sexta-feira, julho 01, 2022

NETANYAHU COMEÇOU A SUA CAMPANHA ELEITORAL

De olhos postos nas eleições do próximo dia 1 de Novembro, o resistente Benjamin Netanyahu começou ontem a sua campanha eleitoral, visitando um centro comercial e prometendo tentar baixar os preços dos bens de consumo alimentar se ganhar as eleições.

À medida que caminhava pelas lojas do shopping, Bibi, como é conhecido pelos amigos, foi ovacionado por transeuntes presentes com palavras de encorajamento e apoio, tais como: "Bibi: rei de Israel", e "Só Bibi." Ao entrar numa padaria, Netanyahu perguntou os preços do açúcar e do pão, prometendo de seguida baixar os mesmos caso seja eleito: "Os preços subiram por causa deste mau governo. Vamos derrubá-lo, bem como aos preços. Essa será a nossa primeira missão" - prometeu. 

Pouco depois, Bibi entrou num supermercado, pegou numa maçã, virou-se para a multidão presente e perguntou: "Os preços subiram? Vocês querem que eles desçam? Deitem abaixo este governo e votem em nós!"

Netanyahu esteve no governo por 12 anos consecutivos, tendo sido derrubado por uma coligação com 8 partidos, que agora foi desmantelada, provocando novas eleições para o próximo 1 de Novembro.

Shalom, Israel!

quinta-feira, junho 30, 2022

LAPID ASSUME A LIDERANÇA DO GOVERNO DE ISRAEL

Depois da dissolução do parlamento e da marcação de novas eleições para o próximo dia 1 de Novembro, o primeiro-ministro de transição passou a ser o socialista Yair Lapid, parceiro de coligação do até agora primeiro-ministro Naftali Bennett. A cerimónia de "passagem do bastão" decorreu com simplicidade. A partir da próxima meia-noite o novo primeiro-ministro israelita passará a ser Lapid até à eleição de um novo parlamento e consequente líder governamental no dia 1 de Novembro.

"Este papel especial, e este país, não pertencem a uma só pessoa, mas a todo o povo de Israel" - afirmou o actual líder Bennett, acrescentando: "Estou passando para ti este bastão sagrado e esta responsabilidade pelo estado de Israel. Espero que o protejas e que Deus te proteja a ti."

Por sua vez, Lapid disse a Bennett que aquela breve cerimónia não era uma despedida, uma vez que "não nos estamos afastando de ti." E acrescentou: "Tenho trabalhado para primeiros-ministros, conheço primeiros-ministros. És uma boa pessoa e um excelente primeiro-ministro. E és um bom amigo."

Num gesto de afecto, Bennett abençoou Lapid com uma oração normalmente recitada pelos pais aos seus filhos no início do Shabat. Lapid reagiu, dizendo que a sua mãe tinha feito a mesma oração pouco tempo antes: "Até as pessoas seculares a fazem" - afirmou Lapid com um sorriso nos lábios.

Dirigindo-se aos desafios que tem pela frente, Lapid prometeu: "Faremos o melhor que pudermos por um estado judaico democrático, florescente, bom e robusto, porque esse é o trabalho, e ele é maior do que todos nós."

Shalom, Israel!

quinta-feira, junho 23, 2022

CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS ELEGE LÍDER ANTISSEMITA

Conhecido pela sua hostilidade para com Israel e os judeus, o sul africano Dr. Jerry Pillay (tratado por alguns como reverendo) foi eleito para novo secretário geral com Conselho Mundial de Igrejas (CMI), com início de mandato em Janeiro de 2023.

Na opinião de líderes judeus, esta escolha é "espantosa e alarmante."

Pillay será o 9º secretário geral desta associação de igrejas protestantes e ecuménicas fundada em 1948. O novo secretário geral é actualmente o reitor da Faculdade de Teologia e de Religião na Universidade de Pretória, e é membro da Igreja Presbiteriana Unida na África do Sul. É natural da África do Sul.

O CMI é desde há muito conotado com posições antissemitas e antissionistas, sempre condenando Israel. O novo líder incitou ao desinvestimento em Israel numa assembleia geral da Igreja que representa num discurso sob o título: "Apartheid na Terra Santa." Nesse discurso, Pillay afirmou o seguinte: "Por amor de uma paz justa teremos de apoiar o boicote, o desinvestimento e as sanções (BDS)."

Após uma visita a Israel e aos territórios administrados pelos palestinianos, o líder presbiteriano, entre outras coisas, afirmou que "Cremos que deve ser exercida sobre Israel a máxima pressão possível para que respeite as leis internacionais."

Para os judeus, esta nova eleição representa uma ameaça e um mau prenúncio, uma vez que Pillay, nas palavras de um influente líder judeu, "tem um problema com os judeus, pelo menos com os que apoiam o sionismo, que significa nada menos que o direito à existência do estado de Israel."

Sabe-se que num discurso proferido em 2016, Pillay comparou o estado de Israel com o apartheid até há pouco existente na África do Sul.

Shalom, Israel!

quarta-feira, junho 22, 2022

FORÇA AÉREA ISRAELITA EQUIPA-SE PARA PROVÁVEL ATAQUE NO IRÃO

A Força Aérea israelita começou a equipar os seus aviões F-35 com bombas de precisão pesando uma tonelada, ao mesmo tempo adaptando os equipamentos para voos de longa distância.

No passado mês de Maio a Força Aérea realizou 4 exercícios de grande escala, que incluiu "voos de longo alcance, reabastecimento em pleno voo e ataques a alvos longínquos", com a utilização de mais de 100 aeronaves de guerra e de apoio logístico. 

Tudo leva a crer que estará em preparação o ataque às instalações nucleares do Irão, actualmente o inimigo Nº 1 de Israel.

Shalom, Israel!

terça-feira, junho 21, 2022

GOVERNO DE COLIGAÇÃO ISRAELITA EM DISSOLUÇÃO. NOVAS ELEIÇÕES À VISTA

A coligação actual que lidera o governo de Israel sempre teve os dias contados. Uma tão grande mistura de partidos, entre os quais um árabe, não prenunciava grande sucesso, e a prova está à vista: amanhã mesmo a actual coligação iniciará o processo de dissolução do parlamento, tendo em vista novas eleições.

