregues à adopção pelos seus pais judeus durante o Holocausto, descendentes de judeus que chegaram a Kaifeng, na China, há mais de mil anos atrás, e Bnei Anussim, descendentes de judeus que foram forçados à conversão católica durante a Inquisição espanhola e portuguesa dos séculos 14 e 15, e muitos outros.

"UMA DECISÃO PROFUNDAMENTE PESSOAL..."
Tal como menciona o site da organização: "Para o povo judeu, o retorno não pode envolver coacção ou compulsão. É uma decisão profundamente pessoal e não pode ser imposta a partir do exterior. Pode resultar de um desejo de recuperar uma herança perdida, ou de uma intensa necessidade de compreender vários costumes herdados e tradições familiares."

AUSENTES DA TERRA HÁ 2.700 ANOS...
Os Bnei Manassés partiram de Israel há mais de 27 séculos. Sendo parte das 10 tribos, foram separados do resto de Israel pelos assírios nos dias finais do 1º Templo de Jerusalém, 140 anos antes do exílio na Babilónia. Os seus ancestrais vaguearam durante séculos pelas regiões da Ásia central e do Extremo Oriente antes de assentarem na região nordeste da Índia, ao longo da fronteira com Burma e o Bangladesh.
Em todas as jornadas do seu exílio, os Bnei Manassés continuaram a praticar o judaísmo tal como faziam os seus ancestrais, incluindo a observância do Sábado, a alimentação kosher, a celebração das festas judaicas e a obediência às leis relacionadas com a pureza da família. Sempre foram também alimentando o sonho de um dia retornarem à terra dos seus ancestrais, a Terra de Israel.
A "Shavei Israel" já trouxe para Israel mais de 3.500 membros da tribo da Bnei Manassés, ajudando-os no difícil processo de se adaptarem e assentarem num novo país. Restam na Índia cerca de 7.000 membros desta tribo "perdida."

Shalom, Israel!

3 comentários:

Flávio Guedes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flávio Guedes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CIDZANETTI disse...

Ela brotou em 1948, mas os ramos começaram a expandir mesmo a partir de 1967. creio que a geração é de 70 anos, sendo assim temos 12 anos adiante onde ocorrerá o arrebatamento, a manifestação do Anti-Cristo, a reconstrução do templo, a apostasia, a aliança com o Príncipe deste mundo por três anos e meio, tudo isto dentro dos doze anos que nos seguem. Creio eu!