terça-feira, julho 29, 2014

A IGNÓBIL E VERGONHOSA MANIPULAÇÃO NOTICIOSA PROMOVENDO A MENTIRA E A DETURPAÇÃO DOS FACTOS

Sempre foi assim: quando se trata de Israel, a comunicação social continua ao lado da mentira, propagando-a, valorizando-a, prestando um enorme favor ao terrorismo e às suas "razões", fomentando o ódio exacerbado contra os judeus através da transmissão de imagens dúbias, manipuladas e manipuladoras, com o objectivo de vitimizar os terroristas e criar uma acusação global contra os judeus - sempre considerados os "maus da fita."
Isso ficou claramente demonstrado mais uma vez na nojenta e condenável apresentação das notícias de Gaza, ontem à noite, na RTP1, no "Jornal da Noite", através da constante exibição de imagens de sofrimento, massacre e sangue "palestiniano" derramado, e uma quase completa ausência de imagens e informação sobre o sofrimento do povo de Israel, constantemente massacrado pelos ataques e ameaças terroristas vindas de Gaza. Essa informação não convém à RTP...uma televisão do estado que sobrevive à custa da espoliação do dinheiro dos contribuintes que, mesmo que nunca vejam esse canal, são obrigados a sustentar o mesmo através de um ilícito imposto (a que chamo roubo) inserido nas facturas da electricidade...
Ninguém sabe ao certo qual a origem das imagens grotescas repetidamente apresentadas pela TV, uma vez que já mais que uma vez se constatou haver imagens chocantes, especialmente de crianças massacradas, mas cuja origem nada tem a ver com Gaza, mas com a Síria...!
E, não contentes ainda com estas informações tendenciosas e manipuladoras, a RTP e afins apressaram-se a condenar Israel pelo ataque ao hospital Shifa e ao campo de refugiados Shati, entrando na onda das mentiras do Hamas, não se preocupando em esperar pela investigação e confirmação das responsabilidades, sabendo-se claramente que as mesmas explosões que causaram vítimas civis nada tiveram a ver com Israel, mas com o rebentamento de rockets disparados pelos terroristas e que explodiram antes do tempo em território de Gaza.
Tal como a Antena 1, que tenho vindo a ouvir, e que não se cansa de falar dos mortos palestinianos e das casas destruídas, mas não refere uma só vez os 5 soldados israelitas mortos esta manhã nem os rockets que continuam a ser disparados contra território israelita.
Há minutos atrás telefonei às duas redacções (rádio e TV) e, fui respeitosa e educadamente escutado, tendo ficado registada a minha queixa. Seria bom que muitas mais pessoas que amam Israel e entendem o que se está a passar com esta manipulação informativa telefonassem ou escrevessem para as redacções dos vários órgãos de comunicação social no país e região onde residam (jornais, rádios e TVs), mostrando o seu desagrado. Não imaginam o efeito que isto pode ter, pois a comunicação depende em grande parte da opinião pública, e se nós nos mantivermos calados, isso poderá representar para eles um assentimento com a desinformação com que eles saturam as casas dos cidadãos pelo mundo fora. 

PROVAS DA RESPONSABILIDADE TERRORISTA DAS EXPLOSÕES EM SHIFA E SHATI
O centro de informações das Forças de Defesa de Israel publicou imagens das trajectórias dos rockets disparados ontem pelos terroristas do Hamas e que acabaram por cair no hospital de Shifa e no campo de refugiados de Shati.
A explosão em Shifa, que o Hamas atribuiu a Israel, matou alegadamente 10 pessoas. Outras 10 pessoas terão morrido na explosão no campo de Shati.
As informações entretanto prestadas e confirmadas por Israel mostram que um míssil Fajr-5 disparado pelos terroristas de Gaza acabou por falhar o alvo e atingir Shifa.
A comunicação social foi rápida na informação destas explosões, atribuindo a responsabilização a Israel, não se preocupando minimamente com a investigação dos factos e o apuramento das responsabilidades. Tampouco irão desmentir a notícia errada que ontem deram, pois isso não lhes convém. 

