sábado, agosto 29, 2015

MAIS UM EXEMPLO DA NOJENTA MANIPULAÇÃO PSEUDO-JORNALÍSTICA ANTI-SEMITA...

As imagens tornaram-se virais, percorrendo as redes sociais e os media do mundo inteiro...
Com tantos massacres diários a ocorrer em países árabes, como a Síria, o Iraque, o Afeganistão, a Líbia, etc., os media preocupam-se com uma simples escaramuça entre um soldado israelita e alguns palestinianos, com o único propósito de tentarem denegrir a imagem de Israel, sempre retratado por essa escória de jornaleiros - pois não são dignos do título de "jornalistas" - como o "cruel ocupante" e sempre retratado como o "mau da fita."
As imagens partilhadas pelo mundo fora mostram um protesto na aldeia árabe Nebi Salah, com uma moça e duas mulheres lutando com um soldado israelita que segura um rapazinho com o seu braço, impedindo-o de se mover.
Obviamente que a acção do soldado das FDI tinha como objectivo impedir que o rapaz candidato a terrorista se apoderasse de mais pedras para atirar aos soldados israelitas, como vinha fazendo e como infelizmente é tão habitual entre aquelas populações constantemente instigadas pelo ódio a Israel.
Mais uma vez a imbecil norma dos habituais "jornaleiros" propagandistas do ódio a Israel é forçar uma opinião baseada na mentira e na manipulação das imagens. Ao transmitirem a imagem do soldado a segurar firmemente a cabeça do rapaz para que ele não se mova, querem transmitir a idéia da "força desproporcional", da crueldade e outros epítetos do género.
Só que não mostram a mordidela que a moça árabe dá ao soldado e as agressões das 2 mulheres ao militar, tentando que ele desprenda o rapaz apanhado a atirar pedras aos israelitas...
O soldado acaba por abandonar o local, deixando o rapazinho nos braços das mulheres.
Os media ignoraram nos seus comentários o facto de aquele e outros rapazes terem sido encontrados a atirar pedras contra uma coluna das Forças de Defesa de Israel que patrulhava aquela zona.
Também ignoraram o facto de a tentativa de detenção do rapaz se ter dado exactamente pelas agressões que ele estava provocando no meio de uma violenta manifestação de palestinianos...
Dois outros "atiradores de pedras" foram detidos pelas forças israelitas. O soldado em causa ficou levemente ferido neste confronto com as mulheres palestinianas.

Shalom, Israel!

13 comentários:

olga disse...

Num mundo onde terroristas do ISIS e do Boko Haram, por exemplo, estão usando crianças como explosivos ou carrascos, talvez, seja hora dos soldados israelenses se prepararem melhor para situações como esta, pois atitudes como destas crianças e jovens palestinos é cultural, eu diria religiosa, está enraizado na educação deles, são preparados para odiar Israel!
Quando Israel salva árabes, muçulmanos, palestinos, etc, em seus hospitais ou através de ajuda humanitária, Ongs... a mídia internacional não está lá registrando, não faz parte da sua propaganda antissemita! Vivemos num mundo onde os valores estão invertidos, este mundo optou em crer na mentira... Colherão os frutos... Estes mesmos que defendem que o grande mal da humanidade é Israel ou os Estados Unidos, talvez, viverão para entender o que é ser governado pelos "amantes da paz" que têm abalado o mundo!
Acho muito interessante a história de Nabal na Bília... Há muitos homens tolos no mundo! Israel já fez tanto pela humanidade e, estes homens ainda estão se perguntando quem é Israel... Se não ensinarem seus filhos a respeitar esta nação, Deus ensinará!
Shalom Israel!
Olga

Benaiah Cabral Ben Avraham Leiehouah יהוה The Liger disse...

O lugar de atiradores de pedras é FORA DE ISRAEL

Fernando Moreira disse...

Vamos ver se entendi, um soldado sofreu apedrejamento por algumas crianças certo?
Soldados armados de fuzis certo?

Crianças armadas de pedras certo?

Correto até aqui?

OK, continuando, esses soldados faziam patrulha em uma área ocupada por palestinos e essa área estava sendo desocupada para o assentento de Judeus correto?

Então pedras e fuzis.

Fernando Moreira disse...

Sim, mais uma pergunta, você é israelense, Judeu?

Fernando Moreira disse...

No meu país Brasil, se eu mesmo presenciar um soldado, policial ou qualquer outro dito "Ser humano" se achando superior por causa de sua religião, não importa qual religião, dando um mata leão em uma criança apenas porque ela quer ter o seu espaço, me desculpe, se eu estiver armado, defenderei a criança.

Vou pegar o seu filho Judeu e aplicar um mata leão nele, será que você vai gostar?


Agora o mais interessante é ver Judeus no muro das lamentações em oração, armados, ora, se a sua fé é tão forte e se o seu Senhor Jesus Cristo é o maior de todos os homens assim como Jacó e Abraão são o elo entre vocês mortais e Deus, então porque vocês andam armados?

A mídia realmente é um nojo, fazem matérias apenas para vender, mas por favor, não venha me dizer que esse soldado israelense está apenas tentando imobilizar uma criança.








Fernando Moreira disse...

Ah sim, vale destacar que essa criança está com o braço quebrado!

olga disse...

