terça-feira, novembro 11, 2014

ISRAEL REFORÇA SEGURANÇA APÓS ASSASSINATO DE 2 CIDADÃOS JUDEUS POR TERRORISTAS PALESTINIANOS

VÍTIMAS DO ÓDIO PALESTINIANO
A população israelita viveu ontem algumas das horas mais dolorosas dos seus últimos meses. Dois assassinatos cometidos por terroristas palestinianos ceifaram a vida a dois jovens na flor da idade, em lugares diferentes e com uma distância de cerca de 4 horas.
Após terem descoberto o "sucesso" da nova forma de terrorismo, através do lançamento de carros em alta velocidade contra transeuntes israelitas, a escumalha palestiniana descobriu agora uma forma ainda mais "eficaz": o puro e simples esfaqueio de pessoas inocentes, indiscriminadamente escolhidas como alvos de toda a maldade e crueldade coabitantes nas mentes de muitos desses bandidos travestidos de "vítimas da ocupação israelita."
Nestes últimos 6 meses onze israelitas foram assassinados por terroristas palestinianos em actos isolados em diversas partes do país.

REFORÇADA A PRESENÇA DAS FORÇAS DE SEGURANÇA
Forças especiais "Golani" foram destacadas do seu campo de treino e enviadas para várias partes da Judeia e Samaria. A polícia aumentou a sua presença nas principais cidades israelitas, especialmente em Jerusalém e em Tel Aviv. 

DOIS ASSASSINATOS NUM ESPAÇO DE QUATRO HORAS
Almog Shiloni, soldado israelita de 20 anos, foi ontem esfaqueado por um palestiniano quando se encontrava numa agitada estação ferroviária de Tel Aviv. Apesar de todas as tentativas para o salvar, o jovem judeu não sobreviveu aos ferimentos.
Poucas horas depois, outro palestiniano esfaqueou 3 pessoas numa paragem de autocarros, matando uma jovem de 26 anos, Dalia Lemkus, próximo do local onde há 9 anos tinha conseguido sobreviver a um ataque semelhante.
Reunido de emergência ontem à noite, o gabinete do primeiro-ministro Netanyahu decidiu avançar com fortes medidas de reforço para a segurança das populações israelitas extremamente preocupadas e inseguras com esta nova vaga de atentados criminosos palestinianos.
Para além das medidas de segurança, foi também decidido avançar com a demolição das casas de residência dos terroristas palestinianos responsáveis por estes crimes.
O governo de Jerusalém terá de agir com toda a determinação para obstar a que situações como estas se possam repetir com a mesma intensidade e frequência, ainda que para tal tenha de punir severamente todos os envolvidos, contornando todas as hipócritas opiniões e condenações mundiais...

Shalom, Israel!

QUER CONTRIBUIR PARA ESTE MINISTÉRIO?
Se desejar contribuir com alguma oferta para encorajar o nosso ministério, ficaremos imensamente reconhecidos!


Para fazer qualquer contribuição, pode usar o sistema mundial de transferências "paypal", completamente seguro, bastando para tal clicar no pequeno rectângulo na coluna à direita onde diz "Doar", logo abaixo do anúncio dos DVDs. Obrigado!

2 comentários:

Elisa Marquiola Paulo disse...

Lamentavel: Esses actos vem de um comando bem organizado, nao se pode admirar como se fossem meninos que nao sabem dicernir. Por que ter medo? se dia a pos dia, varias sentadas e as accoes contiunuam...
Dente por dente, Olho por olho. Palestinos, teem escolas para esses escandalos...
Deus o Tenha Israel...

Olga disse...

Israel pode se conformar em um ponto... Terrorismo não existe só no Oriente Médio não! Ele está dominando o mundo inteiro! Aqui mesmo no Brasil há terrorismo com outros nomes! Mas, é claro que eu sei que há vários contextos... Mas, o homem é muito criativo! Agora mais do que nunca pode se conectar... Traficantes aqui, terroristas ali, corrutos em todo lugar... Vejam o caso do México! O que pensar de um crime deste em pleno século XXI? Estudantes mortos de forma bárbara! Eu lamento todas estas mortes... "Nunca me perguntem porque os sinos dobram... Eles dobram por ti."