sábado, setembro 05, 2015

PALESTINIANO PROTEGEU 5 JUDEUS DE UM PROVÁVEL LINCHAMENTO EM HEBRON

Cinco jovens turistas norte-americanos, estudantes numa "yeshiva" - escola de judaísmo - de Nova Iorque, em visita a Israel, estiveram prestes a perder a vida às mãos dos enfurecidos palestinianos que os confundiram com "colonos" israelitas, na cidade de Hebron.
Tentando chegar à cave dos patriarcas - a bíblica cave de Macpela - onde se encontram os sepulcros dos patriarcas bíblicos, os 5 jovens entraram por engano no bairro palestiniano de Jabel Johar, sendo logo atacados por dezenas de palestinianos que foram arremessando pedras contra eles, provocando ferimentos em dois dos jovens turistas norte-americanos.
Os 5 jovens conseguiram escapar do veículo que utilizavam e encontrar abrigo e protecção na casa de um palestiniano que os escondeu até à chegada das forças de segurança.
Foi de facto o próprio palestiniano anfitrião destes jovens a telefonar para a administração civil israelita que reuniu as forças necessárias para o resgate dos jovens.
Enquanto os jovens se encontravam escondidos na casa do protector palestiniano, um cocktail molotov foi disparado contra o carro que eles usaram até momentos antes, provocando um incêndio no mesmo.
Um grande número de elementos das FDI chegaram daí a pouco ao local, conseguindo a libertação segura dos cinco jovens.
Vários confrontos entre as forças de Israel e os palestinianos tiveram depois lugar no local, levando ao uso de gás lacrimogéneo e provocando leves ferimentos em alguns dos provocadores palestinianos.

Bem haja este nobre palestiniano por esta sua acção de salvação e protecção destes 5 jovens judeus, cujo único "crime" foi terem-se perdido no caminho, e terem-se tornado assim alvos fáceis e desarmados para a hedionda crueldade dos inimigos de Israel...

Shalom, Israel!

2 comentários:

olga disse...

Creio que este palestino está correndo risco de vida. Que o Senhor o proteja! Ele e sua casa!
Fica o exemplo para outros turistas... É sempre bom ter guias e informação!
Aqui no Brasil, por exemplo, se a pessoa errar o caminho e, cair em determinadas favelas é morto sem dó nem piedade. Sejam brasileiros, sejam turistas estrangeiros. Ás vezes, é necessário a permissão de traficantes para entrar em certas áreas, mas, o governo insiste em chamar policiais de "policia pacificadora" como se fosse possível dialogar com traficantes e terroristas! Bem, como sabemos nossa presidente pensa que sim! Lá como cá precisamos da ajuda de Deus! Ele é nosso verdadeiro escudo!
Shalom Israel!
Olga

Benaiah Cabral Ben Avraham Leiehouah יהוה The Liger disse...

Abençoado e recompensado seja este palestiniano. De resto, todos que são ameaças humanas têm que ser evadidos de Israel. Gaza e Cisjordânia também não é lugar de gente assim.