sexta-feira, junho 23, 2017

300 MIL PALESTINIANOS "INVADEM" O MONTE DO TEMPLO PARA AS ÚLTIMAS REZAS DO RAMADÃO

Ontem à noite mais de 300.000 palestinianos subiram ao Monte do Templo, em Jerusalém, para o ritual da "Laylat al-Qadr" (Noite do Poder), a última noite do longo período do jejum do Ramadão, com a duração de um mês).
Devido ao assassinato de uma jovem polícia israelita há poucos dias atrás, as autoridades israelitas suspenderam as permissões de entrada em Jerusalém a palestinianos com idades compreendidas entre os 12 e os 40 anos oriundos da Judeia e da Samaria.
Para este último dia do Ramadão, as autoridades de Israel estão permitindo a entrada a homens com mais de 40 anos, a mulheres de todas as idades e a crianças menores de 12 anos.

O primeiro-ministro Netanyahu anunciou entretanto que Israel irá aumentar as medidas de segurança na entrada do Portão de Damasco que dá acesso á Cidade velha. O ministro da Segurança Pública Gilad Erdan informou terem havido 32 ataques nesse local nestes últimos 2 anos e meio. Os planos incluem a introdução de torres de controle, câmaras de vigilância e supervisão permanente através de drones.

Shalom, Israel!

3 comentários:

olga disse...

Nossa... 300 mil... O judeus precisam começar a se apropriar daquilo que lhes pertence por direito... A esquerda e as criaturas deste mundo estão ligados ao comando... Aqui no Brasil, por exemplo, a imprensa tem certa dificuldade para noticiar a "Marcha pra Jesus", às vezes, até subestimando o número de participantes.. Agora quando se trata da Marcha Gay... Começa a fazer o chamado, no mínimo, um mês antes, adoram clamar aos quatros ventos os milhões de participantes que, com certeza, (segundo ela), são alegres, positivos, politicamente corretos, preocupados com o meio ambiente, defesa dos animais, das crianças, idosos, etc... Enfim, assim caminha a humanidade...
Há videos na internet dizendo que há milhões de muçulmanos chegando ao Brasil... Eu particularmente não sou contra nenhum povo... E, acho que devemos sim, ser solidários aqueles que sofrem em guerras como da Síria e Iraque... Mas, sou contra uma forma fascista de fazer política para que o povo acredite que estes governos estão pensando no bem da humanidade... Exemplos como os citados acima, até a questão dos refugiados, são apenas manobras de guerra para destruir a humanidade e, não o contrário!
https://www.youtube.com/watch?v=9k1cBsiIYXk
Shalom Israel!
Olga

voz que clama no deserto disse...

Vendo a foto do monte Moriá, lembrei-me desta passagem:
Apo 11:2: "mas deixa de parte o átrio exterior do santuário e não o meças, porque foi ele dado aos gentios; estes, por quarenta e dois meses, calcarão aos pés a cidade santa."
Maranata!

Wemerson Carlos disse...

3 anos e 6 meses