A proposta de dissolução terá de passar por várias comissões, mas prevê-se que excepcionalmente seja aceite já na próxima semana. O objectivo é resolver esta situação logo que possível para dar lugar à organização de novas eleições parlamentares. Estas serão as quintas eleições em Israel desde 2019, fazendo de Israel o campeão mundial na quantidade de eleições parlamentares. Israel tem uma média de novas eleições a cada 2,4 anos. As novas eleições estão previstas para finais de Outubro, início de Novembro deste ano. Até lá, o primeiro-ministro em funções será Lapid. 

O partido dos ortodoxos "haredim" já se expressou em relação à dissolução do actual governo, do qual não faz parte, alegando que a mesma se deu a uma "intervenção divina."

Shalom, Israel!

quinta-feira, junho 16, 2022

AS MAIS ANTIGAS ÁRVORES DE FRUTO FORAM CULTIVADAS NO VALE DO JORDÃO

Análises retiradas de carvão encontrado na escavação arqueológica de Tel Tsaf comprovam ter sido madeira de oliveiras e de figueiras, indicando a existência de uma sociedade próspera e desenvolvida. 

Segundo os estudiosos da universidade de Tel Aviv a primeira "domesticação" de árvores de fruto no mundo inteiro ocorreu há cerca de 7 mil anos no vale do rio Jordão.

Shalom, Israel!

quarta-feira, junho 15, 2022

ACORDO HISTÓRICO PARA O FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL ASSINADO ENTRE ISRAEL, O EGIPTO E A UNIÃO EUROPEIA

As profecias relacionadas com os últimos dias estão a cumprir-se a uma velocidade nunca vista nem há pouco tempo imaginada...

Devido à guerra na Ucrânia e o consequente problema com o fornecimento do gás da Rússia à Europa, o velho continente volta-se agora para outras alternativas de fornecimento, neste caso Israel, o país que Deus abençoou com imensas reservas de gás natural. 

Deus prometeu que Israel estaria "por cabeça" e não "por cauda", e sem dúvida que o estado judaico tem vindo ultimamente a assumir uma posição de destaque a nível mundial em muitas áreas de desenvolvimento tecnológico e científico, e agora com a possibilidade de abençoar a Europa com o gás extraído da costa mediterrânica. 

O acordo - "memorando de entendimento" - hoje assinado no Cairo permitirá  a Israel pela primeira vez na História exportar gás liquefeito para os países da União Europeia através do Egipto,  dessa forma ajudando o bloco europeu a colmatar a dependência do gás natural vindo da Rússia.

A ministra para a Energia de Israel, Karine Elharrar  afirmou esta manhã que a assinatura do histórico acordo cimentou o papel de Israel no estágio global da energia. 

"Este é um momento tremendo em que o pequeno Israel se está tornando num significativo actor no mercado global da energia" -  afirmou a ministra. 

Sob o olhar atento da presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen, a assinatura do memorando de entendimento foi feita pela comissária europeia para a energia Kadri Simson, o ministro egípcio para o petróleo Tarek el-Molla, e a ministra israelita para a Energia Karine Elharrar, permitindo que a partir de agora Israel possa exportar o seu gás natural para a União Europeia, que até agora dependia cerca de 40% do gás russo. 

Este acordo irá também aprofundar as relações entre Israel e o vizinho Egipto, provando que, ao contrário do que muitos querem fazer crer, é possível haver uma saudável e pacífica coexistência em toda a região do Médio Oriente. Todos os vizinhos de Israel só têm a ganhar com os acordos políticos e comerciais assinados com o estado judaico.

Prevê-se que este acordo encaixe inicialmente nos cofres do estado de Israel uns 290 milhões de dólares anuais. Israel tem actualmente duas plantas de exploração de gás natural na costa mediterrânica contendo cerca de 690 biliões de metros cúbicos de gás natural, estando já a desenvolver uma terceira planta. Já foram assinados acordos com o Egipto e com a Jordânia. 

Shalom, Israel!

terça-feira, junho 14, 2022

EUROPA PROCURA AJUDA EM ISRAEL PARA O GÁS NATURAL E NÃO SÓ

De visita a Israel, a presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen demonstra inequivocamente um interesse da Europa em intensificar a relação com Israel, especificamente no que concerne à necessidade de comprar armas para ajudar a Ucrânia na sua luta contra o invasor russo.

Calcula-se em 210 biliões de euros o investimento que a Europa quer fazer na compra de armamento, e uma parte desse negócio pode focalizar-se em Israel, onde 56 empresas ligadas ao armamento de defesa se alinham para exibir os seus produtos na grande exposição internacional a realizar dentro de dias em Paris. 

E a Europa sabe bem que no que concerne a questões e produtos ligados à inteligência artificial, drones, armas de grande precisão, sistemas inteligentes de coordenação para forças terrestres e muitos outros artigos tecnológicos, tais como radares transportados pela infantaria e que conseguem "ver" através das paredes e outros, Israel é a solução, pois está na linha da frente.

GÁS NATURAL

Mas o interesse da Europa em Israel não se resume ao armamento avançado, mas também às enormes quantidades de gás natural que Israel pode fornecer à Europa através do eixo Israel > Egipto > Europa e que poderá aliviar a crise no fornecimento da energia russa da qual a Europa tem estado em geral muito dependente. Segundo a comissária europeia, uma das razões desta visita a Israel é de "fazer avançar as relações entre a Europa e Israel na cooperação energética em particular."

Shalom, Israel!


sexta-feira, junho 10, 2022

AVIAÇÃO ISRAELITA BOMBARDEIA POSIÇÕES A SUL DE DAMASCO

Esta será a segunda vez esta semana que a aviação israelita bombardeia posições terroristas na Síria. Sabe-se neste momento que uma pista do aeroporto da capital síria Damasco terá sido também danificada pelos ataques israelitas, impedindo dessa forma a sua utilização pela aviação síria. Apesar da informação oficial síria se referir apenas a "problemas técnicos", sabe-se por outras fontes que a própria pista foi danificada.

Shalom, Israel!


quarta-feira, junho 08, 2022

EMBAIXADOR DE ISRAEL NA ONU NOMEADO VICE-PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL

Como resultado de uma votação ontem realizada na ONU, Gilad Erdan, o actual embaixador de Israel nas Nações Unidas, foi eleito para o cargo de vice-presidente da Assembleia Geral daquela organização.

