quarta-feira, dezembro 30, 2009

IMIGRAÇÃO PARA ISRAEL AUMENTOU 17% EM 2009

Cerca de 16.200 judeus fizeram "aliyah" (retorno) para Israel durante este ano de 2009, um aumento de 17%, comparado com os 13.860 no ano passado. A maioria dos imigrantes vieram da Rússia, mas chegaram também alguns do Líbano, Hong Kong e Madagáscar.
As estatísticas indicam que durante esta década que agora termina cerca de 221.000 judeus retornaram à sua terra.
Apesar das restrições governamentais, espera-se que 250 imigrantes cheguem da Etiópia já em Janeiro. Cerca de 8.700 judeus etíopes "falashas" continuam em campos de transferência em Addis Abeba e Gundar, esperando-se que num próximo futuro possam vir para a Terra de Israel.
Houve também um aumento de 17% no número de pessoas vindas de países de língua inglesa, num total de 5.300 pessoas, incluindo os Estados Unidos, a Grã-Bretanha e a África do Sul.
Houve também um pequeno aumento no número de imigrantes vindos da Europa Ocidental e da América Latina.
Cerca de 60% dos imigrantes têm menos de 35 anos.
"O aumento da imigração no 20º aniversário do início da imigração da ex-União Soviética é simbólico. Estamos também testemunhando um crescimento imprecedente no número de israelitas que estão voltando para casa." - informou a ministra para a Absorção de Imigrantes, Sofa Landver.
A Bíblia relata que nos últimos dias o Senhor traria o Seu povo desde o Norte e desde o Sul para a Terra de Israel. Estamos assistindo a esse fenómeno único nestes últimos 2 mil anos! Estamos realmente nos últimos dias, e Israel é o relógio de Deus!
Shalom, Israel!

2 comentários:

Levy disse...

Bom 2010 para si Normando. E continuação de excelente blogue.

Abraço

Zafenate Panéia disse...

Eu não sou Judeu de sangue, mas amo e defendo incondicionalmente esse povo, como se fosse o meu próprio sangue.
Se eu tivesse condições, eu também iria morar em Israel; pelo menos conhecer esse belo país, creio que um dia Deus vai me dar essa graça.