segunda-feira, julho 17, 2017

ESCAVAÇÕES ARQUEOLÓGICAS EM CURSO NA BÍBLICA SILÓ PODERÃO REVELAR LUGAR DO ANTIGO TABERNÁCULO

As actuais escavações na antiga bíblica Siló puseram à luz do dia dez jarras antigas que levam os arqueólogos a supôr que poderão estar perto de descobrir o lugar exacto onde foi erigido o primeiro Tabernáculo judaico, antes da construção do Primeiro Templo de Jerusalém pelo rei Salomão.
Com a Bíblia numa mão e uma pá na outra, uma equipa de evangélicos norte-americanos está a levar a cabo uma intensa pesquisa arqueológica que visa provar que a Bíblia é um livro de História credível. Algumas das técnicas usadas por esta equipa são inovadoras e ainda não utilizadas em Israel. 

Estas jarras, das quais apenas algumas se encontram quebradas, datam da época em que os israelitas entraram pela primeira vez na Terra Prometida. As jarras foram desenterradas a cerca de meio metro de profundidade numa grande sala que está a ser objecto de escavações arqueológicas.
A Bíblia situa o primeiro Tabernáculo em Siló, Samaria, na época do sumo sacerdote Eli e do profeta Samuel.
Estas jarras agora descobertas indicam que, em tempos antigos, a localidade foi abruptamente abandonada, com os seus residentes sem tempo suficiente para recolherem todos os seus pertences. No meio das jarras foi também descoberto um cálice conhecido como "kobaat", um tipo de cálice outrora utilizado para rituais. A descoberta do "kobaat" está ligada à pedra de altar ali escavada há alguns anos atrás, podendo indicar que os pesquisadores estão-se aproximando do lugar exacto onde assentou o Tabernáculo.
O TOQUE DO SHOFAR ANUNCIA O FIM DE
MAIS UM DIA DE INTENSO TRABALHO
A oficial coordenadora da arqueologia da administração civil, Hanini Hizami, afirmou: "Este é um achado que nos entusiasma. A destruição da localidade poderia ter sido causada pela invasão dos filisteus e pelo fogo que incinerou a cidade."

Shalom, Israel!

2 comentários:

barbosa sousa disse...

A unesco vai nega tudo

De Sousa disse...

As duas testemunhas [profetas] do Apocalipse na praça da grande cidade [assembleia geral da ONU] descrebelizarão completamente as nações inimigas de Yahushuah aí represetadas. [O moderno Estado de Israel incluído]