Tanto o Irão como a Síria vociferaram a sua oposição à nomeação do embaixador israelita, mas não pediram uma nova votação, sabendo de antemão que iriam perdê-la.

Erdan iniciará o seu mandato de um ano na próxima Assembleia Geral da ONU, a 77ª, a realizar no mês de Setembro. Nessa posição, o embaixador israelita dirigirá as reuniões da AG e tomará parte no agendamento das suas deliberações. 

"Estarei agora a representar Israel numa posição no coração da ONU. Nada me irá parar - e digo, mesmo nada - de combater a descriminação na ONU contra Israel" - prometeu Erdan.

"Esta nova posição dará a Israel uma outra plataforma para apresentar a verdade sobre o nosso país e os nossos contributos para o mundo não obstante as contínuas mentiras dos palestinianos e de outros na ONU. Este triunfo é uma mensagem clara aos nossos inimigos de que eles não nos conseguirão impedir de participarmos em papéis de grande importância na ONU e na arena internacional. O ódio nunca triunfará sobre a verdade. Não o permitirei" - acrescentou o embaixador. 

Uma declaração da delegação israelita na ONU aplaudiu a nomeação de Erdan como "uma grande conquista para Israel" que surge apesar da "exploração que os palestinianos e outros andam a fazer à custa da morte da jornalista Shireen Abu Akleh."

Shalom, Israel!

terça-feira, junho 07, 2022

JERUSALÉM FOI LIBERADA HÁ PRECISAMENTE 55 ANOS!

                                          7 de Junho de 1967 > 7 de Junho de 2022

Faz hoje precisamente 55 anos que os valentes paraquedistas israelitas reconquistaram Jerusalém das mãos dos seus inimigos árabes, libertando e unificando a Cidade para sempre!


Shalom, Israel!

terça-feira, maio 31, 2022

MAIS DE 70 MIL ISRAELITAS DESFILARAM PELAS RUAS DE JERUSALÉM

Apesar de todas as ameaças dos grupos terroristas palestinianos, mais de 70 mil israelitas desfilaram pelas ruas da capital Jerusalém, incluindo o bairro muçulmano, em celebração dos 55 anos da libertação de Jerusalém durante a Guerra dos Seis Dias e consequente unificação da Cidade. O desfile contou com a exibição de muitas bandeiras de Israel, inclusivamente no próprio Monte do Templo.

Esta foi considerada uma das mais alegres e festivas marchas destes últimos anos, em que famílias, escolas, grupos juvenis e funcionários públicos se juntaram, ostentando dezenas de milhares de bandeiras e caminhando pelas ruas de Jerusalém. Cerca de 3 mil elementos da polícia estiveram destacados para os locais de passagem do desfile. 


Vários incidentes provocados por palestinianos tiveram lugar, incluindo o arremesso de pedras, danos em veículos e ferimentos leves em alguns polícias e civis. A polícia deteve cerca de 60 suspeitos ligados aos incidentes. 

2.626 judeus subiram na manhã de Domingo ao Monte do Templo, celebrando o "Dia de Jerusalém", um aumento de 126% face à estimativa anterior. 

Apesar das constantes e habituais ameaças do Hamas em atacar Israel, inclusivamente com o lançamento de foguetes, tudo não passou de conversa fiada...Crê-se que o Hamas ainda não terá recuperado dos últimos conflitos com Israel, pelo que, apesar das ameaças, não passou disso, talvez para desgosto de muitos palestinianos...

Shalom, Israel!


domingo, maio 29, 2022

2.600 JUDEUS SUBIRAM HOJE AO MONTE DO TEMPLO, ENFURECENDO OS PALESTINIANOS



Em preparação para o desfile das bandeiras, que iniciará o seu percurso no portão de Damasco, atravessará o bairro muçulmano e terminará junto ao Muro Ocidental, cerca de 2.600 judeus subiram hoje ao Monte do Templo, actualmente conspurcado pela mesquita de al-Aqsa e pelo Domo da Rocha.

Segundo os mídia israelitas, este número hoje registado bateu todos os recordes até hoje conhecidos.

Entretanto, as tensões mantêm-se elevadas em Jerusalém oriental, tendo já havido várias escaramuças entre os manifestantes judeus e arruaceiros palestinianos. A polícia israelita tem pedido aos manifestantes do desfile para que respeitem as directivas e que evitem "quaisquer demonstrações de violência verbal ou física." Várias ruas principais foram encerradas e algumas paragens do metro de superfície próximas da Cidade velha foram encerradas. 

Logo antes do início do desfile um grupo de jovens israelitas juntou-se perto do portão de Damasco acenando com bandeiras de Israel. Em resposta a esta "provocação" vários palestinianos entraram em confronto com os israelitas. Pedras, garrafas e cadeiras têm sido atiradas de uns para outros e gás pimenta espalhado, obrigando a que muito fujam do local com os olhos fechados e gritando palavras de contestação. 

Esperamos que a situação não piore e que venha a normalizar.

Shalom, Israel!

sábado, maio 28, 2022

ALTA TENSÃO EM JERUSALÉM NA VÉSPERA DO DESFILE DO "DIA DE JERUSALÉM"

A controvérsia à volta do desfile tradicional celebrando o "Dia de Jerusalém", lembrando o dia em que há 55 anos a capital foi liberada durante a "Guerra dos Seis Dias", tem este ano incitado os ânimos tanto dos direitistas israelitas como dos palestinianos. O tradicional desfile das bandeiras de Israel vai amanhã passar pelo bairro muçulmano, entrando na Cidade velha pelo portão de Damasco, o que irritou os grupos terroristas palestinianos, que já prometeram para amanhã uma verdadeira "explosão."

Os israelitas de  direita que tradicionalmente fazem este desfile pelo percurso habitual não se deixaram intimidar pelas ameaças palestinianas, pelo que o desfile irá ser realizado, atravessando o bairro muçulmano até à grande praça do Muro Ocidental. 

O Hamas está a incitar os seus membros a irem para as ruas amanhã num "dia de ira por Jerusalém." Tanto os líderes do grupo terrorista Hamas como da Jihad Islâmica têm estado a ameaçar com uma "explosão" a vários níveis, prometendo resistência e confrontação. 

