sábado, outubro 17, 2015

ISRAEL NAO PERMITIRA QUALQUER PRESENCA INTERNACIONAL NO MONTE DO TEMPLO

Durante a reuniao de emergencia ontem realizada pelos 15 paises membros do Conselho de Seguranca da ONU, Israel foi bem claro ao rejeitar a pretensao dos palestinianos para que houvesse uma forca internacional presente no Monte do Templo.
"Deixem-me tornar bem claro" - afirmou David Roet, embaixador de Israel na ONU - "Israel nao ira concordar com qualquer presenca internacional no Monte do Templo. Tal presencaseria uma mudanca no actual status quo."
Roet afirmou ainda que Israel respeita todas as religioes no local, ao mesm tempo que os palestinianos sao incapazes de reconhecer qaisquer direitos judaicos sobre os lugares sagrados da capital de Israel.

Shalom, Israel!

2 comentários:

olga disse...

Parabéns! Não deve aceitar mesmo, pois é isto que os palestinos, árabes, muçulmanos, ONU, etc., querem... Acho interessante quando estas pessoas falam em respeitar lugares sagrados e destroem túmulos, templos, imagens, etc. de outras religiões... Isto para não citar os massacres... Será que sagrado é apenas aquilo que os muçulmanos designam como tal? Que pavor têm da liberdade! A verdadeira fé, a verdadeira religião conduz a liberdade e não a escravidão! Um versículo que acho lindo é: "Para a liberdade foi que Cristo vos libertou..." (Gálatas 5:1)... Infelizmente, nem os que se dizem cristãos entendem isto! Ainda são escravos de imagens, dogmas e homens!
A impressão que tenho é que há pessoas em várias partes do mundo que precisam apenas de um sinal, uma palavra para começar a matar, destruir... Basta uma ordem de um líder fundamentalista, criminoso... Estas pessoas foram submetidas a uma espécie de lavagem cerebral em forma de versos religiosos... Se a religião me dá legitimidade para externar o que há de pior em mim estamos nos piores do mundo e, não há paraíso capaz de receber tais criaturas... Nem a terra aceitará!!!!

"Por isso, a criação aguarda ansiosamente a manifestação dos filhos de Deus.
Pois a criação foi sujeita à vaidade {não voluntariamente, mas por vontade daquele que a sujeitou}, todavia com a esperança de ser também ela libertada do cativeiro da corrupção, para participar da gloriosa liberdade dos filhos de Deus.
Pois sabemos que toda a criação geme e sofre como que dores de parto até o presente dia.”
Romanos 8:19-22
Shalom Israel!
Olga

Benaiah Cabral Ben Avraham Leiehouah יהוה The Liger disse...

Acorda Israel.
Status Quo e Negociação com sociedades terroristas é inútil