sábado, março 11, 2017

7 COISAS QUE OS CRISTÃOS PRECISAM DE SABER SOBRE A FESTA JUDAICA DO PURIM

"A FESTA DE ESTER", PELO PINTOR HOLANDÊS
JAN LIEVENS (c. 1625)
Começou há pouco em Israel a alegre celebração da Festa do Purim, a lembrança da salvação física dos judeus da Pérsia, há cerca de 2.500 anos atrás, pela intervenção da raínha judia Ester e seu tio Mordecai junto ao rei persa Assuero.
Não sendo uma das 7 festas bíblicas ordenadas pelo Senhor Deus ao Seu povo, é no entanto uma importante celebração e memória de um dos mais dramáticos e marcantes momentos da História do povo judeu.
O actual e crescente anti-semitismo dia a dia registado pelo mundo fora torna esta celebração sempre actual, numa recordação e afirmação de fé do povo judeu num Deus que prometeu proteger e livrar o Seu povo de todos os "Hamãs" que ao longo dos tempos têm surgido com o plano macabro de extirpar o povo judeu da face da terra. Só que, nessa odiosa pretensão, esbarram sempre com os planos do Deus Protector de Israel, encontrando sempre uma "forca" preparada para eles. Assim foi com Hamã, assim foi com Herodes, Nero, Torquemada, Hitler, Estaline, Saddam Hussein, Muhamar Kaddafi, etc.

QUAL O SIGNIFICADO DO PURIM PARA OS CRISTÃOS?

1 - O Purim baseia-se na narrativa bíblica do Livro de Ester. É o relato da preparação do genocídio do povo judeu exilado na Pérsia pelas mãos do odioso Hamã, um importante oficial da corte do rei Assuero (Xerxes I) e da sobrenatural salvação física trazida por Deus através da raínha Ester. 

2 - Purim significa literalmente "sortes". Na antiga língua persa, a palavra "purim" significa: sortes. O feriado recebeu o seu nome do facto de Hamã ter lançado sortes para determinar quando haveria de executar o seu esquema diabólico.

3 - O Purim é um dia de celebração. É um dos dias mais divertidos para todo o povo judeu, uma espécie de Carnaval em que muitos vêm para as ruas disfarçados, trocam-se presentes, ajuda-se os pobres e compartilha-se uma refeição comum. Tudo isso tem a ver com a exultação ocorrida entre o povo judeu pela libertação trazida pelo decreto do rei Assuero - "Como os dias em que os judeus tiveram repouso dos seus inimigos, e o mês que se lhes mudou de tristeza em alegria, e de luto em dia de festa, para que os fizessem dias de banquetes e de alegria, e de mandarem presentes uns aos outros, e dádivas aos pobres" - Livro de Ester 9:22.

4 - O povo judeu jejua no dia anterior ao Purim. Os judeus jejuam nas 24 horas anteriores ao Purim, em comemoração ao decreto emanado da raínha Ester para que o povo jejuasse no dia anterior ao pedido que ela iria fazer ao rei Xerxes para poupar os judeus. 
O Livro de Ester é lido na noite anterior ao Purim e também no próprio dia da celebração. 

5 - A celebração do Purim envolve comida. Vários tipos de pastéis e doces típicos são provados neste dia, sendo também tradição enviar um presente de dois tipos de comida a pelo menos uma pessoa.


6 - O Purim lembra-nos da libertação divina do povo judeu. Hamã odiava os judeus apenas por serem judeus. Mas o relato de Ester lembra-nos a nós judeus e cristãos que Deus tem a Sua mão sobre o povo judeu. A bravura da raínha Ester e a sua disponibilidade para defender o seu povo lembra-nos de que não devemos ficar silenciosos na presença do mal, devendo antes confrontá-lo e eliminá-lo. Somos também ainda lembrados de que enquanto os opressores vêm e vão, a promessa de Deus e a Sua aliança com o Seu povo, Israel, é perpétua. Os judeus do império persa acabaram por ser todos salvos, lembrando-nos de que Deus nunca abandona o Seu povo.

TÚMULO DE ESTER E MORDECAI, NA CIDADE
DE HAMADÃO, ACTUAL IRÃO.
7 - O Purim fornece-nos uma importante lição para os dias de hoje. O velho problema do anti-semitismo existe no mundo actual. O povo judeu é odiado por certos grupos apenas pelo facto de ser judeu. Para além disso, a nação judaica está rodeada por inimigos que almejam a sua aniquilação. 