Apesar da tentativa da administração de Joe Biden de convencer as autoridades israelitas a mudarem a rota do desfile de forma a evitar a passagem pelo bairro muçulmano, o ministro da Segurança Pública de Israel deu luz verde ao percurso da mesma.

As forças de segurança estarão amanhã em prevenção máxima, receando uma explosão de violência, ainda que os israelitas estejam no seu direito de desfilar pelas ruas da sua Capital há 55 anos libertada da ocupação jordana, e agora reconhecida como a eterna e indivisível Capital do estado moderno de Israel. 

Shalom, Israel!


terça-feira, maio 24, 2022

SHIN BET DESMANTELA PLANO DO HAMAS PARA MATAR DEPUTADO ISRAELITA E ATINGIR OUTROS ALVOS

Entre os vários planos terroristas deste grupo palestiniano, estava um ataque à bomba através de drone contra o metro de superfície de Jerusalém, o assassinato a tiro do deputado israelita da extrema direita Itamar Ben Gvir e outros alvos humanos, e o sequestro de militares israelitas.

O grupo terrorista palestiniano era composto de 5 elementos que compunham uma célula ligada ao Hamas. Segundo as forças de segurança, a célula terrorista era liderada por Rashid Rashak, "um destacado operacional do Hamas e residente na parte oriental de Jerusalém."

Este criminoso foi também acusado de estabelecer uma rede de apoiantes do Hamas que recentemente organizaram confrontos no Monte do Templo, em Jerusalém.

As autoridades israelitas apreenderam um drone que os terroristas palestinianos tencionavam armar para ser utilizado num ataque contra o metro de superfície de Jerusalém. As investigações descobriram que os terroristas planeavam esconder-se nas cidades de Hebron ou Jenin após a realização dos ataques. 

Os cinco terroristas foram detidos no mês passado e foram acusados por vários intentos criminosos. 

Este ataque terrorista desmantelado pelos serviços secretos da Shin Bet surge a meio de uma grande instabilidade e grandes tensões entre israelitas e palestinianos que desde 22 de Março passado já levou ao assassinato de 19 israelitas.

Parabéns, Shin Bet! Shalom, Israel!

sexta-feira, maio 20, 2022

RUÍNAS DO PALÁCIO DO REI HERODES TERÃO SIDO DESCOBERTAS EM BANIAS

Foram encontradas ruínas daquilo que se acredita ter sido um dos palácios que o rei Herodes construiu por todo o território de Israel. Desta vez a descoberta foi em Banias - a bíblica Cesareia de Filipe - bem no Norte de Israel, e onde se localiza uma das nascentes do rio Jordão. 

Apesar de este sítio arqueológico ter sido escavado há 40 anos pelo famoso arqueólogo israelita Ehud Netzer, vários peritos reexaminaram os achados feitos pelo arqueólogo e chegaram à conclusão de que se tratam do palácio de Herodes, mais precisamente do assim chamado "opus reticulatum."

BANIAS - A BÍBLICA CESAREIA FILIPE

Localizada no sopé dos Montes Hermon, Banias permite a visão do vale de Hula e das águas que dão origem ao rio Jordão. A sua paisagem pedregosa e intensa vegetação oferecem abundantes oportunidades para fazer trilhos e até nadar. Mas as antigas ruínas no sítio arqueológico não são menos impressionantes. O "Paneion", um santuário numa cave dedicado ao deus grego Pan, foi erigido diante da gruta natural que acompanhava um socalco de rochas durante o período helenístico. Posteriores construções seguiram-se durante o período do domínio romano, começando com Herodes o Grande, a quem tinha sido doado o território pelo imperador Augusto. Segundo o historiador Flávio Josefo, Herodes tinha ali um "belo templo em pedra branca" em honra ao seu patrono imperial, construído junto ao "Paneion."

Vários detalhes encontrados nas ruínas referidas como do palácio de Herodes assemelham-se a outros achados em dois outros palácios mandados contruir pelo mesmo rei: o palácio de Jericó e o monumento de Herodes em Jerusalém. 

Shalom, Israel!


quinta-feira, maio 19, 2022

ISRAEL E EUA NO MAIOR EXERCÍCIO AÉREO DE SEMPRE SIMULANDO ATAQUE AO IRÃO

Num claro recado ao Irão, os EUA participarão no maior exercício aéreo de sempre realizado por Israel, com os aviões norte-americanos abastecendo os caças israelitas em pleno voo, antecipando a probabilidade de um ataque aéreo às instalações nucleares iranianas.

Este exercício, o maior já realizado em Israel nas últimas décadas, foi denominado "Carros de fogo" e irá durar um mês inteiro, preparando as forças israelitas para intensos combates multi-arena no ar, mar ou terra, e ainda na cibernética.

Segundo uma declaração oficial dos militares, "a principal prioridade das FDI é proteger os cidadãos israelitas e fortalecer o sentimento de segurança dentro do estado de Israel. Ao longo destes exercícios, os soldados das FDI continuarão a realizar actividades de contra-terrorismo e a fortalecer os esforços defensivos na barreira de segurança da Judeia e Samaria."

A ideia deste exercício é a de aumentar a prontidão defensiva das FDI e verificar a sua preparação para uma campanha intensiva e prolongada.

Shalom, Israel!

quarta-feira, maio 18, 2022

ISRAEL ENVIA 2.000 CAPACETES E 500 COLETES À PROVA DE BALA PARA A UCRÂNIA


Numa mudança de rumo em relação à guerra na Ucrânia, Israel enviou hoje para a Ucrânia um primeiro carregamento de equipamento defensivo: 2 mil capacetes e 500 coletes à prova de bala que, segundo o ministério da Defesa de Israel serão destinados a forças de resgate e a organizações civis. 

Esta é a primeira ajuda prática enviada por Israel desde o início da invasão russa à Ucrânia, em 24 de Fevereiro passado. Até agora Israel tinha mantido uma difícil política de neutralidade, uma vez que precisa de estar de bem com a Rússia por causa da guerra civil na Síria, tendo até recentemente recusado enviar material de defesa para a Ucrânia, tendo em vez disso enviado 100 toneladas de ajuda humanitária e montado um hospital de campanha que funcionou na parte ocidental durante 6 semanas. 

