sábado, agosto 16, 2008

O MILAGRE DE ISRAEL



Pode , acaso, nascer uma terra num só dia? Ou nasce uma nação de uma só vez? – Isaías 66:8

Quando no 1º congresso sionista realizado em Basileia, Suíça, em 1897, Theodor Herzl visionou o regresso do povo judeu à sua terra após quase 2 mil anos de exílio, mal sabia que bastariam 50 anos para que tal sonho se tornasse realidade. Afinal, ele não era um homem qualquer: possuidor de uma invulgar compreensão profética e uma profunda fé em Deus, este profeta do século 19 viu aquilo que outros não viam e que alguns ainda hoje teimam em não querer reconhecer: é que ultrapassando toda a imaginação e expectativa humanas, o estado de Israel nasceu realmente “num só dia!”

Só o Deus da Bíblia, o Deus de Israel, poderia fazer tais profecias e também fazê-las cumprir. E esta é uma prova inequívoca para o mundo inteiro da Sua provada fidelidade. Talvez a maior de todas! Após 2 mil anos de exílio, após um cruel Holocausto, quando toda a esperança se tinha desvanecido, este Deus que trouxe de volta o Seu povo à terra Prometida é o mesmo que afirma: “Acaso haveria coisa demasiadamente maravilhosa para Mim?” (Jeremias 32:27).

Apesar de 6 guerras e de 2 intifadas palestinianas e das constantes ameaças visando a sua aniquilação total, Israel está celebrando o seu 60º aniversário! Os habitantes de Israel vieram de mais de 140 nações. Desde a fundação do moderno estado em 14 de Maio de 1948, a população judaica já se multiplicou mais de 10 vezes. Diariamente chegam a Israel judeus oriundos das regiões mais remotas para fazer aliyah (retorno a Israel), estabelecendo-se na terra dos seus antepassados, tal como o profeta Ezequiel revelou em 36:24 e 37:21.

O empreendorismo e diligência deste povo especial tem transformado o deserto em terra frutífera, um claro cumprimento da Palavra profética (Ezequiel 36:35). Há mais de 2.500 anos o profeta Isaías já falara de dias vindouros em que “Jacó lançaria raízes, floresceria e brotaria Israel, e encheria de frutos o mundo” (Isaías 27:6). Podemos hoje encontrar nos nossos supermercados toda a espécie de frutos e flores produzidos em Israel.

Assistimos ao fim destes 60 anos a um admirável florescer na economia – que alguns designam de fenomenal, tendo este ano a moeda israelita, o novo shekel passado a fazer parte do cabaz das moedas de referência mundiais - levando a que grandes companhias internacionais, como é o caso entre muitas da Intel e da Microsoft invistam cada vez em Israel.

Israel lidera hoje na tecnologia e na ciência. Todos conhecem o avanço nas técnicas de irrigação agrícola – o famoso sistema “gota a gota” – as prósperas sucessivas culturas agrícolas em pleno deserto, a ciência médica com constantes inovações, o avanço na biologia, na nanotecnologia, etc. Não é por acaso que uma elevada percentagem de prémios Nobel nestas áreas sejam portadores de nomes judeus!

Não é necessário muito mais para reconhecer que tanto a nação como o povo de Israel são o resultado dos contínuos milagres de Deus.

ISRAEL É ÚNICO

Na Sua soberania, Deus escolheu os judeus como “povo da aliança” para através dele revelar os Seus propósitos de abençoar a humanidade. Foi por esta razão que lhes concedeu um país claramente definido (Números 34) ao qual chamou a “Sua Terra”. E é nesta terra Eretz Israel que encontramos Jerusalém, a cidade do rei David, onde o Messias foi crucificado, ressuscitou e para onde virá brevemente para reinar, estabelecendo o Seu Reino para sempre. Não admira pois que a própria existência de Israel seja tão violentamente rejeitada.

Segundo a visão do profeta Zacarias, a “mãe de todas as batalhas” será pela posse de Jerusalém, a Cidade Santa, e muito em particular pelo controle do Monte do Templo – actualmente ocupado pelos símolos do Islão – pois ali mesmo o Senhor estabelecerá o Seu trono de Justiça, fazendo daquele o lugar central de toda a adoração universal.

Jerusalém será assim o ponto crucial da grande batalha que atraiará todas as nações contra Israel, mas que “trará” o próprio Senhor Jesus a pelejar contra elas e vencê-las por completo. Por amor do Seu povo eleito. (Cf. Zacarias 14:2-3)

O FUTURO DE ISRAEL

Uma vez mais assistimos a ameaças diárias à existência de Israel. Nos dias do Holocausto nazi dizia-se que os judeus precisavam de ser aniquilados e que eram parasitas nas nações porque não tinham terra nem estado. Hoje alega-se que os judeus têm de ser erradicados porque têm um estado e uma terra que não deveriam ter. Mas o Deus de Israel declara: “Plantá-los-ei firmemente nesta terra, de todo o Meu coração e de toda a Minha alma” – Jeremais 32:41. O profeta Amós adianta ainda que eles “…não serão mais arrancados da sua terra que lhes dei, diz o Senhor” (9:15).

Israel tem não apenas um passado impresionante, mas um radiante e próspero futuro – é Deus Quem o afirma!


Shalom, Israel!

3 comentários:

Ap. Queila Guimarães disse...

Shalom!! Sou amante de Sião, e neste ano chorei por não ter conseguido ate no dia de hoje, pisar neste ano em Sião. Quero muito ir a chanucá, mas preciso de um milagre financeiro. Gostaria muito de postar esta mensagem em meu bolg, preciso de sua aprovação e morientação de como posso fazer este envio ao meu blog. Peço que me siga será aum prazer ter suas postagens em meu blog. Deus abençoe sua vida. No amor de Yeshua.Pra.Queila

Anónimo disse...

Que o CRIADOR tenha pena de nós

Garrett disse...

Deus abencoe sempre voces trazendo noticias de Israel p/ nos !