segunda-feira, novembro 24, 2014

LEI DO "ESTADO JUDAICO" APROVADA PELO GOVERNO VAI À VOTAÇÃO DO PARLAMENTO ISRAELITA

Controversa para alguns, uma necessidade para outros, a verdade é que após intensas e calorosas discussões o governo de Netanyahu aprovou ontem de manhã a lei que permite que a partir de agora o estatuto oficial de Israel seja o de "estado judaico."
A lei foi aprovada com 15 votos a favor e 7 contra.
A lei, conhecida como "Lei básica", vai agora ser apresentada para votação pelos 120 parlamentares do Knesset, provavelmente daqui a uma semana. A lei ontem aprovada pelo governo visa: "definir a identidade do estado de Israel como estado-nação do povo judeu, e ancorar os valores do estado de Israel como um estado judaico e democrático, no espírito dos princípios da Declaração da Independência."
A lei visa de uma forma prática codificar os direitos nacionais dos judeus israelitas, ao mesmo tempo que reforçar os direitos individuais de todas as minorias.
Em termos simples, isso vai significar que só os judeus é que poderão reivindicar uma bandeira nacional, um hino nacional e o direito à imigração.
A controvérsia tem a ver com o facto de que na realidade esta lei não vai alterar nada: a bandeira e o hino israelitas já se focalizam no estatuto judaico, e só os judeus é que têm actualmente acesso ao "direito de retorno."
Parecendo apenas simbólica, a verdade é que o momento é apropriado para Netanyahu e muitos outros, uma vez que tanto os palestinianos como alguns elementos árabes israelitas andam a tentar minar a natureza judaica do estado e, nas palavras do próprio primeiro-ministro, "criar um estado dentro de um estado."
Desde há muito que Netanyahu tem condicionado as negociações para a paz a um reconhecimento palestiniano de Israel como "estado judaico."

Shalom, Israel!

QUER CONTRIBUIR PARA ESTE MINISTÉRIO?
Se desejar contribuir com alguma oferta para encorajar o nosso ministério, ficaremos imensamente reconhecidos!

Para fazer qualquer contribuição, pode usar o sistema mundial de transferências "paypal", completamente seguro, bastando para tal clicar no pequeno rectângulo na coluna à direita onde diz "Doar", logo abaixo do anúncio dos DVDs. Obrigado!

2 comentários:

Cesar Augusto Cabral Arevalo Iehouah disse...

"Um estado dentro de estado" é a única visão plena e equilibrada de todo esse assunto. Que Netanyahu as tenha assumido, é presente espiritual a ele, o povo judeu os povos amantes leais da Bíblia.

Marion Vaz Brazil disse...

O sonho de Theodor Herzl: Um Estado Judaico