sexta-feira, dezembro 23, 2016

ISRAEL ACUSA OBAMA DE "VERGONHOSA MEDIDA ANTI-ISRAEL" NA ONU

Israel acusou hoje o presidente norte-americano Hussein Obama de ser conivente com os palestinianos, nas costas de Israel, pela "vergonhosa medida contra Israel na ONU", após ter sido informado que a Casa Branca não teve intenção de vetar uma resolução do Conselho de Segurança condenando a construção de assentamentos na chamada "Margem Ocidental" - Judeia e Samaria - e em Jerusalém oriental.
"O presidente Obama e o secretário Kerry estão por trás desta vergonhosa medida contra Israel na ONU" - afirmou um representante do governo de Israel, acrescentando: "A administração dos EUA cozinhou secretamente com os palestinianos uma resolução extrema anti-Israel nas costas de Israel que arrastaria uma onda de terrorismo e de boicotes, fazendo do Muro Ocidental território palestiniano ocupado." O líder israelita classificou esta medida como "um abandono de Israel que rompe décadas de políticas norte-americanas de protecção a Israel na ONU."

DECISÃO ADIADA
O Egipto, que foi "testa de ferro" para os proponentes palestinianos, decidiu ontem adiar a votação sobre os "colonatos judaicos" no Conselho de Segurança da ONU, provocando a mais que esperada fúria palestiniana, ainda mais porque o Egipto nem informou previamente os palestinianos desta decisão. Crê-se que Israel terá exercido enorme pressão sobre o Egipto, levando a que este adiasse a decisão horas antes da realização da reunião do Conselho de Segurança. 

Segundo se sabe de fontes confirmadas, o primeiro-ministro Netanyhau terá apelado ao presidente eleito Donald Trump e sua equipa para tentar influenciar o veto norte-americano. Sabe-se que essa é a posição de Trump sobre a matéria, pelo que a haver uma reunião já com Trump na presidência dos EUA, Israel poderá contar com o tão necessário veto norte-americano.

TRUMP INFLUENCIOU A DECISÃO EGÍPCIA
Fontes oficias egípcias confirmaram hoje que o presidente egípcio recebeu um telefonema de Trump através do qual ambos concordaram conceder à próxima administração norte-americana uma chance para tentar resolver o conflito entre israelitas e palestinianos. O telefonema foi feito horas depois de o Egipto ter adiado indefinidamente a reunião decisória.

Shalom, Israel!

4 comentários:

Bruno disse...

Ultima cartada de Obama kkkkkkkkkkkkk

OLGA disse...

O presidente Obama, no meu entendimento, é um infiltrado, na verdade é um personagem "construído" para uma função... Eu até espero que ele realmente saia agora em janeiro, mas não há perigo maior que um lobo na pele de cordeiro, ele pode continuar sua farsa de convencimento. O grande público adora ser enganado!
Que Israel prepara-se para encontrar com o Senhor, seu Deus! Que o Senhor dos Exércitos proteja Israel! Jesus está voltando! Maranata! Amém!
Shalom Israel!
Olga

OLGA disse...

Todos nós que tememos a Deus sabemos quem Obama serve e quem representa!
Que todos os que literalmente representam Hamã nos nossos dias sejam presas de suas próprias armadilhas!
Eu creio que a palavra de Deus diz muito quando nos alerta: "Maldito o homem que confia no homem" Jeremias 17:5
Shalom Israel!
Olga

Cicero Targino Targino disse...

Vcs cuidado ysrael e o protegido do eterno e a naçao santa o povo escolido os quardadores da tora nao se metao com eles e o verdadeiro povo do etrno ?