sábado, maio 16, 2015

FILME HÚNGARO SOBRE O HOLOCAUSTO CAUSA ARREPIOS NO FESTIVAL DE CANNES

Director Laszlo Nemes, actor Geza Rohrig and screenwriter Clara Royer arrive for the screening Son of Saul during the 68th annual Cannes Film Festival (Photo: EPA)

Entre os filmes que concorrem para os prémios do Festival do Cinema de Cannes, a produção húngara "Filho de Saul" está a provocar autênticos arrepios com as imagens intensas da vida dos judeus na Hungria.
O filme do realizador húngaro Laszio Nemes provocou fortes emoções em Cannes, com a representação histórica dos trabalhadores judeus "sonderkommando", forçados a realizar alguns dos trabalhos mais sujos às ordens dos nazis.
Este filme "Filho de Saul" tem cenas tão intensas que se tornam quase proibitivas, de tão chocantes que são, representando os "trabalhadores escravos judeus" que eram utilizados pelos nazis para convencer os novos "inquilinos" judeus do campo de concentração de Auschwitz a se despirem de todas as suas roupas e a entrarem nas câmaras de gás sob a alegação falsa de que deveriam apressar-se antes que a sopa arrefecesse...
Depois que os inocentes judeus morriam com a intoxicação provocada pelo gás sarin dentro das câmaras de gás, o trabalho dos "sonderkommando" era retirar os corpos para os fornos crematórios e limpar todos os restos e lixo "humano" que ficava agarrado às paredes daqueles verdadeiros infernos.
O filme exibe os trabalhadores judeus enchendo os fornos com corpos humanos e lenha, e atirando depois as respectivas cinzas para o leito do rio próximo do campo de morte.

"Filho de Saul" - um filme que certamente abalará muitas consciências adormecidas ou entorpecidas pelo esquecimento...
Um filme que não vou querer perder...ainda que saiba que não vai ser fácil presenciar imagens que, não sendo verdadeiras, representam mesmo assim o sofrimento inimaginável de milhões de seres humanos executados cruel e friamente pela simples condição de serem judeus...

Shalom, Israel! 

2 comentários:

Benaiah Cabral Ben Avraham Leiehouah יהוה The Liger disse...

Abençoada produção. Precisamos retirar os negacionistas do holocausto de toda esfera da vida social.

Anónimo disse...

Gostaria de assistir.

Fabiana Leite