sexta-feira, dezembro 19, 2014

"A IGREJA PRECISA DE ISRAEL" - AFIRMAM LÍDERES MESSIÂNICOS





Num dos últimos programas de TV do meu querido irmão e amigo Jacob Damkani, tanto ele como o irmão e amigo Joseph Shulam, compartilham algumas ideias importantes acerca da relação incontornável entre a Igreja e Israel.
Dos cerca de 28 minutos de programa, gostaria de salientar as seguintes afirmações: 
Segundo Shulam, líder de uma vibrante congregação messiânica em Jerusalém, "Israel não está a ser reformado, está sim sendo restaurado."
"O processo iniciou-se há 105 anos atrás com os nossos pioneiros, através de cuja força e coragem, e com a ajuda de Deus, esta Terra tem-se tornado numa das nações mais avançadas do mundo."

JACOB DAMKANI, LÍDER DA ORGANIZAÇÃO
EVANGELÍSTICA "TROMBETA DE SALVAÇÃO",
LEVANDO O EVANGELHO ÀS RUAS DE ISRAEL
O destemido evangelista de rua Jacob Damkani, que já nos visitou em Portugal por 2 vezes e que nos faz sempre recordar o grande apóstolo Saulo/Paulo, completou este pensamento com a afirmação: "E eis-nos aqui fazendo o mesmo trabalho dos pioneiros, no nível espiritual. Eles estabeleceram o fundamento para a restauração física de Israel, e eis agora os pioneiros no Corpo (do Messias)."

Surgiu então a difícil questão de como retornar com o Evangelho ao seu contexto judaico original:
"O povo judeu está redescobrindo o nosso relacionamento com Yeshua (Jesus)...(depois de) um passado sangrento com o mundo cristão" - explicou Shulam, continuando: "Não se pode restaurar algo sem antes limpar o lixo, tanto no lado judeu como no cristão."
Damkani acrescentou que "Recebemos as coisas do mundo cristão numa certa forma, e precisamos realmente de despir Jesus do Seu cabelo loiro e dos olhos azuis...e redescobri-l'O novamente, para que assim o nosso povo se possa relacionar com Ele."

JOSEPH SHULAM
Shulam enfatizou que este processo não era benéfico só para os judeus, mas também para os cristãos:
"Os cristãos pelo mundo fora estão a começar a reconhecer que não precisam de importar toda a divisão, tradição e instituições criadas pelo homem no Ocidente, mas que podem ir directamente à Palavra de Deus, e tudo isto através de uma ligação com o Yeshua histórico e com o povo histórico de Deus, o povo judeu, e a Terra de Israel."
Shulam insistiu ainda que cristãos que se estão conectando com este fundamento bíblico "são uma chave para a restauração..." E acrescentou enfaticamente: "Não podemos ter uma Igreja bíblica sem que os judeus façam parte dela."

Damkani interrogou-se sobre o que seria necessário fazer para ensinar ao mundo cristão global que ele "não pode viver sem Israel, nem Israel pode viver sem a Igreja."
Ao que Shulam respondeu com a história do famoso rabino que se converteu a Yeshua e que explicou a base da relação de fé entre Israel e a Igreja, como sendo um puzzle gigante:
"O povo judeu tem 70% das peças do puzzle, mas a Igreja tem as peças centrais" - ensinou o rabino, concluindo em forma de explicação: "Nunca poderemos concluir o puzzle sem a Igreja, e a Igreja nunca pode terminá-lo sem Israel."

Shalom, Israel!

2 comentários:

Cesar Augusto Cabral Arevalo Iehouah disse...

Brilhante, magnífico, maravilhoso! Abençoadissimo seja!

Anónimo disse...

Incrível revelação.Israel ouvir´mais uma vez sobre o seu Messias!!!

Fabiana Leite