A posição israelita em relação à intervenção russa tem no entanto estado a mudar nas últimas semanas, tendo Israel já acusado a Rússia de crimes de guerra à medida que vão surgindo imagens de atrocidades um pouco por todo o país. Para piorar a situação, Israel reagiu com dureza às alegações do ministro das Relações Exteriores russo Sergey Lavrov de que Adolf Hitler tinha ascendência judaica, dessa forma tentando justificar a invasão da Ucrânia, sob o pretexto de "desnazificar" o país, cujo presidente é, por acaso, um judeu...

Israel não quer enviar material de guerra, de forma a não criar dificuldades na sua relação com a Rússia, preferindo enviar material de protecção para civis. O presidente ucraniano Zelensky tinha pedido a Israel que enviasse equipamentos de defesa anti-míssil "Iron Dome", considerados os melhores do mundo, mas Israel recusou, justificando não querer interferir na guerra com a Ucrânia. 

Shalom, Israel!

terça-feira, maio 17, 2022

ISRAEL LEVANTA TODAS AS RESTRIÇÕES DA COVID


A partir do próximo dia 23 as máscaras deixarão de ser exigidas em todos os voos internacionais de Israel. Neste momento, e tal como vivenciamos há pouco, praticamente ninguém usa máscaras em Israel, tanto em espaços abertos como nos fechados, sendo restrito o uso das mesmas apenas em centros médicos e instituições de idosos. 

Por outro lado, a partir do próximo Sábado, dia 21, quem entrar em Israel não necessita mais de se submeter ao teste rápido à chegada ao aeroporto nem o teste PCR negativo antes do embarque. 

Estas novas medidas têm a ver com o número cada vez mais reduzido de novos casos de covid-19 no país.

Shalom, Israel!

quinta-feira, maio 12, 2022

QUEM É O VERDADEIRO CULPADO DA MORTE DA JORNALISTA DA AL JAZEERA?

A morte a tiro de uma conhecida jornalista árabe ao serviço da TV Al Jazeera tem suscitado ondas de emoção e a habitual doentia condenação de Israel por parte dos palestinianos.

Várias entidades, desde a ONU aos próprios EUA exigem uma clara averiguação dos factos visando saber a autoria do disparo que abateu a jornalista norte-americana de origem palestiniana Shireen Abu Akleh.

A morte da jornalista deu-se a meio de confrontos entre forças de segurança israelitas e terroristas palestinianos numa operação israelita na cidade palestiniana de Jenin de onde têm surgido os autores de vários assassinatos recentemente perpetrados contra isarelitas.

Não se sabe ao certo quem disparou o tiro mortal, mas o que se presencia é a recusa da parte palestiniana de colaborar na investigação e na cedência da bala que vitimou a repórter. Só isso por si já indicia uma tentativa de ocultação da verdade por parte dos palestinianos...

Entretanto, esperemos para ver no que isto vai dar, e se sempre se confirma a autoria israelita do disparo, o que, com toda a sinceridade, me causa sérias dúvidas...

Shalom, Israel!

quinta-feira, abril 21, 2022

JERUSALÉM E O MONTE DO TEMPLO UMA VEZ MAIS NO EPICENTRO DAS ATENÇÕES MUNDIAIS

À medida que o relógio profético se aproxima da meia-noite, o foco das tensões e da atenção mundial voltará a ser Jerusalém, ou não estivessem certas as profecias bíblicas.

As injustificadas acusações contra Israel como alegado causador do actual conflito caem por terra quando averiguamos a origem dos acontecimentos, porém, como sempre acontece, a pérfida e manipulada comunicação social conta sempre o filme a partir da metade, ou seja, sempre ocultam quem é o verdadeiro responsável pelo actual mal estar em Jerusalém, e especificamente no Monte do Templo. 

Agora é a Liga Árabe, uma associação de países violadores dos direitos humanos e nada democráticos a querer impôr a Israel - um estado soberano - que proíba as orações dos judeus no Monte do Templo. Israel, por seu turno, cansa-se de assegurar que manterá o actual status quo, permitindo a liberdade de culto a todas as religiões. A Liga Árabe alega que as orações de judeus no recinto do Monte - actualmente profanado pela mesquita de al-Aqsa e o Domo da Rocha - são "uma flagrante afronta aos sentimentos muçulmanos que podem inflamar um conflito alargado." Só não mencionam é que foram precisamente os arruaceiros muçulmanos que iniciaram o conflito, interrompendo as orações dos judeus junto ao Muro no início da manhã da passada Sexta-Feira, arremessando pedras contra eles, o que obrigou a uma pronta intervenção das forças de segurança de Israel. Para acalmar a situação e acabar com as inúmeras pedradas a que a polícia foi sujeita a partir de dentro da mesquita, os elementos policiais tiveram de entrar dentro do recinto da mesquita, pois de outra forma a situação só tenderia a piorar.

O ministro das Relações Exteriores da Jordânia também condenou a intervenção israelita no recinto: "As nossas exigências são claras, que a al-Aqsa e a Haram al-Sharif em toda a sua área é um lugar só para os muçulmanos adorarem."

As tensões deste mês têm muito a ver com a coincidência da celebração do Ramadão, com a Páscoa judaica e cristã. Esta manhã registaram-se novos confrontos entre arruaceiros palestinianos e a polícia israelita. 

A Rússia, através do seu ministro dos Negócios Estrangeiros Lavrov, veio também condenar "a excessiva força" de Israel nos confrontos de Jerusalém.

O movimento islâmico terrorista palestiniano Hamas vai aproveitando a actual crise para tentar conquistar a simpatia dos palestinianos, fazendo bandeira desta luta e convocando os palestinianos a uma "mobilização" para as orações de amanhã no Monte do Templo, alegando que se trata da "defesa dos lugares sagrados do islamismo."

De forma a acalmar a situação, o governo de Jerusalém proibiu a subida de judeus ao Monte nos últimos 10 dias do Ramadão, começando já amanhã, uma medida que visa aliviar as tensões, mas que, como se sabe, não receberá a atenção mundial, muito menos a dos inimigos de Israel. 

Em resposta a rockets disparados desde Gaza contra território israelita, a força aérea tem estado a bombardear posições terroristas dentro do enclave.

