quinta-feira, setembro 17, 2015

"ISRAEL TEM SIDO DEMASIADO "MISERICORDIOSO" COM OS ARRUACEIROS PALESTINIANOS"

O presidente do município da Cidade santa de Jerusalém - a capital eterna e indivisível de Israel - declarou "guerra" aos jovens palestinianos que atiram pedras e bombas na capital. Nas suas declarações prestadas ontem, Nir Barkat afirmou que a polícia israelita deveria poder utilizar munições reais, se é que quer mesmo contra-atacar os constantes ataques contra a polícia e os cidadãos israelitas em geral.
Nas suas declarações feitas ontem ao telefone, o prefeito da Cidade insistiu que este tipo de violência é "inaceitável em qualquer outra parte do mundo" e que Israel tem sido "demasiado misericordioso."
O governo de Israel, através do seu primeiro-ministro Netanyahu já decidiu entretanto tomar medidas mais duras contra os jovens terroristas palestinianos que constantemente atiram pedras e bombas contra os visitantes do Monte do Templo, refugiando-se depois dentro da mesquita al-Aqsa, tentando dessa forma impedir que as forças policiais de Israel possam contra-atacar.
Esperemos que Israel use de muito mais força contra esses bandidos cujo único objectivo é voltar o mundo inteiro contra os alegadamente "opressores" israelitas.

Shalom, Israel!

3 comentários:

Oliveira da Figueira disse...

Há muito que o digo: a misericórdia de Israel é lida:

a) pelo Mundo: como culpa por alguma coisa.

b) pelos colonos árabes: como fraqueza e oportunidade para mais terrorismo.

Oliveira

Benaiah Cabral Ben Avraham Leiehouah יהוה The Liger disse...

Conclui-se que tal tipo de ,misericórdia" é um tiro no pé

Josanias Tavares disse...

O PREFEITO DE JERUSALEM ESTAR , DE COIBIR ABUSO DESSES JOVENS, QUE E JOVEM AMANHA E UM TERRORISTINHA,MATANDO, ATE TURISTA QUE NAO TEM NADA A VER, COM AS ENCRENCAS DELES.