sexta-feira, março 30, 2018

HAMAS PROVOCA DIA DE GRANDE VIOLÊNCIA NA FRONTEIRA ENTRE A FAIXA DE GAZA E ISRAEL

Segundo fontes palestinianas, contam-se já 12 mortos e 1.100 feridos entre os rebeldes palestinianos que instigados pelo Hamas têm tentado atravessar a vedação que separa Gaza do território de Israel, alguns deles fazendo uso de armas de fogo. Pedras e foguetes têm sido atirados contra as forças de Israel que têm estado em forte prevenção neste dia de protesto organizado pelo Hamas e que reuniu cerca de 30.000 palestinianos junto à fronteira com Israel.
 
As forças israelitas têm feito uso de gás lacrimogéneo, balas de borracha e fogo real, em resposta às violentas provocações contra os soldados de Israel.
O movimento terrorista islâmico Hamas que governa a Faixa de Gaza tinha convocado a população palestiniana para aquilo a que denominaram de "Marcha de Retorno" - uma manifestação alegadamente "pacífica" - que degenerou em extrema violência por parte dos manifestantes que passaram horas a atirar bombas e pedras contra as tropas israelitas, tentando ainda rebentar com uma das vedações fronteiriças e queimando pneus.
Para que se entenda o tipo de "pacifismo" desta manifestação palestiniana, basta ouvir as palavras hoje pronunciadas pelo líder do Hamas, Ismail Haniyeh, numa manifestação na Cidade de Gaza: "É o início do retorno dos palestinianos a toda a Palestina."
As Forças de Defesa de Israel confirmaram que os palestinianos tentaram colocar explosivos junto às vedações fronteiriças para as fazerem rebentar. Segundo as mesmas fontes militares, os disparos israelitas visaram unicamente os "principais instigadores."
As autoridades israelitas desde há dias vinham avisando que não permitiriam que os protestantes palestinianos "violassem a soberania de Israel", ao atravessarem as suas fronteiras.
 
Esperemos que a situação regresse à relativa calma.
 
Shalom, Israel!
 

4 comentários:

Olga disse...

Israel está correto... Nenhum país permitiria isto... embora muitos sejam adeptos da anarquia ainda é preciso cuidar da soberania... Israel é um país independente e soberano, não precisa se desculpar por agir dentro da lei!
Nós sabemos que há governos premiando terroritas, mas, que Israel e seus lideres não venham nivelar as coisas por baixo! Que continuem poupando vidas até dos inimigos!

Portanto, esperai-me a mim, diz o Senhor, no dia em que eu me levantar para o despojo; porque o meu juízo é ajuntar as nações e congregar os reinos, para sobre eles derramar minha indignação e todo o ardor da minha ira; porque toda esta terra será consumida pelo fogo do meu zelo.
Porque, então, darei lábios puros aos povos, para que todos invoquem o nome do Senhor, para que o sirvam com um mesmo espírito.
Sofonias 3:8,9
Shalom Israel!
Olga

Olga disse...

Na verdade estes grupos e países estão se unindo para apagar a festa dos 70 anos de independência de Israel e a inauguração da embaixada americana em Jerusalém...
Bem, Israel deve se preparar para muitos conflitos e acusações por parte de organizações como a ONU e países como Irá, Russia... ta tudo orquestrado... como sempre!
Força Israel! Deus é contigo!
Shalom Israel!
Olga

Felipe de Souza Xavier disse...

Infelizmente não retornará á paz.
O homem jamais encontrará a verdadeira sem Jesus Cristo.
Por que o Filho de Deus é o Príncipe da Paz. Irmãos estejamos atentos e vigilantes para que não sejamos enganados com falsa a paz.
Quando ouvires falar de paz e segurança então virá uma repentina destruição.
O palco está sendo armado quando chegar o momento certo os atores do último capítulo entrarão em cena.
O personagem do anticristo sera manifesto ao mundo e muitos serão enganados pela sua astúcia se possível for até os santos.
Mas o principal personagem aquele que dEle por ELe para ELe todas as coisas foram feitas virá e com esplendor da sua glória e com a sua boca assoprarar e destruírar o anticristo.
E Ele será exaltado diante das nações e todos os povos irá se dobrar diante dEle e confessará que ELe é O Cristo O Senhor.

Olga disse...

Assistindo as últimas notícias na tv sobre a marcha realizada pelos palestinos e a repercusão internacional sobre o conflito na fronteira com Israel, a impressão que tenho é que definitivamente o mundo deixou que o engano prevaleça! Como é que um lider como Erdogan pode chamar Israel de "Estado Terrorista"? Se não fosse trágico seria comico! Vê o cisco no olho do outro e não vê a trave no seu próprio olho! Mas, se a imprensa internacional está tão preocupada com notícias fakes, por exemplo, que pra ela elegeram Trump, talvez, acredite no discurso do pacifista Erdogan!
Os dias são maus e como numa guerra a principal vítima é a verdade... é por isso que o Senhor nos orientou que devemos conhecer as Escrituras... Ela é a verdade, pois é Palavra de Deus... portanto, devemos olhar para Isrsel, orar por Jerusalém e desejar o verdadeiro Principe da Paz! Maranata!
Shalom Israel!
Olga