Caro Fernando um soldado é um soldado e pronto, não importa onde esteja tem que ser respeitado. E é isto que os pais têm que ensinar para os seus filhos. Respeitar autoridade! Se o soldado fizer algo errado ele terá que responder para... autoridades... O que ocorre é que num campo de batalha (E, o Oriente Médio sempre é, assim como quase todas as cidades do mundo) estão recrutando crianças, meninos, mulheres grávidas, meninas, idosos para ser o quê? Armas de guerra! Não fique tão indignado com este soldado israelense... Esta cena a mídia registrou... Fique indignado com os "professores" destas crianças, pois muitos deles os usam como escudo em tempos de guerra para acusar Israel... A mídia cobre o efeito e não a causa...
Não tenha ilusão... Esta historinha de paz é fábula. Se os judeus estão orando no Muros das Lamentações é porque seus inimigos do passado já destruíram seus templos e os inimigos do presente dizem que Israel nunca existiu... A proposito Fernando quem está defendendo o direito de existir é Israel e se você der uma boa olhadinha no mapa é ele (Israel) quem representa Davi nesta luta contra os gigantes... Você sabe quem foi Golias... Pesquise! Falando em pesquisar há muito material sobre crianças sendo transformadas em assassinas, escravas, passando fome, tendo que fugir de guerras em campos de refugiados. As maiores vítimas são crianças cristãs... Cadê a toda poderosa mídia indignada? Nossa indignação se converte em oração e esperança, não temos a pretensão de ser superiores e obrigar ninguém a adorar nosso Deus...
Ah, ia me esquecendo o Deus de Israel é também conhecido com o Senhor dos Exércitos... Não se engane com aquilo que aprendeu sobre religião... Há um tipo de "paz" que é guerra e a verdadeira paz não vem deste mundo!
Shalom Israel!
Olga

olga disse...

Está correndo o mundo a morte do menino sírio Aylan. Morreu afogado no mar mediterrâneo juntamente com a mãe e outras vítimas. Vítimas não só do mar, mas da insanidade dos homens. Será que a imprensa, mídia "explorou" devidamente esta imagem? Qual é a religião desta família? Fogem de quem ou do quê? E, a ONU? Cadê a toda poderosa ONU? Estados Unidos? União Européia? O que o Irã, Rússia têm a ver com tudo isto? Talvez, muitos fiquem indignados quando eu pergunto sobre religião? Mas, ao contrário dos que os ateus, esquerdistas, comunistas, progressistas, estão pregando, é ela (a religião das pessoas) um dos estopins destes conflitos! Minorias religiosas estão sendo caçadas nos países islâmicos! Se este menino sírio fosse um palestino, por exemplo, a esta hora governos do mundo todo já estariam se reunindo em caráter de emergência para discutir o conflito israelo-palestina! E como eu disse no comentário anterior... Há imagens que a mídia conseguiu registrar que teoricamente abalaram este mundo hipócrita! Mas, imaginem, por exemplo, a imagem de crianças e meninas sendo estupradas na Nigéria em nome de Alá! É chocante pensar nisto? Se a imprensa internacional fosse realmente isenta de preconceito e ideologias, aquilo que não pode mostrar em imagens, poderia tentar fazer, no mínimo, que as pessoas refletissem! Geralmente quem cumpre este papel são sites cristãos, por exemplo! Até aqui no Brasil já há perseguição religiosa e, eles (os adeptos da liberdade plena) conseguem reverter a coisa de tal maneira que o "carrasco" transforma-se em vítima! E, tudo porque a propaganda é a arma do fascismo!
O mundo jaz no maligno!
MARANATA!
Shalom Israel!
Olga

olga disse...

A propaganda é a arma do fascismo/terrorismo!
Shalom Israel!
Olga

Benaiah Cabral Ben Avraham Leiehouah יהוה The Liger disse...

Gosto das explicações corretas e bondosas de Dona Olga.
Mas, toda que vez que vejo a humanidade de araque dos advogados da causa terrorista palestina, dou risada de ver a total ambiguidade e cinismo informacional (ou analfabetismo cerebral?)
Fuzil mata se disparado certo?
Soldadinho está sem atirar porque?
Pedra atirada mata certo?
Palestinos em qualquer idade atiram pedras pra matar certo?
Quando podem matam ou ferem mortalmente ceto?
Israel ja comprou, recomprou, trabalhou, mereceu e reconquistou (por ser covardemente atacado quando nem pedra usava ) cada milímetro desde Gaza até a Jordânia e desde o Cairo até Damasco, certo?
Então, por favor, apoiadores do terrorismo e fundamentalismo islâmico; sua atitude também é criminosa, certo?

Benaiah Cabral Ben Avraham Leiehouah יהוה The Liger disse...

(Ainda não viu o que pedras, pau e facas fazem? Aqui na Bahia faz muito. Inclusive de "crianças")

Benaiah Cabral Ben Avraham Leiehouah יהוה The Liger disse...

A condição israelense depende de formalidades legais. A israelita, ou judaica tem amplos critérios. Porém desejo ressaltar ao senhor, que pra maioria antissemita ou anti-sionista qualquer um identificado com necessidades várias ou parciais dos judeus é considerado e hostilizado como tal, tanto nas sociedades islâmicas como européias e ocidentais.

Benaiah Cabral Ben Avraham Leiehouah יהוה The Liger disse...

Ainda bem que ACM existiu na Bahia e meus préstimos ao neto dele, tenho visto o poder das crianças em outras situações. Com certeza, independente do motivo, não vai querer ser vítima delas, estejam com AK, PEDRA, ou estilete. A dita causa palestina é completamente criminosa em raiz e essência, bem usada por máfias islâmicas que não se importam com quantas crianças morram.