terça-feira, fevereiro 08, 2011

MUÇULMANOS "APAGAM" EVIDÊNCIAS DO ALTAR JUDAICO NO MONTE DO TEMPLO


Nas suas criminosas tentativas para erradicar do Monte do Templo todas as evidências da presença judaica no mesmo (e são muitas!), as autoridades religiosas muçulmanas estão terminando as escavações clandestinas iniciadas há oito meses no Monte do Templo, na tentativa de apagar todos os traços do antigo altar judaico.

As escavações têm andado a ser feitas debaixo do Domo da Corrente (Dome of the Chain), que se acredita foi construído há 1.300 anos. Durante estes últimos oito meses, o domo - com um diâmetro de 14 metros - esteve cercado por uma vedação metálica e tapado com coberturas pretas, com a intenção de ocultar aquilo que ali se ia desenrolando. A autoridade religiosa muçulmana Waqf defende que a actividade é simplesmente uma reforço da estrutura, mas recusa completamente a aproximação ao local de judeus ou de turistas.

Activistas judeus fizeram várias tentativas para entrar no Domo, mas sem qualquer sucesso. Finalmente, a associação "Our Temple Mount" conseguiu encontrar um árabe disposto a tirar fotos dentro do espaço, a troco de dinheiro. O homem informou que aparentemente a Waqf já terá terminado a escavação, estando agora a tapar tudo com entulho.

A associação "Our Temple Mount" alega que, segundo a tradição judaica, o local onde o Domo da Corrente está situado no sítio exacto onde o altar do sacrifício se encontrava nos dias do Templo. Segundo estes activistas, as escavações feitas pelos muçulmanos visam erradicar qualquer evidência da ligação dos judeu ao Monte do Templo.

Desde que há 20 anos visitamos a Terra de Israel, alimentamos a convicção de que aquele é realmente o lugar onde se encontrava a pedra do altar, por várias razões, e especialmete porque se traçarmos uma linha recta entre o "portão dourado" por onde se crê que o Messias entrará, iremos dar exactamente àquele lugar! Desde há muito que deixei de acreditar na idéia de que é necessário destruir o Domo da Rocha para construir o Templo, pois o espaço ao lado (que inclui o sítio do Domo da Corrente) é suficientemente grande para alojar um grande Templo judaico! Aliás, crendo que será o próprio Anticristo a promover essa obra, não faz sentido que ele destrua uma construção tão importante para os muçulmanos como é o Domo da Rocha, pois isso despoletaria uma guerra mundial! É muito mais lógico que ele, na sua diabólica política de "agradar a gregos e troianos" consiga agradar (leia-se: enganar) aos judeus, construindo-lhes um templo, ao mesmo tempo não fazendo guerra aos muçulmanos, deixando portanto aqueles 2 edifícios (mesquita de Al Aqsa e Domo da Rocha) intactos nos seus locais. Isso fará provavelmente parte do "diabólico acordo" que ele fará "com muitos", segundo o texto profético de Daniel...Esta é a minha convicção.

A verdade é que os muçulmanos andam preocupados com "os sinais dos tempos", de outra forma não andariam desde há anos a "limpar" o Monte do Templo de todas as provas da presença judaica desde há 3 mil anos! A construção de uma mesquita subterrânea arrasou por completo os conhecidos "estábulos de Salomão", na parte sul do Monte, e isto perante os olhares incrédulos dos judeus e a passividade das autoridades mundiais (UNESCO, etc) que deveriam ter impedido que tal desastre fosse concretizado. Mas essa é a mentalidade islâmica, que se pode resumir numa só palavra: destruição! O esforço desses fanáticos para "reescrever a História" é uma das maiores imbecilidades a que o mundo tem assistido nestes últimos anos, parecendo, no entanto, que nada disso importa. Gostaria de questionar qua seria a reacção mundial caso as coisas se passassem exactamente ao contrário: ninguém perdoaria certamente a Israel!

Shalom, Israel!

7 comentários:

Luciano Lourenço disse...

É uma pena que o governo de Israel permita tão grande atrocidade com a história do seu povo e permita com tanta facilidade a destruição da prova contundente da localização do Templo.

