terça-feira, janeiro 20, 2009

BARACK OBAMA E A BÍBLIA DE ABRAHAM LINCOLN


Jurando esta manhã como presidente dos EUA com a sua mão esquerda sobre a preciosíssima Bíblia que pertencia a Abraham Lincoln, Barack Obama - o homem que trouxe uma nova esperança aos EUA e ao mundo - bem poderia seguir o bom exemplo de Lincoln que ele tanto admira no seu relacionamento com os judeus.

A relação de amizade com os judeus foi tão grande, que há quem afirme que Lincoln era judeu, não só pelos nomes judaicos dados aos seus ancestrais mas pelo facto da sua origem ser a cidade de Lincoln, onde habitavam muitos judeus. Tal identidade não está contudo suficientemente provada, mas uma coisa é certa: ele tinha uma grande apreciação pelo povo eleito.

Em 1863, Abraham Lincoln disse que "restaurar os Judeus à sua terra natal é um nobre sonho partilhado por muitos americanos" e que os EUA poderiam trabalhar para realizar esse alvo desde que a União prevalecesse.


Não sabemos como será a relação de Obama com Israel. No seu discurso de posse, ele fez questão de mostrar o seu respeito pelos muçulmanos: "Ao mundo muçulmano: procuraremos um novo caminho baseado no respeito e interesses mútuos."


Ao mesmo tempo, afirmou a sua certeza de que a América venceria o terrorismo e talvez aludindo a movimentos terroristas como o Hamas, ele afirmou no seu discurso que os povos serão julgados não por aquilo que conseguem destruir mas pelo que conseguem construir.


Há uma convicção geral entre os judeus de que Obama é um verdadeiro amigo de Israel. Talvez.


Quem dera que ele leia a Bíblia como o seu antecessor - Lincoln - fazia, e descobrir ali que a sorte de qualquer nação depende do seu apoio à nação que Deus escolheu como Sua. Para sempre.


Que o Deus de Abraão possa abençoar Barack Obama!


Shalom, Israel!


2 comentários:

ycoraci disse...

E abencoarei os q te abencoarei

Jose Bueno disse...

Hj, 2014 sabemos de quem Obama está do lado.