quarta-feira, novembro 29, 2006

"ACORDO DE PAZ " CONTINUA POR RESPEITAR


O primeiro ministro israelita acaba de demonstrar o seu desapontamento pelo não cumprimento do "acordo de paz" por parte dos grupos terroristas palestinianos, uma vez que continuam a disparar rockets contra Israel. Hoje mesmo mais 2 rockets caíram perto da cidade mártir de Sderot, felizmente não causando vítimas, elevando o número de rockets disparados desde o acordo de cessar fogo de Domingo passado para 12.
A decisão de Olmert de propor o reconhecimento de um estado palestiniano com a retirada dos israelitas dos locais onde foram construídos aldeamentos, apelidados de colonatos, foi contestada pela direita e pelos religiosos, ao mesmo tempo que se sabe que este tempo de "pausa" é só uma oportunidade para que os grupos armados palestinianos se possam armar e reforçar as suas estratégias, podendo assim planear mais e maiores ataques contra Israel. Isto mesmo é dito abertamente pelos porta vozes desses grupos radicais.
Israel decidiu também retomar as suas operações na Margem ocidental, o chamado West Bank, de onde saiem rumores sobre o possível início de ataques com rockets contra Israel. É caso para dizer que a praga pega-se com facilidade...
Não são tempos fáceis para Israel. Lutar contra inimigos externos seria provavelmente mais fácil, e Israel estava preparado para isso. Lutar contra eles dentro de casa, ainda por cima com métodos nada convencionais não é fácil para ninguém: afinal, trata-se da luta contra o terrorismo, que muitos dizem ser impossível de vencer.
Israel certamente conseguirá fazê-lo para alcançar a paz. E conta com o nosso apoio.
Shalom, Israel!

1 comentário:

Ego ipse disse...

infelizmente nada de novo no medio oriente