Na nossa opinião, as tensões irão aumentando pouco a pouco, uma vez que Satanás, o grande inspirador do islamismo, sabe que o Messias Jesus virá reinar em Jerusalém e construir o Seu Templo exactamente naquele lugar agora conspurcado pelos lugares sagrados do islão, pelo que essa criatura abominável tudo fará para tentar impedir que tal aconteça... O que ele quer ignorar, é que ele já está vencido e nada poderá fazer para impedir o progresso e a concretização plena do plano de Deus em relação a Jerusalém, Israel e o Seu povo eleito. 

Shalom, Israel!

quarta-feira, abril 20, 2022

POLÍCIA ISRAELITA BLOQUEIA DESFILE NACIONALISTA NO BAIRRO MUÇULMANO DE JERUSALÉM

A meio das recentes tensões entre judeus e árabes, qualquer rastilho pode causar graves danos, pelo que a situação recomenda sabedoria e bom senso. Apesar disso, um grupo de várias centenas de nacionalistas de direita liderados por Itamar Ben-Gvir, do movimento "Otzma Yehudit" tentaram entrar no bairro muçulmano através do portão de Damasco ostentando bandeiras de Israel, tendo sido barrados pela polícia. Este desfile conhecido por "desfile das bandeiras" tinha previamente sido proibido pela polícia, contudo os manifestantes decidiram prosseguir com o evento.

O primeiro-ministro Naftali Bennet proibiu o desfile de entrar pelo portão de Damasco e a polícia montou barricadas e colocou camiões para tentar evitar a passagem dos manifestantes. Apesar de algumas pequenas refregas entre a polícia e os manifestantes, os mesmos acabaram por desistir de forçar a entrada pelo portão de Damasco, o qual dá acesso ao bairro muçulmano, optando antes por entrar pelo portão de Jaffa. 

Shalom, Israel!

terça-feira, abril 19, 2022

TODAS AS ATENÇÕES FOCADAS NO MONTE DO TEMPLO

Sabemos pelas Escrituras proféticas que um dia todas as nações afluirão ao Monte do Senhor para receber as Suas Palavras e as bênçãos daí advindas. Sem dúvida que o Monte do Senhor será o centro do mundo e o epicentro das bênçãos emanadas pelo Rei, sentado no Seu trono em Jerusalém.

Só que por agora o Monte do Templo está no foco das manchetes - mais uma vez - mas não pelas melhores razões. A recente intervenção das forças de segurança israelitas naquele recinto para tentarem apaziguar a violência perpetrada pelos palestinianos contra os judeus foi condenada ou no mínimo  criticada pelos hipócritas do costume, desde a Turquia aos Emirados Árabes Unidos, já para não falar na vizinha Jordânia, que administra a área onde se encontra a mesquita de al-Aqsa e o Domo da Rocha.

O próprio secretário de estado norte-americano Antony Blinken abordou recentemente a questão com o seu par da Jordânia, sublinhando a importância de ser mantido o estatuto de status quo neste local de Jerusalém. Algo que o governo israelita tem feito, como prova a recente proibição governamental de serem realizados quaisquer sacrifícios de animais no Monte como ambicionava fazer um grupo religioso judaico, e que, apesar da proibição do governo, serviu mesmo assim de pretexto para a onda de violência palestiniana a que o mundo assistiu na passada sexta-feira.

Blinken e o ministro jordano abordaram ainda a importância de haver um trabalho conjunto entre israelitas e palestinianos para parar a violência e evitar uma escalada da mesma. Para o rei Abdullah da Jordânia, as "acções unilaterais" de Israel contra os fieis muçulmanos na mesquita de al-Aqsa minam seriamente as perspectivas para a paz na região. O que o rei hashemita não mencionou foi quem é que começou o conflito...

Mais do mesmo...

Shalom, Israel!

segunda-feira, abril 18, 2022

DECORREU SEM INCIDENTES A CERIMÓNIA DA BÊNÇÃO SACERDOTAL JUNTO AO MURO OCIDENTAL

Apesar dos recentes eventos violentos no Monte do Templo, decorreu esta manhã a cerimónia da bênção sacerdotal bi-anual junto ao Muro Ocidental, normalmente aglomerando várias dezenas de milhares de judeus, mas que desta vez reuniu apenas alguns milhares de fieis, mesmo assim um número considerável.

De forma a ajudar no controle da multidão por questões de segurança, o evento deste ano foi dividido por dois dias, tendo hoje decorrido a primeira cerimónia, e a segunda estando planeada para a próxima Quarta-Feira. A cerimónia desta manhã iniciou-se pelas 8H45. Cerca de 2.500 polícias foram destacados para o local e imediações. 

Esta cerimónia é realizada pelos sacerdotes através do erguer as mãos para dar a bênção aos presentes, estando os mesmos sacerdotes coatitas envoltos em xailes de oração. Alguns dos participantes desta manhã estavam envoltos em bandeiras ucranianas em solidariedade para com aquele país recentemente invadido pela Rússia. 

Shalom, Israel!


sábado, abril 16, 2022

EUA "PROFUNDAMENTE PREOCUPADOS" COM O MONTE DO TEMPLO EM JERUSALÉM

Devido aos incidentes na manhã de ontem em que cerca de 185 palestinianos foram alegadamente feridos pela intervenção da polícia israelita que tentou pôr ordem na multidão de arruaceiros que atirava pedras contra os fiéis judeus que rezavam junto ao muro, o departamento de estado norte-americano informou estar em permanente contacto com as autoridades palestinianas e israelitas visando o acalmar da situação naquele lugar sagrado para judeus e muçulmanos. 

"Apelamos a ambas as partes para que exerçam contenção, evitem acções provocatórias e de retórica, e que preservem o status quo histórico no Haram al-Sharif/Monte do Templo."

Sob o actual status quo de há 54 anos, enquanto os muçulmanos podem rezar e fazer o que querem no Monte do Templo, inclusivé deixar as crianças jogar à bola, os judeus apenas têm permissão para subir e visitar em pequenos grupos, e mesmo assim sob pesadas restrições, seguindo um caminho previamente estabelecido e apenas durante algumas horas em certos dias da semana. Os judeus estão ainda por cima proibiddos de orar naquele recinto...

