quinta-feira, fevereiro 04, 2016

PALESTINIANOS ABREM "EMBAIXADA" NO BRASIL

A meio de um intenso conflito diplomático entre o governo esquerdista brasileiro e o governo de Jerusalém que tem originado um "vazio diplomático" entre os dois países, e cuja origem tem a ver com a recusa do governo de Dilma em aceitar um embaixador israelita com características sionistas, o Brasil permitiu-se receber na sua capital aquilo a que os palestinianos e o governo brasileiro designam como "embaixada".
O edifício que aloja esta "embaixada" fantoche - pois não existe nenhum verdadeiro estado palestiniano que possibilite a abertura de embaixadas - foi ontem mesmo inaugurado em Brasília com a presença do representante da Autoridade Palestiniana no Brasil, Ibrahim Alzeben, vários representantes esquerdistas do governo brasileiro, representantes de países árabes e membros da comunidade árabe local.
Uma semana antes, Alzeben assistiu à cerimónia comemorativa do Dia da Memória das Vítimas do Holocausto organizado pela comunidade judaica na capital brasileira, tendo na altura afirmado: "Não podia faltar. É muito importante lembrar esta data."
Duvido muito sinceramente das intenções deste palestiniano...

UM RISCO PARA A SEGURANÇA NACIONAL
A proximidade desta nova "embaixada" - a primeira no hemisfério ocidental - aos principais edifícios públicos do governo brasileiro, incluindo o palácio do Planalto, o edifício do Congresso, o Tribunal Supremo e vários ministérios tem sido amplamente criticada, tendo em vista factores de segurança.
"Os diplomatas (palestinianos) e seus veículos não podem ser investigados. A embaixada é agora uma área da soberania do Hamas" - desabafou uma fonte militar anónima numa entrevista à revista Veja publicada no ano passado. "O sítio é estratégico. Os terroristas podem ter acesso a toda a estrutura governamental em menos de meia hora."
Construída num enorme terreno doado pelo anterior governo de Lula da Silva, a embaixada ocupa um espaço considerado grande em comparação com o de outras missões diplomáticas. Tendo no seu topo um domo dourado, o edifício faz imediatamente lembrar o Domo da Rocha, no Monte do Templo, em Jerusalém. 
O presidente da Autoridade Palestiniana Mahmoud Abbas lançou a primeira pedra do edifício em 2011.
O Brasil reconheceu o "estado da Palestina" em 2010.
Desde Dezembro que não há embaixador de Israel no Brasil, uma vez que o embaixador nomeado por Benjamin Netanyahu, Dani Dayan, não recebeu a aprovação de Dilma Rousseff sob a alegada acusação de ter sido líder de aldeamentos na Samaria, algo que a esquerdalha classifica como "colonatos" em "territórios ocupados."
Lamento bastante esta abertura do actual governo do Brasil a uma política que só favorece os promotores do terrorismo islâmico, à custa da verdadeira diplomacia com um país que só tem a beneficiar o Brasil. Ao contrário dos palestinianos, que só têm a exportar...o terrorismo.

Shalom, Israel!

10 comentários:

Luciano de Paula Lourenço disse...

Tem razão o ex-porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Yigal Palmor: "Brasil, um gigante econômico e cultural, continua a ser um anão diplomático".

Junior Melo disse...

Bom dia. A paz de Jesus sejam com todos.

Quando FAraó, mantinha escravos o povo hebreu , e o coração do monarca endurecia e arrogante mantinha em cativeiro o povo de Deus, sem abrir mão da liberdade,Deus em sua soberania,para fazer saber que Ele é Deus , Todo poderoso, o Senhor de Israel,mandou pragas e pestes sobre a nação egípcia.Alguém que teme a Deus, sabe que , aqueles que amaldiçoam Israel, serão amaldiçoados. Já perceberam que Deus não muda, e o Senhor ainda corrige a nação que se desvia destes propósitos e planos?O que assola o Brasil , com a peste do "zica virus",corrupção generalizada , é fruto da desobediência a Lei de Deus de uma nação majoritariamente idólatra e perversa.


Deus tenha misericórdia de seus filhos.

Shalom!!!

Nilson Campelo disse...

Lembro-me que o Brasil ia bem,mas logo e o Brasil convocou o embaixador de Israel para esclarecimentos o país nuncamiais foi o mesmo.

silvania fernandes disse...

Fico triste por ver nossos lideres do governo tomando essa postura, deixo bem claro Querida nós Cristãos brasileiro, nãoapoiamos em nada, dona Dilma e Deus aliados. Pela esta trazendo maldição ai meu pais.

silvania fernandes disse...

Fico triste com essas noticias, Deixo bem claro que eles não Tem em nada nosso apoio, nós Cristãos estamos sempre afavor de Israel, eu ano muito Israel.

silvania fernandes disse...

Fico triste com essas noticias, Deixo bem claro que eles não Tem em nada nosso apoio, nós Cristãos estamos sempre afavor de Israel, eu ano muito Israel.

Amelia Santos disse...

Há muito anti-semitismo no Brasil,como em todo mundo,eu vejo pelo os comentários de alguns brasileiros o odio que eles sentem ao ponto de desejar a morte a Israel,nas noticias de Israel....mas Deus está atento a tudo e nada lhe escapa...vejamos a Suecia na Alemanha,na Austria etc, o que se passa com os (ditos refugiados)..A mumia da Dilma irá provar do seu próprio veneno...trocar Israel por um bando de terroristas,que vão implantar a sua própria vontade...o mundo está infestado desses animais de duas patas,e nada é por acaso...tudo isto está escrito..."Ele [Ismael, o pai dos árabes] será homem feroz, e a sua mão será contra todos, e a mão de todos contra ele; e habitará diante da face de todos os seus irmãos." [Gênesis 16:12]...Shalom Israel <3

Antonio Neto disse...

Somos na maioria admiradores de Israel,podem ter certeza q a minoría apoia esse ato do governo corrupto q se instalou em nosso país...

Antonio Neto disse...

NÓS NA MAIORIA DOS BRASILEIROS AMAMOS ISRAEL,SOMOS CONTRA AS ATITUDES DESSE GOVERNO CORRUPTO Q SE INSTALOU NO NOSSO PAÍS,MAS TAMBÉM SABEMOS Q AQUELES Q É CONTRA ISRAEL SAO AMALDIÇOADOS POR ISSO NOSSO BRASIL ESTA SE TORNANDO UM CAOS...

Josanias Tavares disse...

com essa embaixada da palestina], serar mais gasto da uniao, a palestina vive de favor e
aqui no Brasil nao vai ser diferente,eu quero saber qual vai ser o intercambio entre os dois paises, e o que a palestina tem para o Brasil, e o que ela pode exportar para o Brasil,em troca, agora para o Brasil, seria melhor se Israel liberar a navegacao pelo mar
ou entao entrar pela Jordania.