segunda-feira, dezembro 04, 2017

57 NAÇÕES ISLÂMICAS CONVOCAM CIMEIRA DE EMERGÊNCIA PREVENDO O RECONHECIMENTO DE JERUSALÉM COMO CAPITAL DE ISRAEL POR DONALD TRUMP

Jerusalém torna-se cada vez mais uma "pedra pesada". Já assim foi profetizado há 2.500 anos.
O polémico anúncio de que Trump irá nesta próxima Quarta-Feira confirmar o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel está a gerar enormes ondas de contestação e até de ameaças de uma nova Intifada.
A "Organização da Cooperação Islâmica" acabou de convocar as 57 nações muçulmanas que fazem parte da organização para uma cimeira, caso o presidente norte-americano acabe por anunciar o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel.
Nesta próxima Quarta-Feira o presidente norte-americano tem diante de si este dilema, e, apesar de o ter anunciado na sua campanha eleitoral, a oposição interna e externa a tal decisão cresce de minuto a minuto, prevendo-se um aumento da violência em Israel caso o reconhecimento se confirme.
Os 57 países membros da organização muçulmana irão esta noite reunir-se de emergência em Jeddah, na Arábia Saudita: "Se os Estados Unidos derem o passo de reconhecerem Jerusalém como a assim-chamada capital de Israel, recomendamos unanimemente a convocação de uma reunião ao nível de conselho de ministros dos Negócios Estrangeiros, seguida de uma cimeira islâmica o mais rapidamente possível."
A "OCI" alertaram também que o reconhecimento de Jerusalém ou o estabelecimento de qualquer missão diplomática na cidade em disputa será visto como "um claro ataque contra as nações árabes e islâmicas."

ABBAS APELA À MOBILIZAÇÃO GERAL
O movimento Fatah associado ao líder palestiniano Mahmoud Abbas apelou entretanto a uma mobilização geral dos palestinianos no caso de Trump reconhecer Jerusalém como capital de Israel.
O governo turco alertou entretanto o presidente norte-americano para não dar o anunciado passo, prevendo que a acontecer, tal decisão iria gerar "um desastre."

Passo a passo, o anunciado está tomando o lugar no plano profético...

Shalom, Israel!

12 comentários:

Ruben MANUEL PEREIRA Fontoura e Celeste Maria Morais Gonçalves Fontoura. disse...

Vejamos até onde vai a enorme coragem de Donald Trump. Depois de tantos adiamentos e falsas promessas, por parte de outros Presidentes, será Donald Trump o destemido que afirmará em voz alta aquilo que toda a gente sabe que é, mas que tem pavor em dizer? De governantes bem falantes, mas refinados cobardes e hipócritas está este mundo cheio.
Receio que seja mais do mesmo. Mas se o actual Presidente atirar a carta para cima da mesa, obviamente terá a nação árabe e o mundo muçulmano contra si. Mas receberá a bênção do Maior Aliado que alguém pode ter: o DEUS de Israel.
Deus seja com Donald Trump.
Paz para Jerusalém.

Olga disse...

Israel tem este nome grandioso por um motivo grandiso!
Que Israel esteja sempre preparado para a luta... seja com homens... seja com anjos... a esta altura da história da humanidade... anjos caidos...

jose alves cabral Junior disse...

A para Jerusalém, que sejam abençoados e prósperos todos aqueles que oram por Jesrusalem, a cidade do grande Rei. Que os que querem a Paz sejam abençoados ao entrarem e ao saírem, prosperam os filhos de Israel, e haja dupla vergonha para os inimigos de Israel, que suas mãos sejam forças e seus corações se derrotam como cera, que sejam corados de vergonha seus rostos, e sejam uma vergonha ao entrarem e ao saírem. Paz para Jerusalém! Paz para Israel.

Alex Sene disse...

Tomara que ele tenha essa coragem, mas infelizmente como são Tomé, só acredito vendo... rs

Simey Costa Lima disse...

Verdade, Ruben Manuel Pereira, estamos nesta mesma expectativa. Com Deus como aliado, não tem como Trump temer o homem. Deus é por Israel.
Paz a Jerusalém.

Olga disse...

O destino de Israel não depende de homens porque se assim fosse Israel nem existiria... muitos dizem: DEUS NÃO EXISTE! Mas não é "estranho" que sua Palavra está se cumprindo em todos os sentidos?
Estão tão preocupados com Jerusalém, não é? Será po quê? Deus sabe!

Trabalho em Casa disse...

Sem ou com Trump vai se cumprir a vontade do D'us altíssimo!!

Trabalho em Casa disse...

Sem ou com Trump vai se cumprir a vontade do D'us altíssimo!!

Filinho do Pai celeste disse...

Nosso Supremo Deus, acima de todos, é o invencível Comandante dos exércitos celestiais e incontestável General dos exércitos de seu povo na terra.

J.Chaves disse...

Estamos a viver momentos proféticos, Jerusalém é um cálice de tontear para os vizinhos, inimigos de Israel. Com ou sem Trump, a Palavra de D-us terá seu cumprimento integral. Shalom Israel!

Gelson Lara disse...

Na alma divina que Trumph recebeu do PAi da Eternidade está impresso o desejo de Senhor a estabelecer a cidade Santa em seu lugar de origem e nada impedirá o Senhor de cumprir a sua vontade. Apesar de sitiada, atacada e destruída Deus sempre levanta a Cidade Amada e agora a levantará para ela ser adornada para receber o seu Rei, que em breve virá governar com equidade e justiça. Shalom Jerusalém!

Niny disse...

Maranata, ora vem Senhor Jesus