5 SOLDADOS ISRAELITAS MORTOS NO ATAQUE VINDO DO TÚNEL
Ontem à noite vários terroristas do Hamas conseguiram infiltrar-se em Israel através de um túnel que entrava 150 metros dentro do território israelita, junto da fronteira de Karni cross e perto do kibbutz Nahal Oz, atacando um quartel das FDI, e disparando um rocket que matou 5 soldados israelitas. O objectivo dos terroristas era sequestrar um ou mais soldados israelitas. Vários disparos foram feitos a partir do quartel, causando uma vítima palestiniana. As vítimas israelitas são soldados de 19, 20 e 21 anos.
É já de 53 o número de vítimas mortais israelitas, havendo neste momento 130 sendo tratados em vários hospitais. 

ISRAEL DESTRÓI A CASA DE LÍDER TERRORISTA
A casa de Ismail Haniyeh, um dos principais líderes políticos do Hamas, foi esta noite destruída pelas forças israelitas. Esta moradia situava-se no campo de refugiados Shati. O líder palestiniano não se encontrava na casa, sabendo-se que continua cobardemente escondido algures nos subterrâneos de Gaza.

CENTRAL ELÉCTRICA DE GAZA ATINGIDA PELOS ATAQUES ISRAELITAS
A única central eléctrica que fornece energia para a Faixa de Gaza deixou de funcionar devido aos bombardeamentos israelitas de ontem à noite e que afectaram o gerador de vapor, atingindo os tanques de combustível, que arderam por completo.
A intensidade das chamas é tão grande, que até há poucos minutos os carros dos bombeiros não tinham possibilidade de se aproximar das mesmas. 
Este ataque à central eléctrica é um golpe muito forte às infraestruturas de Gaza. Parte da electricidade para a Faixa de Gaza é comprada a Israel, estando agora o fornecimento também comprometido por causa dos estragos causados a várias linhas de fornecimento. 
As principais estações de rádio e TV de Gaza foram também alvo dos ataques da aviação israelita durante esta noite. 

Shalom, Israel!





3 comentários:

João Monteiro disse...

Shalom Normando.

No passado dia 18 enviei e-mail de protesto à RTP pela desinformação veiculada, ao qual, nem resposta a acusar a recepção recebi:

"A RTP tem sido ao longo dos anos uma referência no que concerne à informação e os seus profissionais têm obtido regularmente esse reconhecimento.
É, por isso, incompreensível que, a partir do início da intervenção militar israelita contra os terroristas do Hamas sediados na Faixa de Gaza, intervenção essa que resulta, não de qualquer tipo de vingança pelo bárbaro assassinato de três jovens israelitas raptados por terroristas palestinianos, mas sim, contra o regular e ultimamente intensificado lançamento de morteiros de Gaza sobre as populações civis da diversas cidades israelitas, se tenha assistido à desinformação veiculada pela RTP nos Telejornais, a qual segue a tendência geral que vemos reproduzida pelos principais órgãos de informação escrita e falada.
Essa desinformação verifica-se quando são omitidos factos ou transmitidas meias verdades que sempre deixam no espectador menos avisado e conhecedor da problemática do conflito Israelo-Árabe, a sensação de que o agressor é Israel que desrespeita cessar-fogos e ataca populações civis e que o Hamas apenas se defende dos ataques de Israel, quando o que se verifica é precisamente o contrário.
Essas notícias tendenciosas e enganadoras representam tudo o que é reprovável num jornalismo que se pretende sério, objectivo e rigoroso.
Exige-se, por isso, à RTP que relate os factos com o rigor e a isenção que se impõem para que os espectadores façam o seu próprio julgamento e que, como serviço público de televisão que é, a sua política de informação respeite os padrões inerentes a esse serviço, também no que concerne às notícias que envolvem o Estado de Israel."

Apesar de não nos surpreender, não podemos ficar insensíveis e calados perante a vergonhosa e revoltante desinformação que tem vindo a ser transmitida e que se torna em autêntica propaganda a favor do Hamas e do terrorismo.

José Jesus disse...

Aconselhámos este post no nosso blog.

J.J.

FAMÍLIA BOLSONARO disse...

Brazilian Congressman Jair Messias Bolsonaro / Supportive Note to Israel (Who is Dilma Rousseff). http://goo.gl/LCU7Mf