Mas Deus protege Israel. E, quer sejamos cristãos ou judeus, podemos seguir o exemplo de Ester, não ficando silenciosos quando confrontados com o mal e defendendo Israel num "tempo como este."
"Porque, se de todo te calares neste tempo, socorro e livramento de outra parte sairá para os judeus, mas tu e a casa de teu pai perecereis; e quem sabe se para tal tempo como este chegaste a este reino?" - Livro de Ester 4:14.

Shalom, Israel!

5 comentários:

olga disse...

Eu admiro Israel por isto! Tem raiz! As festas determinadas por Deus e os eventos que fizeram parte da história desta nação estão sempre presentes... O passado é uma lição para que a benção permaneça e a maldição não os alcance... O espirito de Hamã está sempre espreitando para lançar armadilhas contra o povo de Deus! Mas, Deus é Aquele que transforma "Pur" em Purim... Maldição em benção!
Eu estava assistindo um vídeo do pastor Luciano Subirá... (https://www.youtube.com/watch?v=eOvaECa3bqk): "O Agir Invisível de Deus" e uma das coisas que ele diz é que o diabo quer que a gente coloque em dúvida o caráter de Deus, o amor de Deus... Ás vezes, acontece certas coisas na nossa vida que faz a gente pensar que estas coisas não teriam acontecido se Deus realmente nos amasse...
Bem, o próprio fato da rainha Esther estar onde estava já foi um livramento... "Um agir invisível de Deus"...
Deus está sempre agindo em nosso favor, mas precisamos vigiar e reconhecer sua voz, pois a facilidade que temos hoje para obter informação e conhecimento pode servir para nos confundir... Precisamos reconhecer a voz do bom Pastor...

As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem;
João 10:27

Victor Nunes disse...

Muito bom...

olga disse...

No mundo atual guerra e rumores de guerra... Abbas e a Liga árabe se unindo para que o presidente Trump não mude a embaixada para Jerusalém... Eu acho que se conseguirem matar o presidente americano os Estados Unidos cairá como nação dando lugar a Chima... O grande aliado que ainda protege Israel na terra é os Estados Unidos... Mas, o cenário pode mudar e China, Russia e Irã podem se levantar contra o "velho mundo", para estabelecer uma nova ordem mundial... O Hamã escolhido já está neste mundo se preparando para enganar homens e nações...
Eu acredito que o versículo de Sofonias está bem próximo do cumprimento...
Portanto esperai-me, diz o Senhor, no dia em que eu me levantar para o despojo; porque o meu decreto é ajuntar as nações e congregar os reinos, para sobre eles derramar a minha indignação, e todo o ardor da minha ira; porque toda esta terra será consumida pelo fogo do meu zelo.
Sofonias 3:8
Shalom Israel!
Olga

De Sousa disse...

Ontem, hoje, e amanhã sempre haverá uma fortaleza de Susa onde o povo de Elohim vai resistir e sair em Vitória ...a cidade capital Susa, deu o nome á porta que está por baixo da porta dourada virada para o monte das oliveiras, que foi por onde entrou em Jerusalém o REI DA GLÓRIA.

De Sousa disse...

"A porta do vale de cedron que está defronte do monte das oliveiras"
A porta de Susã [Shushan] em direção à cidade-capital Persa, foi -lhe dado esse nome em honra à Fortaleza de Susã onde os judeus obtiveram vitória. A porta de Susã [Shushan] foi fechada porque ELOHIM de Israel entrou por ela, exactamente um pouco antes de doar a sua vida voluntariamente na cruz do calvário. O cumprimento das últimas profecias estão diante dos nossos olhos, o que está escrito em Lucas 21:27-28 começaram a acontecer, é tempo de olhar para cima [literalmente] e levantar as nossas cabeças porque a nossa redenção está próxima:
-Levantai o portas as vossas cabeças. Levantai-vos, o entradas eternas. E entrará O REI [YAHUSHUAH] DA GLÓRIA.
Nos propositos divinos não existem coincidências, eu sou Ben Shushan [De Sousa] de filiação paternais mãe e pai, nasci em Sefarade [PORTUGAL] e testemunho que o Rei está voltando.