Numa declaração emitida pela embaixada norte-americana em Jerusalém, foi feito um apelo à calma e ao restabelecimento da normalidade: "Estamos a acompanhar de perto os acontecimentos em Jerusalém durante este período de feriados sagrados para os judeus, muçulmanos e cristãos. Apelamos a cada um para que se abstenha de acções que levem a um escalar das tensões. Encorajamos ambas as partes a que trabalhem conjuntamente para assegurar a calma e o tranquilo desfrutar de todos os feriados religiosos."

As autoridades israelitas detiveram 400 arruaceiros palestinianos e, segundo alegações do Crescente Vermelho Palestiniano, 158 indivíduos terão ficado feridos, a maioria dos quais devido à inalação de gás lacrimejante. Os videos gravados no local revelaram um verdadeiro caos no recionto, com pedras voando em todas as direcções e bombas artesanais sendo arremessadas contra a polícia israelita. Determinada a limpar as pilhas de pedras acumuladas pelos palestinianos dentro da mesquita de al-Aqsa, a polícia teve de invadir o edifício, resultando na detenção de dezenas de arruaceiros. Foram necessárias seis horas para que a polícia repusesse a ordem, expulsando os arruaceiros palestinianos do recinto, conduzindo centenas deles para dentro de autocarros que os conduziram para uma estação de polícia próxima do local. A calma foi então restaurada, e as orações da tarde puderam ser realizadas sem qualquer problema, com a presença de cerca de 50 mil fiéis muçulmanos.

Shalom, Israel!

sexta-feira, abril 15, 2022

MAIS DE 100 FERIDOS EM NOVOS CONFRONTOS NO MONTE DO TEMPLO

Esta manhã, após as rezas do Ramadão, a polícia israelita foi forçada a entrar no recindo do Monte do Templo para tentar impedir que uma furiosa multidão de palestinianos continuasse a atirar pedras aos judeus que oravam junto ao Muro Ocidental. Segundo a polícia israelita, 3 oficiais sofreram ferimentos ligeiros. 59 palestinianos terão ficado também feridos com os confrontos.

Os palestinianos estavam mascarados e atirando pedras junto à mesquita de al-Aqsa quando a polícia israelita foi obrigada a intervir, neste que tem sido um mês de grandes tensões, devido à celebração do Ramadão, coincidente com as celebrações da Páscoa judaica e cristã. Vários ataques têm sido feitos a israelitas civis, com um total de 14 vítimas mortais. 

Pelas 4 da manhã um grupo de palestinianos com bandeiras do Hamas e palestinianas começaram a atirar pedras aos judeus que oravam junto ao Muro. Quando a polícia interveio, os arruaceiros barricaram-se dentro da mesquita de al-Aqsa. A polícia não entrou dentro do local sagrado para os muçulmanos. Apesar dos esforços, a polícia não conseguiu dispersar os manifestantes palestinianos. 

Para as autoridades muçulmanas responsáveis pelo Monte do Templo, a polícia israelita é que provocou os incidentes, tentando varrer dali os muçulmanos para permitir que "colonos" façam sacrifícios no recinto, uma referência ao que o grupo extremista judeu "Retornando ao Monte" queria fazer, anunciando aos seus membros que iriam tentar realizar um sacrifício pascal no Monte do Templo segundo os preceitos bíblicos na manhã de hoje. 

Como sempre, estes lamentáveis conflitos são fruto da estupidez incurável dos extremistas muçulmanos que não conseguem produzir nada de bom a não ser a violência e o ódio contra aqueles que apenas querem estar no sossego do lugar da oração. E, como lhes é habitual, todas as mentiras servem de argumento para acender o rastilho...

Shalom, Israel!

quinta-feira, abril 14, 2022

TURISTAS VOLTAM EM FORÇA A ISRAEL

O Ministério do Turismo de Israel conta com a entrada de 30.000 turistas só nesta semana para as celebrações da Pascoa judaica e cristã e do Ramadão. 

Apesar destes núeros serem ainda bastante inferiores aos da pré-pandemia, a indústria do turismo está optimista em relação à retoma gradual para este ano. 

Segundo Kobby Barda, do Ministério do Turismo, este actual incremento é um bom sinal para os tempos vindouros: "Temos visto recentemente números interessantes e acreditamos que esta tendência aumentará nos próximos meses."

"Ao nos aproximarmos do feriado judaico da Páscoa que celebra a libertação do nosso povo, nós, na indústria do turismo estamos também a aproximar-nos da libertação da covid-19. A indústria está agora a trabalhar a todo o vapor e dá as boas vindas a todos os turistas que querem vir cá."

A recuperação comprova-se pelos números. Só no mês passado, após Israel ter reaberto o espaço aéreo e os aeroportos aos turistas internacionais, entraram cerca de 167.300 turistas, quando em Março de 2020 só 80.700 o fizeram.

Só no dia de hoje passaram pelo aeroporto de Tel Aviv 73.000 passageiros, o maior número desde o início da pandemia. 

Shalom, Israel!

segunda-feira, abril 11, 2022

TÚMULO DO PATRIARCA JOSÉ NOVAMENTE VANDALIZADO POR PALESTINIANOS

O túmulo do patriarca José voltou esta manhã a estar no centro das atenções quando dois membros de um grupo religioso judaico foram alvo de disparos ao tentarem entrar na cidade de Nablus para visitar o lugar sagrado. Por outro lado, cerca de 100 palestinianos foram filmados apedrejando o túmulo no passado Sábado.

Os dois religiosos israelitas foram acudidos por soldados das FDI que lhes prestaram os primeiros socorros, sendo depois transferidos para um centro médico em Petah Tikva. 

Na noite do passado Sábado e durante tumultos com soldados israelitas, um grupo de palestinianos foi visto a vandalizar o túmulo de José, lançando-lhe fogo e danificando vários objectos no local. 

Esta manhã os líderes de um dos partidos representados no parlamento israelita - o "Land of Israel Caucus" - anunciaram que iriam esta noite visitar o local, mesmo que as FDI não lhes ofereçam permissão e protecção. O responsável local das FDI informou que proibiria os deputados de visitarem o local. A reacção dos deputados foi negativa: "O facto de judeus serem restringidos de entrar num local que deveria estar sob o controle total militar de Israel é uma desgraça." E acrescentaram: "Se não recebermos uma data alternativa para os próximos dias, tencionamos entrar no túmulo de José esta noite, com ou sem permissão."

Este bárbaro ataque contra os dois religiosos judeus que tentavam orar junto ao túmulo foi duramente condenado por Israel que, responsabilizou ainda a Autoridade Palestiniana e seu líder Mahmoud Abbas.

Shalom, Israel!

sábado, abril 09, 2022

ISRAEL AUMENTA RESTRIÇÕES NA CIDADE DE JENIN, O NINHO DO TERRORISMO PALESTINIANO

Vários atentados foram perpetrados nestes últimos dias contra cidadãos israelitas, todos eles civis. Os autores são sempre os mesmos: terroristas palestinianos que, na sua maior parte, acabam sendo abatidos pelas forças israelitas. É a política do "olho por olho" mais que justificável, um avez que essa escória só entende a linguagem da força. Aproveitando-se da celebração da festa islâmica do Ramadão e talvez da fraqueza na coligação governamental israelita, que pode até conduzir a eleições antecipadas, os terroristas não têm dado descanso à população de Israel, pelo que hoje mesmo as restrições ao principal foco de onde surgem estes malfeitores aumentaram, tendo o governo de Jerusalém dado "liberdade de acção" às forças de segurança. 

Por outro lado, o ministro para a Defesa Benny Gantz, apesar do clima de violência palestiniana, decidiu aliviar as restrições à população palestiniana em geral para que possam celebrar a sua festa religiosa, incluindo o acesso ao Monte do Templo e mesquita de al-Aqsa ali presente para rezas. Essas permissões alargam-se a mulheres, crianças e alguns homens, não necessitando de permissão especial de acesso.

Dois dos acessos a Jenin estão encerrados, impedindo assim que árabes israelitas entrem ou saiam, numa altura tão immportante para o comércio local. Os residentes de Jenin também ficarão impedidos de visitar parentes de primeiro grau em território israelita. O governo permite contudo que alguma famílias palestinianas possam fazer visitas mútuas durante o período do Ramadão. Gantz vai também apresentar um projecto de investimento de 111 milhões de dólares para o reforço da barreira de seguranças da "Margem Ocidental", uma vez que vários dos ataques recentes foram perpetrados por terroristas palestinianos que conseguiram furar a barreira.

Em relação à situação em Jenin, na bíblica Samaria, Gantz disse que o exército irá "continuar e intensificar" as operações, "lado a lado com a continuidade das políticas civis acordadas."

Durante a operação militar desta manhã em Jenin, os palestinianos abriram fogo contra os militares israelitas, que por sua vez ripostaram com disparos. Ouviram-se intensos disparos, mas sabe-se que nenhum dos militares das FDI foi ferido. Segundo fontes palestinianas, a refrega deixou um palestiniano morto e 13 feridos. O palestiniano morto era membro da Jihad Islâmica palestiniana. O criminoso carregava com ele uma espingarda M16.

Na semana passada militares israelitas tentaram deter um grupo de terroristas perto de Jenin, quando se deslocavam para fazer um ataque terrorista. Três membros da Jihad Islâmica foram abatidos. 4 soldados israeliras sofreram ferimentos.

Shalom, Israel!


sexta-feira, abril 08, 2022

ISRAEL PREPARA-SE PARA FORNECER GÁS NATURAL À EUROPA

Segundo a ministra da Energia de Israel, Karin Elharrar, "o mercado da energia da Europa está a enfrentar uma substancial redução devido à crise com a Rússia. Israel vê aí uma oportunidade e irá aproveitá-la ao máximo."

A Rússia tem vindo a fornecer anualmente à Europa cerca de 40% do gás natural utilizado na mesma, representando mais de 150 biliões de metros cúbicos. Israel não consegue substituir por completo esse valor, mas os países do Mediterrâneo oriental poderão fornecer anualmente 20 biliões de m3, vindo a maior parte de Israel. Os EUA prometeram à Europa entre 15 a 20 biliões de m3 de gás natural liquefeito, e o Catar deverá exportar outros 20 a 30 .

Foi estabelecido um grupo de trabalho para as questões da energia, do qual participam a União Europeia, Israel e também o Egipto, uma vez que será através deste último que Israel exportará o seu gás para a Europa. O gás será liquefeito numa planta no Egipto e depois exportado para a Europa. Este acordo entre Israel e o Egipto foi estabelecido durante o recente encontro no Negueve entre o ministro israelita para as Relações Exteriores e o ministro egípcio. Outras alternativas estão ainda em discussão, como é o caso do acordo assinado entre Israel, Chipre e a Grécia, e que levaria à construção de um gasoduto a partir de Israel e passando por aqueles países até à Europa. O assunto será novamente abordado em Jerusalém, durante um encontro entre os vários ministros na próxima semana. O presidente turco Erdogan tem também estado a abordar uma possível cooperação com Israel nesta matéria, mas nada foi ainda acordado. 

Desde há muito que venho falando desta riqueza incalculável que Deus prometeu há milénios a Israel e que muito provavelmente despertará a cobiça de Gogue, uma vez que a invasão profetizada para os últimos dias terá a ver com grandes riquezas no território de Israel e que Gogue tentará conquistar juntamente com o seu séquito. Pouco a pouco as peças vão sendo colocadas no xadrez...

Shalom, Israel!

terça-feira, abril 05, 2022

LAGO DA GALILÉIA ATINGIU O SEU MAIOR NÍVEL DOS ÚLTIMOS 30 ANOS

O lago da Galiléia atingiu hoje o seu maior volume de água de há 30 anos, chegando quase ao nível máximo, tendo ficado apenas a 32 centímetros da sua máxima capacidade. Esta manhã assistia-se às águas do lago a transbordarem para as margens. 

O lago ficou assim a "apenas" 209,12 metros abaixo do nível das águas do mar. O nível máximo do lago está nos 208,80 metros abaixo do nível das águas do mar. As águas do lago de água doce tão amado pelos seguidores de Jesus tem estado em contantes subidas e descidas, tendo há 6 anos descido a níveis extremamente preocupantes. Há exactamente 6 anos, o nível das águas estava 3,29 metros abaixo do actual.

Shalom, Israel!