segunda-feira, janeiro 05, 2009

OS NÚMEROS FALAM BEM CLARO...


Israel iniciou a 27 de Dezembro passado a "Operação Chumbo Pesado", terminando assim um difícil e doloroso período de contenção.

Usando do seu legítimo direito à defesa - afinal foi o Hamas que começou a fustigar Israel - a nação hebraica encontra como sempre a habitual cegueira e manipulação noticiosa por parte daqueles que sempre ficam silenciosos quando Israel sofre a matança e os prejuízos originados pelo terrorismo islâmico mas que berram alto quando os "pobres coitados" dos palestinianos são punidos por aquilo que eles mesmo provocaram.

Nada como constatar os números para que cada um possa reflectir e pensar por si próprio:

Os números e factos seguintes foram confirmados pelas Forças Armadas de Israel e serviram de base para a presente acção punitiva de Israel:

- Mais de 9.400 rockets (foguetes explosivos) lançados de Gaza contra Israel desde 2003.

- Mais de 3.200 rockets lançados de Gaza contra Israel em 2008.

- Mais de 6.500 rockets lançados de Gaza contra Israel desde 2005, data em que Israel deixou definitivamente aquele território.

- Mais de 543 rockets lançados de Gaza contra Israel durante o cessar fogo, entre 19 de Junho e 19 de Dezembro de 2008.

- 28 mortos causados em Israel por rockets e morteiros disparados de Gaza para Israel desde 2001, incluindo israelitas, árabes e estrangeiros.

- Mais de 1.000 pessoas feridas em Israel pelos rockets e morteiros disparados desde Gaza contra Israel.

- 20.000 milicias e membros do Hamas que Israel tenta atingir na "Operação Chumbo Pesado".

- 750.000 civis israelitas sob o alcance dos rockets do Hamas.

- 15 segundos - o tempo máximo que os israelitas têm para se protegerem num abrigo à prova de bomba desde o toque das sirenes de alarme.

- 8 anos - o tempo em que Israel tem sido atacado pelos rockets e morteiros disparados de Gaza.

Os números falam bem claro... Cada um pense por si e veja as razões desta incursão...

Shalom, Israel!

2 comentários:

Anónimo disse...

Carissimos,

Israel fez muito bem em lançar a operação "Chumbo Pesado", pois quem aguenta mais de 6.500 foguetes lançados contra um país soberano, desde 2005, e também mais de 3.200 foguetes lançados em 2008. Israle tem mais é que se defender! E como dizia meu professor de Judô, infelizmente, já falecido, prof. Divino: "O ataque é a melhor defesa".
Recebam um abraço fraterno,


Ricardo (São Paulo-SP)

Nuely Lima disse...

Todos estes numeros, datas, periodos e etc nao justificam esta e nenhuma outra gerra que porventura possa vir.

Na realidade, se os homens tivessem apenas Deus no coracao nao fariam guerra por motivo nenhum.

Acho apenas que os numeros que aparecem neste texto nao justificam tantas mortes, tantos feridos e tanto sofrimento.