sábado, maio 29, 2010

IGREJAS NORTE-AMERICANAS UNEM-SE NO APOIO A ISRAEL

Mais de 1.500 Igrejas locais de variadas denominações norte-americanas demosntraram no Domingo passado a sua solidariedade para com Israel.
No segundo evento anual organizado pelos "Cristãos Unidos por Israel" - Christians United for Israel (CUFI) - no passado Domingo, centenas de Igrejas oraram pela paz em Jerusalém e pastores dedicaram os seus sermões ao tema do apoio cristão à nação de Israel. Organizado pelo pastor texano John Hagee, fundador da CUFI, o evento atraíu participantes dos 50 estados norte-americanos e de 50 diferentes países.
"Israel está na linha da frente da liberdade e da democracia numa das regiões menos democráticas do mundo" - falou Hagee no encontro - "Chegou a altura dos apoiantes de Israel, independentemente da ideologia política ou do credo religioso unir-se no apoio a Israel agora que esta nação enfrenta ameaças sérias do Hezbollah, do Hamas e do Irão."
Hagee afirmou que Israel está no maior perigo de sempre, agora que a nação enfrenta o perigo de um "holocausto nuclear" da parte do Irão, cujo presidente afirmou que Israel deveria ser varrido do mapa. Mas adiantou que, "para piorar as coisas", parece que a administração Obama parece estar a dimininuir o seu apoio a Israel desde que foi anunciado em Março passado que Israel iria construir em território disputado em Jerusalém oriental.
"Washington fabricou uma crise com Israel acerca da construção de casas para o povo judeu nos arredores de Jerusalém, algo que nenhuma outra administração americana fez" - afirmou Hagee num video gravado antes da conferência - "Fala-se agora que a administração irá impôr um acordo de paz sobre as partes acreditem ou não os israelitas que isso garanta a sua segurança. Nos meus 30 anos como sionista nunca vi um tempo tão crítico para Israel como este".
Os membros das igrejas participantes foram encorajados a assinarem uma declaração feita através do site da CUFI. A declaração afirma que o povo judeu tem o direito a viver na sua antiga terra de Israel, que Israel tem o direito a se defender contra actos de terrorismo, e que os cristãos falarão a favor de Israel "quando e onde for necessário até que os ataques cessem e eles possam finalmente viver em paz e segurança com os seus vizinhos".
Segundo David Brog, director executivo da CUFI, "A organização CUFI só tem 4 anos, mas desde o nosso início, temos visto que cristãos em todo o país e por todo o mundo estão desejosos de aprender e agir na base dos mandatos bíblico e histórico do Sionismo Cristão".
Bem hajam!
Shalom, Israel!

1 comentário:

formaxima.com disse...

shalon seu blog é espetacular, show, not°10 desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom
Ass:Rodrigo Rocha