sexta-feira, setembro 18, 2015

CENTENAS DE POLÍCIAS PATRULHAM A CIDADE VELHA DE JERUSALÉM

Prevendo-se distúrbios provocados pelos arruaceiros palestinianos na Capital Jerusalém, centenas de polícias estão esta manhã destacados para Jerusalém oriental e à volta da Cidade velha.
Vários confrontos no Monte do Templo ontem à noite levam Israel a acreditar que após as orações dos muçulmanos esta manhã no Monte do Templo possam haver novos distúrbios, mesmo apesar de indivíduos muçulmanos abaixo dos 40 anos terem sido impedidos de subir ao Monte para rezar em função de informações recebidas de que estavam sendo preparados distúrbios no recinto.
Nas regiões da Judeia e da Samaria as Forças de Defesa de Israel estão também em alerta máximo tendo em vista o apelo feito pelo grupo terrorista Hamas para que hoje seja um "dia de raiva", em resposta aos confrontos durante 3 dias entre a polícia israelita e os palestinianos no Monte do Templo.

CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU NA SUA HABITUAL HIPOCRISIA...CONDENA ISRAEL...
Nada que nos admire. O habitualmente anti-semita órgão das Nações Unidas, sempre disponível para condenar Israel mesmo quando as evidências apontem no sentido contrário, veio mais uma vez expressar a sua "grave preocupação" com as tensões, apelando à contenção. Até aí, tudo bem...
Só que o conselho acrescentou depois que os muçulmanos no local "devem ter permissão para cultuar em paz, livres de violência, ameaças e provocações."
Então, mas não são os arruaceiros palestinianos muçulmanos a iniciar as provocações e a violência?
Acrescentou ainda que "os visitantes devem andar sem medo da violência ou de intimidações."
Só não disseram que "visitantes" são esses...

NETANYAHU ESCLARECE BAN KI-MOON
Durante um telefonema ontem à noite para o secretário geral da ONU, Netanyahu informou que Israel apenas estava agindo contra a violência no Monte do Templo e que, contrariamente às mentiras do líder palestiniano Mahmoud Abbas, Israel não tenciona mudar o status quo em vigor no Monte do Templo. Abbas, nas sua nojenta verborreia verbal, acusou os judeus de andarem a "conspurcar" o Monte com os seus "pés porcos", e alegou que Israel tencionava dividir o Monte entre judeus e árabes. Esta estúpida invenção de Abbas levou até a que o rei da Jordânia ameaçasse cortar as relações diplomáticas com Israel...

Shalom, Israel!


3 comentários:

Junior Melo disse...

EStá escrito que Jerusalém seria um ´cálice de tontear" para as nações.Sem se aperceberam,as nações islamicas ,a mídia cega e a falsa religião com seus papas, estão cumprindo a profecia de Zacarias e outros profetas.Mas Jesus dará a vitória no combate final!!

olga disse...

Enquanto isto em Meca...
Meu Deus será que o mundo não percebe que a intenção destes muçulmanos é dominar o mundo todo? Atrapalhar as festas, feriados judaicos? Quem está perturbando a paz deles? Resposta: O outro! Para a maioria dos muçulmanos o outro é sempre um inimigo, um alvo... Na minha modestíssima opinião não é Israel o invasor...
Com relação a ONU é quase uma seita, bem semelhante as que estão espalhadas mundo afora disfarçadas de ongs, partidos, etc... Aprovando todo tipo de aberração... A vida de um cão vale mais do que de uma criança...
Esta história de 3 dias de ira, guerra santa e coisas do gênero é quase um mantra, um ritual... Que tal 3 dias de paz, de amor? Como é mesmo o slogan que este pessoal da mídia adora tanto? Faça amor e não faça guerra! A grama do vizinho sempre é mais verde, não é?
Em um determinado momento Jesus diz aos discípulos: Basta!
O Basta de Deus está próximo!
Shalom Israel!
Olga

Benaiah Cabral Ben Avraham Leiehouah יהוה The Liger disse...

Dividir é errado: O Monte do Templo não é lugar de mesquita alguma.