segunda-feira, novembro 23, 2015

2 MESES E 22 VÍTIMAS DEPOIS, O TERRORISMO PALESTINIANO CONTINUA EM ISRAEL

VÍTIMAS DO TERRORISMO PALESTINIANO
Desde que começou o Ano Novo judaico, em Setembro passado, a onda de violência criminosa palestiniana contra cidadãos israelitas não tem parado. 
Jerusalém, Tel Aviv, Berseba, Judeia, Samaria, etc., têm sido os locais do assassinato a sangue frio de pessoas, desde os 18 aos 78 anos. Os terroristas palestinianos não olham a idade, género, nada, nada mesmo. Querem apenas matar, matar, matar...judeus.
Ontem á tarde, foi a vez da jovem israelita Hadar Buchris, de 21 anos, natural de Safed, assassinada a sangue frio por palestinianos criminosos no cruzamento de Gush Etzion.
Esta sequência de crimes por esfaqueamento, tiros com armas automáticas e atropelamentos tem recebido o quase silêncio da comunidade internacional, ao contrário do que aconteceu recentemente com os atentados em Paris. Dá a perceber que o sangue judeu tem menos valor que o sangue europeu...
192 pessoas têm sido tratadas em hospitais israelitas devido aos ferimentos recebidos com os ataques dos palestinianos. 82 pessoas têm recebido acompanhamento psicológico.

Shalom, Israel!