sexta-feira, fevereiro 05, 2016

POR QUE É QUE OS CRISTÃOS DEVEM APOIAR ISRAEL?

Por que será que centenas de milhões de cristãos pelo mundo fora estão ao lado de Israel? 
Não existe só uma resposta. A verdade é que os laços que unem os cristãos a Israel são tão multifacetados quanto fortes.

Teologicamente, o Sionismo Cristão é a crença de que na Aliança Abraâmica, Deus confiou a terra de Canaã ao povo judeu como possessão eterna, tendo em vista a redenção mundial. O regresso do povo judeu à sua antiga terra representa portanto o cumprimento da promessa de Deus a Abraão, e, como tal, exige o apoio cristão.
Os cristãos que conhecem a sua Bíblia também assinalarão que o texto do Salmo 122:6 ordena que oremos pela paz e bem estar de Jerusalém, e o de Isaías 62:6-7 diz para sermos vigias nas muralhas de Jerusalém. Em Romanos 9 - 11, o apóstolo Paulo é claro em que a Igreja deve honrar o povo judeu pelas suas contribuições teológicas para os fundamentos do cristianismo.

Historicamente, o movimento evangélico cristão baseado na Bíblia tem pregado a partir das Escrituras que que o retorno do povo judeu à sua terra ancestral traria uma enorme bênção ao mundo. Os actuais apoiantes cristãos de Israel seguem os passos de grandes líderes cristãos do passado, tais como John e Charles Wesley, Robert Murray MacCheynne, Charles Spurgeon, e muitos outros pregadores puritanos.

Moralmente, após séculos de anti-semitismo cristão, muitos cristãos esforçam-se por desenvolver uma nova relação com o povo judeu baseada no respeito mútuo. Eles condenam a demonização do povo judeu e a deslegitimização do estado judaico como sendo nada mais do que modernas expressões de anti-semitismo e, pelo contrário, vêem Israel como campeão dos valores cristãos da liberdade, democracia e direitos humanos.

Reconhecidamente, os cristãos devem também apoiar Israel em gratidão pela protecção dos seus irmãos e irmãs cristãos que vivem no estado judaico. Enquanto que minorias religiosas enfrentam intensa perseguição em todo o Médio Oriente, Israel provê o único abrigo seguro para os cristãos, e é consequentemente o único país na região onde a comunidade cristã está crescendo.

Pessoalmente, para milhões de cristãos, a Bíblia tem-se tornado viva nas suas visitas transformadoras a Israel, as quais aprofundam um amor duradoiro pelo estado judaico.

Por Susan Michael, directora da ECIJ nos EUA. 

Shalom, Israel!

1 comentário:

Unknown disse...

Viva Israel. Deus Seja louvado.