sexta-feira, novembro 11, 2022

PRESIDENTE ISRAELITA DELEGA A NETANYAHU A FORMAÇÃO DE UM NOVO GOVERNO


Após a expressa vitória do partido Likud e consequentemente do ex-primeiro-ministro Netanyahu, o presidente israelita Isaac Herzog informou esta manhã que delegará no próximo Domingo a Nentahyau a formação de um novo governo, o quinto num espaço de menos de 4 anos.

Netanyahu conseguiu assegurar 64 lugares (a maioria de um total de 120 assentos) para a sua coligação formada por partidos de direita (Likud, Shas, United Torah Judaism e Religious Zionismo.) O ainda primeiro-ministro Yair Lapid conseguiu apenas 28 assentos para a sua coligação de partidos de esquerda.

Netanyahu terá agora 28 dias para apresentar um governo ao presidente Herzog, podendo a pedido estender esse prazo por mais 14 dias. Tudo leva a crer no entanto que Netanyahu não precisará de tanto tempo para constituir um governo, uma vez que as conversações que vem mantendo com partidos da direita e da extrema direita parecem estar a decorrer bem. 

Uma das situações que Netanyahu terá de enfrentar é a posição do líder do partido que lhe assegurou a vitória, o controverso ultra-religioso Ben Gvir, que afirmou há dias ao presidente que "o Monte do Templo é o nosso coração, a nossa história." As suas lícitas posições sobre aquele lugar sagrado têm despertado muitos receios no sector árabe muçulmano, não só em Israel, como na Jordânia e em outras regiões do mundo árabe. Gvir defende uma maior presença de judeus no Monte, com direitos iguais para todos, alegando que "é impossível dizer a um judeu: não podes subir ao Monte do Templo porque és judeu."

Os próximos tempos darão certamente muito que falar, e o epicentro, como não podia deixar de ser, será o Monte do Templo, o coração de Jerusalém, e o lugar mais importante para o judaísmo...

Shalom, Israel!