sexta-feira, junho 24, 2011

MAIS 7.000 JUDEUS DA ÍNDIA IRÃO FAZER ALIYAH (RETORNO) A ISRAEL

Segundo informações da CBN, mais de 7.000 membros da Bnei Menashe chegarão em breve a Israel. Os membros da Bnei Menashe alegam ser descendentes de uma das 10 tribos perdidas de Israel que foram exiladas pelo império assírio há mais de 27 séculos. Eles residem principalmente nos dois estados indianos de Mizoram e Manipur, ao longo da fronteira com Burma e com o Bangladesh.
Durante todo o seu exílio e mesmo depois de a única cópia que tinham da Torah se ter pedido, os Bnei Menashe continuaram a observar as tradições judaicas, incluindo o Shabat, respeitavam o kosher, celebraram os festivais, seguiram as leis familiares da pureza, e lembravam o Êxodo do Egipto.
A Shavei Israel, um grupo com base em Jerusalem e que assiste os "judeus perdidos" que buscam retornar ao povo judeu tem ajudado a trazer muitos dos Bnei Menashe a Israel, e está também ajudando nesta nova "onda" de aliyah.
Graças aos esforços da Shavei Israel, o rabinato-mor de Israel reconheceu oficialmente os Bnei Menashe em 2005 como sendo "descendentes de Israel". A organização também ajudou na publicação da tradução do Livro de Shemot (Êxodo) para o mizo, uma das principais línguas faladas pelos Bnei Menashe, de forma a capacitá-los a se religarem à sua herança e aos textos básicos do povo judeu.

O chairman da Shavei Israel, Michael Freund, prestou nesta segunda-feira passada informações ao comité de imigração e absorção do Knesset acerca da bem sucedida integração na sociedade israelita dos 1.700 Bnei Menashe que já imigraram para Israel.
Ele referiu que uma impressionante percentagem de 96% dos Bnei Menashe já estão empregados, que a maioria dos seus filhos escolheram unidades de combate durante o seu serviço militar obrigatório nas FDI, muitos estão também inscritos em colégios e universidades, e alguns foram ordenados como rabis.
Freund disse então aos membros do comité que "é tempo de Israel permitir a vinda para casa dos restantes Bnei Menashe".
Freund contou então à CBN que aquilo que aconteceu a seguir foi um "milagre": o comité aceitou esboçar uma resolução a ser apresentada ao governo para aprovação no final de Julho.
Nas palavras de Freund à CBS, "a resolução significa que estamos apenas a um mês de uma viragem histórica em que 7.732 preciosas almas serão restauradas ao povo judeu."E concluiu: "Estou certo que muito em breve os Bnei Menashe atravessarão o mar, reunindo-se à Terra e ao povo de Israel, depois de uma impressionante jornada."
A Bíblia afirma que antes do retorno do Messias a Israel os judeus teriam de fazer retorno ("aliyah") à Terra dos seus antepassados. É isso que tem acontecido nestes últimos anos, confirmando a veracidade das profecias bíblicas para estes "últimos dias" e completando assim o plano de Deus para com o Seu povo eleito.
"Trazei Meus filhos de longe e minhas filhas das extremidades da terra." - Isaías 43:6.
Shalom, Israel!