terça-feira, março 19, 2019

HUNGRIA ABRE "PRIMEIRA MISSÃO DIPLOMÁTICA EUROPEIA EM DÉCADAS" NA CAPITAL DE ISRAEL, JERUSALÉM

O ministro húngaro para as Relações Exteriores, Peter Szijjarto inaugurou hoje oficialmente uma câmara de comércio em Jerusalém, um gesto aplaudido pelo primeiro-ministro israelita Netanyahu como "a primeira missão diplomática europeia aberta em Jerusalém em muitas décadas."
Falando durante a inauguração desta câmara de comércio húngaro em Jerusalém, Netanyahu informou que serão destacados três diplomatas húngaros para fins comerciais, algo considerado por ele como importante "para o comércio, para a diplomacia e para o movimento que a Hungria está actualmente a liderar para mudar a atitude da Europa para com Jerusalém."
Aquilo que diferencia esta presença húngara de outras representações europeias em Jerusalém, como é o caso da República Checa e da Eslováquia, é que esta representação húngara tem um "estatuto diplomático."
"Teremos uma presença oficial em Jerusalém" - afirmou o primeiro-ministro húngaro Viktor Orban, acrescentando: "Esperamos assim que seja um bom passo para a frente para melhorar ainda mais a relação entre os povos israelita e húngaro."
Netanyahu afirmou por sua vez que a relação entre os dois países "nunca foi tão forte."
O primeiro-ministro israelita agradeceu ainda ao primeiro-ministro húngaro o seu combate contra as "falsidades e insinuações" contra Israel nos fóruns internacionais, e também pelo seu "posicionamento contra o anti-semitismo, de forma robusta, importante e consistente."
O ministro Szijjarto afirmou na reunião de abertura de hoje que o seu país quer "uma cooperação muito próxima, melhor e mais dinâmica" entre Israel e a União Europeia.

Shalom, Israel!