Anónimo disse...

Jonathan Porto disse: Existe uma polêmica quanto a construção do 3º templo mas até aí tudo bem!!! Pior do que isto é a existência de uma mesquita construida propositalmente num lugar sagrado com o único objetivo de insultar os Judeus !!! E esta obra irregular feita à revelia e o governo Israelense estranhamente calado!!! os jovens soldados judeus que morreram na guerra do Yon Kippur defendendo a existência da Nação de Israel jamais iriam pensar que a geração seguinte permita tal atrocidade(destruição dos vestígios judaicos) a olhos vistos!!!

Junior - יונתן disse...

olá, boa tarde, o post em si é muito interessante, mas poderia nos linkar alguma fonte extra que corrobore com o post? Agradeço desde já.

Junior - יונתן disse...

ola, boa tarde, gostei da publicação, mas achei que carece de alguma fonte, especialmente um link que corrobore com o post em si. Agradeço a compreensao.

IVALDO ROLAND disse...

O "estado islamico" prossegue na destruicao de monumentos arquitetonicos dos povos, na siria (palmira), etc

IVALDO ROLAND disse...

alto relevo parte interna mostrando saques do templo templo na conquista de jerusalem por legioes de tito. https://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwiRqe6W2obUAhXGhZAKHXfiBbYQjRwIBw&url=http%3A%2F%2Fnoblat.oglobo.globo.com%2Farte-hoje%2Fnoticia%2F2012%2F04%2Farquitetura-arco-de-tito-81-c-442600.html&psig=AFQjCNFSIHhsCzFfUKhm7TZyTa2mZKGnBA&ust=1495652571114227

https://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwjLpIzF3IbUAhXDlJAKHd5HAmQQjRwIBw&url=http%3A%2F%2Faugustineofcanterbury.org%2Fgregory-and-the-english-slave-boys%2F&psig=AFQjCNFfncqxb0Jcq74iVWTpiM7bjX760A&ust=1495653181602280

IVALDO ROLAND disse...

Israel
(Ivaldo Roland)
Nem egípcios, persas, nem assírios.
Cruzadas, inquisições.
Nem romanos, nem o nazismo.
Tu exististe aos impiedosos cativeiros.
Só tu sabes na carne e na alma
A dor das diásporas seculares.
Só tu sabes como povo,
A infinita angústia deste exílio.
Quem mais Israel,
Foi tão disciplinado
A existir como extinto
As humilhações de cabeça erguida,
Olhos fixos em teu horizonte,
Ansiar por séculos de humanidade
Um sonho imortal e é presente?
Quem mais Jerusalém,
A despeito de sobre o templo de Salomão
Se erguer agora a mesquita,
Foi tão determinado,
Se magnânimo e complacente
Aceita em tua casa
Aqueles que ocuparam tua ausência,
E por que não merecer o justo chão?

Honrarão tua memória os dignificados
Aos ancestrais olhos de Massada
O anônimo israelense que se apresenta.
“Esquecerás a língua de teus pais,
E aprenderás a língua do paraíso.
Trabalhará contigo teu irmão,
Cujo rosto não viste nunca.
Não foste tentado com o ouro e seu tédio,
Mas com o rigor, terra última”.*
E sonhaste à sombra do tempo
Junto às águas pródigas do Jordão,
As uvas, os teus limites vindouros!
E mais que com suor e sangue,
Reergueste e fertilizaste
Teus desertos prometidos,
Onde guardam a estrela de Davi,
As inscrições sagradas,
Os montes e areias do teu tesouro.
* Israel, 1969 - Jorge Luis Borges.

Alto relevo parte interna do arco de Tito, mostrando saques do Templo de Salomao pelas legioes de Tito na conquista de Jerusalem.
https://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwjLpIzF3IbUAhXDlJAKHd5HAmQQjRwIBw&url=http%3A%2F%2Faugustineofcanterbury.org%2Fgregory-and-the-english-slave-boys%2F&psig=AFQjCNFfncqxb0Jcq74iVWTpiM7bjX760A&ust=1495653181602280