sábado, setembro 12, 2015

AS FESTAS BÍBLICAS DE ISRAEL REVELAM O PLANO REDENTOR DE DEUS


Inicia-se amanhã um ciclo de festas em Israel. A Festa das Trombetas, o Rosh Hashanah, o Ano Novo judaico, que se celebra amanhã, é a primeira de um conjunto de 3 celebrações para esta época do ano. Logo virá o Dia da Expiação - o Yom Kippur - e a Festa das Cabanas - Sucote - mais conhecida como Festa dos Tabernáculos.
Estas são 3 das 7 Festas que o Senhor estabeleceu para Israel, daí a sua importância espiritual para os judeus e para os gentios enxertados na oliveira espiritual, que é Israel.

Ao longo das épocas, Deus sempre desejou que o Seu povo eleito Israel fosse uma bênção para o mundo, da mesma forma como Deus abençoaria também o Seu povo - Génesis 12:2-3.
Deus também escolheu Israel como portador da salvação ao mundo - João 4:22 - desejando dessa forma que Israel fosse o instrumento através do qual Ele traria a redenção ao mundo.

Esse plano redentor está bem tipificado nas Festas que Ele ordenou para o Seu povo.
Estas festas bíblicas são chamadas de "convocações" - Levítico 23:4 - indicando que se trata do programa de Deus para o Seu povo. Em última aplicação, podemos ver que cada uma das festas aponta para o supremo Redentor, Yeshua, o Messias Jesus!

O MESSIAS JESUS É O CUMPRIMENTO DAS FESTAS DO SENHOR PARA ISRAEL
O Messias Jesus é assim o cumprimento de cada uma das Festas do Senhor. Ele é o propósito final da sua existência. "Tudo isso (Festas, Dia de Sábado...) tem sido sombra das coisas que haviam de vir; porém o corpo (lit.: "substância") é do Messias." - Colossenses 2:17.
 Tal como toda a Escritura é inspirada e proveitosa, estas "sombras" são relevantes para os seguidores do Messias, pois nunca deixam de apontar para Ele!

AS 7 FESTAS E SEU SIGNIFICADO ESPIRITUAL PARA NÓS, JUDEUS E CRISTÃOS
O capítulo 23 de Levítico esboça cada uma das 7 Festas e seu cumprimento. Elas dividem-se em 3 grandes grupos:

1 - Festa da Páscoa, Festa dos Pães Asmos e Festa das Primícias.
Estas festas são celebradas na Primavera. Todas elas ilustram a redenção realizada e conseguida na primeira vinda do Messias Jesus, quando Ele se tornou no "Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo" - João 1:19 - e quando, através da Sua ressurreição, Ele Se tornou nas "primícias dos que dormem" - 1 Coríntios 15:20.

2 - Festa das Semanas (Pentecoste)
Esta Festa, realizada 50 dias após a Páscoa, fala-nos do estabelecimento do Corpo do Messias Jesus, quando o Espírito Santo de Deus foi derramado sobre os discípulos de Jesus no exacto dia da celebração desta festa, a Festa das Semanas - Actos 2:1.

3 - Festa das Trombetas, Dia da Expiação e Festa dos Tabernáculos
Estas 3 últimas festas realizam-se no Outono, no sétimo mês do actual calendário judaico. Tal como o número 7 simboliza na revelação bíblica a idéia de "plenitude", as festas do Outono apontam para um tempo de plenitude, algo que se completa, revelando assim um quadro profético do programa redentor de Deus a completar-se muito em breve.
A Festa das Trombetas que amanhã se celebra em Israel e por todo o mundo judaico é chamada de "Rosh HaShanah", ou seja: Novo Ano judaico. Quando o povo judeu regressou do seu exílio na Babilónia, adoptaram para si próprios o Novo Ano do calendário civil babilónico.
Segundo a tradição judaica, o sopro do "shofar" neste dia relembra o toque das trombetas durante a conquista da cidade de Jericó e os cornos do carneiro que Abraão usou para o sacrifício no Monte Moriá.
As Escrituras falam-nos de um tempo em que Israel será reunido na sua Terra através do toque de "uma grande trombeta" - Isaías 27:13 - e, na Nova Aliança, o apóstolo Paulo explica este mistério numa altura em que todos os crentes serão reunidos ao Messias - 1 Coríntios 15:51, 52; 1 Tessalonicenses 4:16-18. E porque nenhum de nós sabe o exacto tempo deste "soprar da trombeta", a Festa das Trombetas deve motivar-nos à preparação e ao serviço.
A Festa da Expiação - "Yom Kippur" - que se segue após 10 dias da Festa das Trombetas é, segundo a tradição judaica o dia estabelecido para que cada judeu "acerte as suas contas com Deus." Este era biblicamente o dia em que Israel se deveria reconciliar com Deus como nação serva do Senhor - Levítico 16, 23:26-32. 
Profeticamente, esta Festa aponta para o tempo em que Israel como nação será reunida ao Messias Jesus.
No final do tempo da Grande Tribulação, Israel como nação olhará para o Messias "Eu, a Quem trespassaram", e "chorarão por Ele como aquele que chora pelo primogénito" - Zacarias 12:10. Nesse Dia Israel receberá a "remoção do pecado e da impureza" - Zacarias 13:1 - será enxertada de novo na sua própria oliveira natural, e então "todo o Israel será salvo"! - Romanos 11:23-26.
O Dia da Expiação recorda-nos que este reajuntamento nacional de Israel está-se aproximando, motivando-nos assim a partilharmos as Boas Novas do Messias "primeiramente ao judeu e também ao gentio" - Romanos 1:16.

Finalmente, vem a Festa dos Tabernáculos - ou Festa das Cabanas. Este festival da colheita de Outono é chamado de "cabanas", porque Deus mandou que Israel vivesse todos estes dias de Festa em cabanas, de forma a lembrarem o tempo passado no deserto e como só o Senhor é a nossa protecção e segurança. Esta Festa é também chamada de "Festa da recolha" - Êxodo 23:16.
Esta Festa é hoje celebrada como o festival do fim da colheita, acompanhada de grande alegria na provisão de Deus para o Seu povo. Zacarias profetizou que as nações serão um dia "recolhidas" ao Messias. Um dia, todas as nações sobreviventes que atacaram Israel irão honrar o Rei dos reis, o Messias de Israel, ao celebrarem a Festa dos Tabernáculos todos os anos em Jerusalém - Zacarias 14:16-18.

Vemos este sétimo mês apontando para o tempo em que Deus irá completar o Seu plano redentor, reunindo o Corpo do Messias (Festa das Trombetas), ajuntando a nação de Israel (Dia da Expiação), e juntando para Si todas as nações (Festa dos Tabernáculos).

Preparemo-nos, amigos! Em breve soará a "última trombeta" para reunir o Seu povo!
Ao anteciparmos a Sua gloriosa vinda, aproveitemos cada oportunidade para partilhar o Seu grande amor e plano de redenção como todos os judeus e gentios que ainda não O conheçam!

Nota: a pedido, e mediante uma pequena contribuição via "paypal" no nosso blog, podemos enviar o estudo completo e muito mais profundo sobre as "Sete Festas do Senhor para Israel".
Basta enviar a sua contribuição pelo paypal e confirmar-nos por email, dando-nos também indicação do email para onde quer que enviemos o estudo.
Só enviaremos o estudo após recebermos uma pequena contribuição da sua parte. "Digno é o obreiro do seu salário."
O nosso email: normando.fontoura@gmail.com

Shalom!

Sem comentários: