segunda-feira, fevereiro 03, 2014

PALESTINIANOS NÃO RECONHECEM ESTADO JUDAICO

Na sua entrevista concedida ao diário norte-americano The New York Times hoje publicada, o líder palestiniano Mahmoud Abbas afirmou não estar preparado para reconhecer um "estado judaico".
O primeiro-ministro Netanyahu reagiu imediatamente, declarando ser assim impossível haver um acordo nas negociações entre palestinianos e israelitas, uma vez que Abbas sabe muito bem que essa é uma das cláusulas do possível acordo.
Netanyahu fez entretanto um apelo ao mundo inteiro para que pressione Abbas a tomar a histórica decisão de reconhecer Israel como o estado judaico. E com razão. 
"Veremos agora se esses mesmos actores internacionais que até agora só puseram a pressão sobre Israel vão tornar claro à Autoridade Palestiniana o que acontecerá exactamente aos palestinianos se não se chegar a um acordo" - afirmou Netanyahu. 
É óbvio que isto revela a pouca ou nenhuma vontade séria dos palestinianos de chegarem a qualquer tipo de acordo com Israel. É o habitual, a mesma história de sempre. 
O absurdo de tudo isto é que os palestinianos querem que Israel reconheça um estado chamado "Palestina", mas não estão dispostos a reconhecer um estado chamado "Israel" como estado do povo judeu...
Sem mais comentários.
Shalom, Israel!

4 comentários:

André M. dos Santos disse...

A Paz do Senhor Jesus!

Realmente, é um absurdo quererem ser reconhecidos por Israel e não reconhecerem Israel.

Aqui no Brasil Deus está preparando as igrejas evangélicas (as que têm ouvidos) para estarem ao lado de Israel quando o "bicho pegar contra os judeus.

Eu aproveito este momento para agradecer ao Site Shalon Israel por todos esses anos em esclarecer a verdade sobre os acontecimentos ligados a Israel. Muitos cristãos estão sendo enganados e, provavelmente, estarão contra os judeus quando o mundo se levantar contra eles, e por isso, não sei até que ponto, Deus lhes punirá.

Sinto que o vale da decisão está a cada dia mais perto de nós, pois o anticristo brevemente deve se manifestar, não contra Israel, mas contra a igreja de Cristo por apoiar Israel.

Deus te abençoe e te guarde, e também sua família e igreja!

Seu irmão na fé e na esperança em Jesus Cristo,

André M. dos Santos

Verdureiro Eliel disse...

Faço suas palavras, André M., minhas.

Queira Deus que a maior parte dos evangélicos brasileiros se enfileirem ao redor de Israel, pois certamente Deus cumprirá suas benÇãos sobre eles (nós)

Abraços

Anónimo disse...

Estes homens que tentam ir contra os planos do D'us vivo nada mais são do que tolos, tentando mover as mãos de do Eterno daqueles a quem Ele chamou e tomou para si como Filhos.

O mundo está como previu o apóstolo Paulo em sua carta aos Romanos 1:28 - 32

"E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;
Estando cheios de toda a iniqüidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;
Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem."

Romanos 1:28-32

Fabiana

Eduardo disse...

Alguém poderia me explicar pq desde o princípio do Estado de Israel os governantes israelenses sempre aceitaram dividir a nação com um povo extinto historicamente chamado palestinos?