terça-feira, setembro 19, 2017

GUTERRES DEFENDE "SOLUÇÃO 2 ESTADOS" NA ABERTURA DA ASSEMBLEIA GERAL DA ONU

O secretário-geral das Nações Unidas António Guterres abriu a 72ª assembleia geral da ONU com uma proposta que está mais que provada ser inútil e desprovida de qualquer sentido de realidade. 
Falando esta manhã na tribuna do maior encontro mundial de líderes representando 193 nações membro das Nações Unidas, Guterres apelou a que se retomem os passos para uma "solução 2 estados" no conflito entre árabes e israelitas.

"Não devemos permitir que a estagnação de hoje no processo de paz leve a uma escalada amanhã" - afirmou ele no seu primeiro discurso como líder na ONU.
E acrescentou: "A solução dois estados permanece o único caminho, e deve ser prosseguido."

Quem não deveria prosseguir a falar inutilidades deveria ser ele próprio, que provou mais uma vez estar completamente manipulado e desfasado da realidade. Israel não pode jamais aceitar reconhecer um estado terrorista a paredes meias com o seu território, do qual é legalmente soberano. 
Guterres foi muito hábil na condenação do terrorismo, alegando até no seu discurso que "o terrorismo nunca pode ser justificado." Está certo. Se assim acredita, comece por apelar aos palestinianos que acabem com o terrorismo contra um estado de direito chamado Israel. Guterres deveria ter condenado o regime do Irão pelas suas constantes ameaças de reduzir Israel "a pó." Mas nem uma só palavra acerca disso.
Pelo que, sr. engº Guterres, as suas palavras não são mais do que um sopro no vento, tão inúteis como a sua postura nesta questão cuja resolução nunca será conseguida colocando os promotores do terrorismo ao mesmo nível daqueles que desejam simplesmente viver em paz com os seus vizinhos.

Shalom, Israel!

2 comentários:

Paulo W. Helmich disse...

Como ficaria, então, se o hipotético "Estado Palestino", dominado pelos terroristas do Hamas, lançasse seus rockets contra o povo de Israel? Respondo: Seria ato de guerra, com todas as suas imediatas consequências! Talvez o Doutor Guterres não tenha pensado nisso!

Shalom!

Felipe de Souza Xavier disse...

Tem uma passagem bíblica que diz que repartiram a cidade do Senhor. E Ele irá se endurecer por isso é trará juízo sobre as nações que realizar tal feito.
Então não se espante quando isso acontecer. Por que me parece que será breve. Como anseio por justiça. Mesmo esse povo sendo obstinado a pecar. E rebelde eu sinto amor por eles. E espero ver a plenitude dos israelitas se cumprir. O tempo está próximo mas não sabemos quando.
Maranataora vem o Senhor Jesus Cristo.